sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012


E ESSE INDEPENDÊNCIA, VAI OU NÃO VAI FICAR PRONTO PARA O CAMPEONATO MINEIRO CONFORME PROMETEU DR ANAST-AZIA?


A cada visita que uma “autoridade” seja do governo estadual, ou municipal, ou do Judiciário faz ao Estádio Independência vaza uma notícia ruim. Empurra-se a data de inauguração ou especula-se sobre quem participará do evento. A CBF tirou a dela da reta com sabedoria: informou ser impossível programar qualquer amistoso da Seleção Brasileira no Horto sem que se saiba a data da inauguração. Pronto, reclamar dela como?
Outro dia o promotor Edson Antenor Lima Paula, do Ministério Público das Geraes, fez uma visita de vistoria nas obras, principalmente pra avaliar as condições de visibilidade dos assentos no anel superior. Foi ver no local as críticas acirradas da Imprensa sobre as grades que preenchem os guarda-corpos e tiram a visão de pelo menos 6 mil espectadores. “Coisa à toa”, teria dito um dos responsáveis pela obra. 
Como o Superesportes disse que o promotor falou com exclusividade ao Portal, vou respeitar e transcrever o material que colhi na internet.
“Em entrevista ao Superesportes, no dia 26 de janeiro, o promotor adiantou com exclusividade que cobraria providências à Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), responsável pela reconstrução do estádio, para solucionar o problema.
Na vistoria ( terça-feira), Edson Antenor Lima Paula foi acompanhado por representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MG), do Corpo de Bombeiros e da Secopa. Ao deixar o estádio, o promotor evitou dar detalhes dos procedimentos que serão tomados no sentido de melhorar a visibilidade dos seis mil assentos afetados pelo modelo de guarda-corpo instalado.
 ”Foi uma vistoria para conhecer a situação da visibilidade, mas nada foi definido ainda”, disse o promotor público.
Antes, Edson Antenor Lima Paula disse que pediria, em caráter de urgência, um estudo técnico ao setor de engenharia do MP. Dependendo das conclusões, modificações nos guarda-corpos poderiam ser exigidas.
“O papel do Ministério Público será cobrar do estado para que testes sejam feitos com alternativas para os guarda-corpos, com vidros ou grades quadriculadas, como são as do Engenhão, no Rio de Janeiro. Depois dos testes, é importante chegar em uma alternativa que alie segurança e visibilidade para que ocorra a troca. E o mais importante é estabelecer prazos para que sejam feitos os testes e a mudança”, disse Edson Antenor Lima Paula à reportagem, naquela ocasião.
Na terça-feira, o Corpo de Bombeiros evitou se manifestar sobre a vistoria feita pelo Ministério Público e pediu que o Superesportes procurasse a Secopa. A assessoria de imprensa da secretaria de estado informou que a “vistoria serviu para que o promotor conhecesse a situação”, mas que, “tendo em vista o projeto de um estádio com capacidade para mais de 25 mil pessoas, com a inclinação do terceiro nível (40º), a situação que está lá atende às normas de segurança dos Bombeiros. A solução encontrada para os guarda-corpos privilegia segurança”.
Éder Campos, gerente em Minas do programa estruturador da Copa de 2014, declarou à reportagem que se tratou de uma visita normal, de rotina, no sentido de ter clareza sobre a questão do guarda-corpo e da visibilidade.
“Não houve nenhuma novidade no momento. O MP tem de fazer suas análises para se manifestar oficialmente. O que a gente entende é que o guarda-corpo instalado atende às normas de segurança”, reforçou a tese da Secopa.
A decisão da Secopa de utilizar guarda-corpos com grades no Independência se baseou em norma técnica do Corpo de Bombeiros. De acordo com a Instrução Técnica do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, ângulos de arquibancadas acima de 37º pedem guarda-corpos preenchidos. O declive do anel superior do estádio é de 40º. (UAI)

Pelo olhar de lince deste filho de dona Geralda o imbróglio não será desatado para a primeira fase do Campeonato Mineiro. Ou seja: continua tudo como dantes no quartel do doutor Antônio Anast-azia “Abrantes”. Céus!

MAIS UMA VEZ A VERDADE NO FUTEBOL MOSTRA PERNAS CURTAS E NÃO DURA 24 HORAS.

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, convocou uma coletiva de imprensa na Gávea pra informar que Vanderlei Luxemburgo não é mais treinador do time. Aquela mesma cartola que antes do jogo contra o Real Potosi, quarta-feira, havia informado que não fizera nenhum acerto com outro treinador ( Joel Santana) e que a saída de Luxemburgo não procedia.
É o tipo de informação que soa mal nas Geraes do doutor Aécio, agora nas mãos provisórias de seu fiel escudeiro Antônio Anast-azia. Dito assim por Patrícia Amorim parece simples, só que põe Luxemburgo livre na praça e estufa os gulosos olhos do Dr. Gilvan do Pinheiro Tavares, fã incondicional do enrolado ex-treinador rubro-negro.
Que Deus nos ajude e faça Vagner Mancini, nem que seja no tranco.

FATALIDADE ESCALA O MELHOR NA DEFESA DO GALO.

Não me levem a mal e nem pensem que fiz reza brava pra Carlos Cesar quebrar o nariz e ceder  lateral direita ao esperto Marcos Rocha. Longe de mim. Defendo a melhor escolha e ela se dependesse de mim começaria por Marcos Rocha; no entanto, admito até que o arranque de Carlos César nas suas descidas pela direita tem a força de Maicon na Internazionale de Milão. Guardadas as devidas proporções, apenas um estudo de analogia, Marcos Rocha tem a mesma aptidão de Daniel Alves, no Barcelona. Menos força e mais jeito.

APOIO Á BRIGA DO SINDICATO CONTRA O MONOPÓLIO GLOBAL

PAULO MARIO – NOVA LIMA - Flávio, quero te cumprimentar pela posição assumida diante da "toda poderosa". Será que todos os demais jornalistas também assumiriam esta mesma posição de "peito aberto" ? Creio que nem todos.
Gostaria de saber a posição da radio Itatiaia. Creio que ela seria uma voz poderosa diante da Globo. Parabéns novamente.

Resposta: Caro Paulo, a posição não é minha, É do nosso Sindicato. Creio que todos os jornalistas a endossam por isso.

IRAQ RODRIGUES – LAGOA SANTA

“...o nosso sindicato fala tudo. É engraçado como às  vezes os direitos mais simples do cidadão são "esquecidos". O direito de ir e vir e o direito à informação são alguns deles.Penso - e corrija-me se eu estiver errado - que o SJPMG poderia até entrar com uma ação de inconstitucionalidade (eta palavrinha chata) contra a prepotência e arrogância da famigerada FMF. Fosse outra a detentora dos direitos de transmissão, será que o feudo do Schetinno agiria da mesma forma ? Temo que não. Vale lembrar - e talvez você o saiba - que na Argentina, (e testemunhei isso) as outras emissoras transmitem diretamente do estádio, só focalizando a torcida e comentando o jogo, sem mostrar imagens do mesmo, quando não tem o direito de transmissão. não seria o caso de fazer igual aqui ?”



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.