sábado, 17 de março de 2012

AMERICA USA PÉ DE COELHO E VENCE BOA NA SORTE

Segundo o site Hoje em Dia, consultado por mim, pois não pude acompanhar o jogo nem por rádio, o que se viu na tarde deste sábado na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, um Coelho assustado e demasiadamente sortudo. Jogou com seu pé direito no coração e conseguiu vencer o Boa Esporte por l a 0, gol do predestinado – e bem colocado – Alessandro, artilheiro que a bola procura dentro da área. O gol de pura sorte de Alessandro foi o de menos. O Boa dominou o jogo e só não conseguiu vencer o paredão chamado Neneca. Como pegou o rapaz! O América contou com a mesma sorte que o acompanhou no meio da semana ao vencer o Boavista por 2 a 1, com gol feito aos 47m do segundo tempo, evitando a desclassificação na Copa do Brasil.
América e Boa Esporte fizeram um jogo muito duro e com grande atuação tática da equipe de Varginha, que no primeiro tempo soube anular as peças de armação do Coelho. Os dois times começaram nervosos, errando muito e sem levar muito perigo aos goleiros. O time de BH foi premiado pela incapacidade dos atacantes do Tricolor do Sul de Minas em finalizarem as diversas oportunidades e chegou à vitória.
Com o resultado, a equipe de Givanildo assume temporariamente a vice-liderança com 18 pontos e espera os resultados deste domingo para saber a colocação definitiva.
O Boa Esporte não contou com a ajuda da sorte e foi superado pelo Tupi, que assumiu sua vaga no G-4. O time de Varginha soma 8 pontos contra 9 do time de Juiz de Fora.
Na próxima rodada, o Coelho fará o clássico contra o Cruzeiro, no domingo, às seis da noite na Arena do Jacaré.
O Boa Esporte joga em Nova Lima contra o Villa Nova no Castor Cifuentes, na quarta-feira, dia 4 de abril.(Hoje em Dia)
O Tupi venceu o América-TO por 3 a 1 na tarde deste sábado, jogando no Estádio Nassri Mattar de Teófilo Otoni, e “estacionou” no G4 do Campeonato Mineiro – e com um jogo a menos, que será cumprido em casa, na quarta-feira às 20h30, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Seus gols foram marcados por Henrique - aos 18 minutos do primeiro tempo e aos 29 da segunda etapa – e Ademilson, aos 37 da fase final. Diego Faria, cobrando pênalti, diminuiu para o Dragão.
O artilheiro da partida fez questão de dividir o mérito com os colegas: “toda a jogada e o passe que recebi (no primeiro gol) foram bonitos, não só a conclusão”, disse Henrique. Já o segundo e o terceiro gols foram frutos de contra-ataques fulminantes dos Carijós. O ótimo resultado provou ainda a força do grupo do Tupi, já que o time teve quatro desfalques: o lateral-direito Flávio, o volante Jailton e os meio-campistas Leo Salino e Michel Cury-os três primeiros suspensos pelo terceiro cartão amarelo, e o último por contusão. (Da assessoria de imprensa)..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.