sábado, 19 de maio de 2012

COELHO ESTREIA COM VITORIA NO CEARÁ E MINEIROS NÃO PERDEM NA SERIE B


Nos vestiários, antes do jogo contra o Ceará, o técnico Givanildo cometeu a primeira bobagem: cortou Caio e China, duas jovens promessas, que fizeram falta durante a partida no Estádio Presidente Vargas. Venceu o jogo por 2 a 1, graças à atuação do primeiro tempo, quando tinha o veterano Gilberto em campo dando excelente suporte ao lateral Brian e ao meia Rodriguinho na armação das jogadas. Dudu e Leandro Ferreira amarravam o meio-campo cearense. Bruno Meneguel, enquanto teve fôlego, foi muito importante. Fez o primeiro gol e deu assistência ao Fábio Júnior no segundo.
No intervalo, Givanildo escorreu no tomante. Sabendo que Gilberto só jogaria um tempo cortou China que seria seu substituto eventual. Pior fez ainda porque com outros armadores no banco, optou pelo zagueiro Lula no lugar de Gilberto. Chamou o Ceará pra cima do Coelho.
Quando o estreante Boiadeiro cansou-se, ele colocou Patrick, que, como aconteceu no clássico decisivo, entrou mal. Já que estava com três zagueiros não necessitva de Patrick. Podia lançar mão Sciriolli - ou de Caio se não tivesse sido cortado no vestiário. O primeiro tempo do América foi excelente, o segundo foi dramático e só não levou o gol de empate porque os deuses estavam do seu lado. E Givanildo contra!
A  primeira rodada da série B, eu diria, foi excelente para os mineiros, em que pese os empates de Ipatinga ( l a l) com o ABC e o Boa Esporte (2 a 2) com o Avaí, campeão catarinense. São dois adversários fortes da segunda divisão.

COPA DA UEFA: Chelsea a grande surpresa vence o Bayern nos penais. Os alemães já haviam preparado a festa do título. O estádio Olimpico, seu campo de jogo, escolhido bem antes da competição para ser o palco final da decisão,  pela organização da UEFA, estava lotado. Confiante, o Bayern jogou o tempo todo em cima do Chelsea que usou o esquema de sempre. Bem na defesa e com apenas Drogba no ataque. E com os deuses todos ao seu lado, como nas quartas de final na semifinal. O goleiro Chec fazendo o impossivel e defendeu mais outro pênalti no tempo normal, cobrado pelo goleador Roben. Os alemães fizeram l a 0 quase no final do segundo tempo. Aí todos pensaram, inclusive eles. Fatura liquidada. Nada disso, aos 43m Dogba marcou o empate. 0 a 0 na prorrogação e nos penais, os alemães chegaram a fazer 2 a 0. Então Pets Chec apareceu outra vez com duas defesas e uma bola chutada na trave. Os ingleses fizeram 4 a 3 e ganharam pela primeira vez a Liga dos Campeões.
Meu receio é que o futebol retrancado de Di Mateo, o italiano treinador interino do Chelsea,  influencie os técnicos tupiniquins que nunca se sentiram influenciados pelo estilo moderno e coletivo do Barcelona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.