sábado, 26 de maio de 2012

CRUZEIRO NÃO FAZ E NÃO TOMA GOL

                                 WP-9 passou liso no segundo jogo do Brasileirão
O jogo Náutico e Cruzeiro, na Ilha dos Aflitos no Recife foi digno de dois times botineiros. Jogo amarrado, cheio de cartões amarelos. Por isso o empate de 0 a 0 foi ótimo castigo para os dois times. O melhor da partida foi a disputa particular entre o goleiro Fábio e o volante Souza, do Náutico. O sistema defensivo do Cruzeiro usou e abusou do direito de fazer falta na entrada da área. Cada uma mais perigosa que a outra; e São Fábio evitou que o bom cobrador Souza fizesse algum gol. Praticou lindas defesas. Isso sem falar na sorte que teve: Araújo, ex-Cruzeiro, perdeu umas três chances cara a cara com o goleiro celeste. O Cruzeiro fez 38 faltas e levou 7 cartões amarelos.
Celso Roth tentou de todas as formas pegar o Náutico no contra-ataque e nem Montillo deu jeito, apesar de participar bem em alguns lances. Foi marcado de perto por Elicarlos, ex-Cruzeiro, e botinudo de primeira linha. No intervalo, Roth sacou Charles e colocou William Magrão, apenas porque o primeiro já estava amarelado e muito afobado. Depois, sacou Souza e pôs Everton. Este foi jogar na lateral esquerda e Marcelo Oliveira passou pro meio. Por fim, tirou Tinga e entrou com Walyson, mas nada resolveu. Só Amaral, cumpicha de Roth, ficou em campo. Céus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.