domingo, 1 de abril de 2012

GALO SÓ DEIXA RAPOSA DORMIR COMO LÍDER UMA NOITE e parte para devolver aqueles 6 a 1 atravessados na garganta.

É minha gente, uma semana pra orar, confessar os pecados, passar pelo purgatório do futebol e terminar domingo no céu, dependendo pra qual time você torce. Este filho de Sodico pretende passar uma semana no céu: autografo meu livro Caraúna aqui no Amarelim da Prudente de Morais, nesta segunda,
Na quarta, assumo o volante da minha BRW, 2010, 1.0 e chispo pra Caratinga, onde comemoro os 30 anos da minha princesa Juliana. Quem puder ir, no entanto, que vá ao clássico de domingo. Ele promete. Tanta coisa em jogo que não dá pra gente afirmar que é apenas pra cumprir tabela, pois Atlético e Cruzeiro estão classificados.Vou falar sobre isso depois, há tempo.

O GALO NÃO DEU TEMPO de o arquirrival curtir os sabores da liderança do Campeonato Mineiro e voltou a ocupar o primeiro lugar após vencer o Uberaba, no Triângulo Mineiro, sem fazer força pra chegar ao placar de 3 a 0. Nem o susto inicial provocado pela boa jogada do menino Thiaguinho, de 19 anos, clone de Neymar, após fazer fila na defesa atleticana e chutar mal, despertou o time de Cuca. As entradas de Carlos César, Eron e Danilinho não surtiam nenhum efeito. Apenas Guilherme se destacava dos demais. Aos 10m, ele sofreu pênalti de Bruno Moreno, bateu com enorme competência e fez l a0.
No segundo tempo, as entradas de Mancini, Felipe Soutto e Richarlyson deram alma à equipe. Estes queriam mostrar serviço. Aos 12m, triangularam Serginho, Rever e Danilinho que marcou 2 a 0, num chute bem colocado de fora da área. Aos 24m, Guilherme fez lançamento genial e colocou Mancini na cara do gol. Ele driblou Fernando e marcou o terceiro e último gol: 3 a 0. Daí pra frente deu sono.

JÁ CRUZEIRO X BOA foi um jogo bem movimentado com boas defesas de ambos os goleiros, Gledson e Fábio, porém o Cruzeiro tem motivos pra comemorar além da vitória por 2 a 0 no Melão, em Varginha atingiu a marca de nove jogos invictos e Montillo, além de marcar um gol, jogou até o fim sem levar o terceiro cartão amarelo. Diego Renan, também, passou em branco e credenciou-se a jogar o clássico domingo que vem.
O Cruzeiro reclama pênalti em Walyson no final do primeiro tempo que Alicio Pena Juiz, o árbitro da partida, ignorou. Os gols foram no segundo tempo. Wellington Paulista acertou forte cabeçada no cruzamento de Marcelo Oliveira, pelo lado esquerdo, e fez l a 0 aos 12m. Foi seu sétimo gol na competição e é artilheiro isolado
Aos 21m, depois de Anselmo Ramon chutar na trave, excelente bola que Montillo lançou-lhe, o argentino tabelou com Marcos, recebeu na frente e marcou 2 a 0.
Com o placar maior, Vagner Mancini colocou Everton na vaga de Diego Renan; Eber na de Walyson e Walter na de Anselmo Ramon.

O FAMOSO LEÃO DO BONFIM não deu conta da fragilizada Pantera de Valadares, lanterna do Campeonato Mineiro e perdeu por 2 a l, no Alçapão de Nova Lima.
Resultado trágico porque colocou o Villa na briga direta com América-TO, Uberaba, e Democrata Pantera contra o descenso. Devo lembrar que dois caem. Por que não? O Boa também tá na briga: tem os mesmos 8 pontos do Villa, contra 7 do América-TO; 6 do Uberaba e 4 da Pantera, que apesar da vitória não deixou o último lugar.
Na briga pela última vaga do G-4, o Tupi ficou na melhor. Venceu o América (2 a l) na quarta-feira na Arena e foi beneficiada pelo empate em l a l entre Guarani e Caldense, neste domingo, em Divinópolis.
Faltam duas rodadas. A décima no domingo terá o clássico Atlético x Cruzeiro com torcida única, atleticana, na Arena do Jacaré. Jogam ainda: Uberaba x América, Nacional x Boa; Caldense x Villa Nova; Democrata Pantera x Tupi; Guarani x América-TO
A última rodada, 11ª, será de América-TO x Democrata; Boa x Caldense; Villa Nova x Nacional; América x Guarani; Tupi x Galo; Cruzeiro x Uberaba.
Chii, a situação tá braba pros lados do Uberaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.