quarta-feira, 2 de maio de 2012

PREPAREM OS SEUS CORAÇÕES PRAS COISAS QUE ESTA QUARTA-FEIRA VAI CONTAR

Jogos entre Corinthians e times equatorianos na Libertadores têm várias histórias pra se contar. Sempre ocorre algo diferente no entorno do confronto. De briga generalizada quando tal coisa só ocorria entre Botafogo de Inhapim e EC Caratinga, pelo Torneio do Asfalto ou por qualquer amistoso. Teve inclusive avião que voltava de Barcelona, Equador, com a delegação corintiana, após uma vitória sobre o inofensivo Espóli, derrapou e foi parar no muro do aeroporto. Quase tragédia. Ficou no susto, ninguém se feriu.
Se a delegação paulista tivesse programado ir sábado passado pra Quito a fim de adaptar-se à altitude, teria passado por outro enorme susto. Pegaria o tremor de 5.0 na escala Richert, no sábado e outro mais leve de 4.4, no domingo. No jogo desta quarta-feira, acredita-se até numa vitória corintiana nos 2.800 m de altitude de Quito. Sabem por quê? O Emelec em 18 jogos contra brasileiros na Libertadores venceu apenas uma vez. Se ganhar logo, acontecerá novo fato inusitado.
Já o duelo entre Vasco e Lanus da Argentina, logo no horário global, não tem nada de inusitado. A característica principal é o da rivalidade Brasil versus Argentina e que não se leve em conta o papo de que o Lanus é time intermediário por lá.
A derrota pro América, a eliminação no Campeonato Mineiro, a apatia do time que não conseguiu mais virada de marcadores adversos, além das situações de atletas importantes como Montillo, Victorino, que nem viajaram, e Roger, sem suas melhores condições físicas, faz o técnico Vagner Mancini, na corda bamba, promover estréias no jogo contra o Furacão logo à noite, em Curitiba, pela Copa do Brasil. Loucura ou desespero? Os dois.
Alex Silva entra na zaga e Victorino com o nariz machucado e fora de forma fica em casa treinando. Souza periga entrar no meio-campo. Os dois mal pisaram na Toca da Raposa e viraram titulares no desespero do técnico. Souza pode esperar no banco antes, visto que revelou não ter condições físicas de jogar 90m.
Como a Arena da Baixada está em obras pra Copa do Mundo o jogo será no estadinho Durival de Brito, do Paraná Clube.
A turma de 50 anos lembra-se de Claudiomiro, centroavante rompedor e fazedor de gols do Internacional. Também jogava naquele time de Falcão, Carpegiani, Batista e outras feras. Colorado doente costuma dizer: “Na minha casa não tem esta de AZULejo. Tudo lá é Vermelhejo”.
Segundo o “Fabuloso” Luiz Fabiano a confusão que se meteu com a Polícia em São Paulo não é culpa sua. Ele se defendeu e acusou o policial militar que apreendeu seu carro Audi RS 5 de ter armado um circo para "aparecer". Disse o centroavante: “Durante toda minha carreira, nunca tive problemas fora de campo. Quando estava indo para o treino, o policial me parou numa blitz e viu que o carro estava sem a placa dianteira. (?) Como ela ficava caindo, a tirei e coloquei no porta-malas.(?) Então, ele pediu para colocar e eu coloquei. Depois, ele disse que a placa não estava nos padrões e que o carro seria apreendido, e que minha carteira tinha muitos pontos e que estava suspensa.(?) Mas não está, porque tenho alguns carros em meu nome e outras pessoas também usam (?). Então, eu recorri dos pontos e a carteira está válida até 2015.(?) Meu bom, se este caso ocorresse nos Estados Unidos, Luiz Fabiano seria algemado, preso e iria chiar depois no Tribunal.
O excelente repórter da Rádio Globo e que participa, também, algumas vezes do Jogada de Classe, na TV Horizonte, Cláudio Resende informa:
Com a missão de vencer o Goiás por três gols de diferença para se classificar na Copa do Brasil, o técnico Cuca comandou um treinamento coletivo na manhã de terça-feira na Cidade do Galo. Mesmo com o zagueiro Rafael Marques à disposição, o treinador alvinegro manteve Lima ao lado de Réver entre os titulares.
No meio-campo o experiente Mancini saiu na frente na disputa pela vaga de Bernard, expulso no jogo de ida na semana passada, em Goiânia. Mancini treinou entre os titulares ao lado do argentino Escudero na armação de jogadas. No decorrer do treinamento, o atacante Neto Berola foi testado no lugar de Escudero. Leleu também teve oportunidade na vaga de Bernard.
O Atlético volta a jogar em Belo Horizonte após quase dois anos. Neste período, Mineirão e Independência estavam fechados para reformas. Por isso, os times da capital mineira tiveram que mandar seus jogos no interior do estado, a maioria das vezes, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.
Como perdeu por 2 a 0 para o Goiás no jogo de ida, em Goiânia, o time alvinegro precisa vencer por três gols de diferença para se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. O único placar que leva a decisão para os pênaltis é 2 a 0 para o Atlético.
Reinaldo Rei José de Lima, técnico do Villa Nova, estreou bem; no jogo-treino contra o Cruzeiro B – com devido respeito aos atletas da equipe e à vitória do Leão, imagino que este time B sangra. Mancini revelou ontem que o elenco atual do Cruzeiro é bem fraco diante da grandeza do clube – por l a 0, no Panelão do Leão. A partida foi em comemoração ao Dia do Trabalho, patrocinada pela prefeitura. Vejam bem a situação do trabalhador hoje no País; no programa oficial consta até amistoso entre time B do Cruzeiro e Villa Nova. Este em preparação pra Taça Minas Gerais. Convém ressaltar que o Villinha só disputará o torneio caso haja desistência de Guarani, Caldense e América-T0. Na classificação geral do campeonato o Villa Nova ficou de fora. Cruzes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.