terça-feira, 26 de junho de 2012

CRUZEIRO NÃO QUIS CORRER RISCO E RENOVOU JÁ COM WP-9


 
O foco profissional do diretor Alexandre Mattos não permitiu demora na renovação do contrato do artilheiro Wellington Paulista (foto)– 22 gols na temporada – que venceria no próximo mês de setembro. Nem do volante Leandro Guerreiro que terminaria em dezembro. Tratou logo de prorrogar os vínculos até 2013.
Agiu com presteza e nem permitiu especulações em torno do assunto. Gol de placa dele, porque na gestão anterior o Cruzeiro marcou bobeira, nos casos de Fabrício, Henrique e Léo Silva, tomando bola nas costas.
Também Mattos acertou no alvo ao resolver as questões contratuais dos garotos Élber e Lucas Silva, duas grandes revelações, que não são aproveitadas agora, mas, um dia, quem sabe, Roth acorda, vê um treino dos meninos e os bota no time principal.  

Rever e Guilherme serão reforços pra Cuca no jogo em Porto Alegre contra o Grêmio. O capitão ficou fora contra o Náutico por causa de problemas no púbis. Então, aquelas bocas azedas de sempre disseram que ele caíra fora pra não fazer seis jogos.
Duvido que Réver fosse capaz de tal bandidagem. Profissional de caráter e personalidade, lhe seria mais fácil chegar ao presidente Kalil e pedir pra não jogar, posto estar à espera de excelente proposta de outro clube.
Como não existe nada disso, Réver deve reassumir sua condição de capitão da equipe e, apesar da boa atuação de Léo Silva, mandá-lo de volta ao banco dos reservas.
A questão de Guilherme é saber se Cuca optará por ele na armação ou mais avançado como fez com Danilinho, destaque na partida contra o Náutico. Guilherme é mais técnico, porém menos veloz. Danilinho pode ser até ponta-direita. Guilherme, não.
Vou cornetar aqui
: Cuca não deve mexer na equipe, além da volta de Réver. Danilinho está bem fisicamente, fez ótima partida sábado passado. Guilherme recupera-se de lesão na panturrilha e precisaria recuperar a forma física e aprimorar a parte técnica.

Bela sugestão do armador Lincoln, ex-Galo, atualmente no Coritiba, após ver seu time sofrer com o apito amigo de Péricles Bassols Cortez em favor do Santos, na Vila Belmiro: “- Os quatro piores times não descem? Então os quatro piores árbitros, os que mais erram também deveriam descer também e ficar na segunda ou terceira”.
Não é de toda inaproveitável a sugestão do mineiro Lincoln. A questão prende-se à falta de segurança dos atletas que trabalham a semana toda e correm o risco de ver este trabalho ir pro ralo das águas sujas por causa de um soprador de apito qualquer. Caso reclamem, o atleta corre risco de suspensão brava. E o soprador de apito, leva o quê?

Não consigo entender porque certos analistas de futebol afirmam o seguinte: “Irreverente, polêmico e bom de bola. Este é Mario Balotelli”. - Melhor que ele, para este filho de dona Geralda, é Wellington Paulista. Irreverente, polêmico, artilheiro com mais gols; faz melhor o pivô, briga e reclama da arbitragem igualmente. E é bem mais simpático.

Balotelli (foto), que tem cara de “gato”, daqueles com idade diminuída uns cinco anos em algum cartório corrupto, produtor de certidões de nascimento falsas, é um poste bem definido. Não sai de onde está, nem corre com amor pela Seleção e prazer pelo futebol como faz WP-9. Aquilo tudo só tem 21 anos? Me engana que gosto.

A mesma reclamação do espanhol Del Bosque contra a UEFA fez o italiano Cesare Prandelli: teve dois dias a menos que a Alemanha pra descansar e treinar. Os germânicos venceram a Grécia na sexta-feira, pelas quartas de final da Eurocopa, enquanto a Itália tirou os ingleses no domingo. . As duas equipes se enfrentam agora pelas semifinais nesta quinta-feira.
Já o craque português Cristiano Ronaldo rebateu tudo. Disse que três dias de descanso são mais do que suficientes, em resposta aos espanhóis que comentaram sobre ter dois dias de descanso a menos seria uma desvantagem. “Como profissional, creio que não é um fato importante - declarou o jogador do Real Madrid.

Vicente Del Bosque, (foto) da Espanha uma das favoritas para título da Euro - não com a minha torcida de seu lado - afirmou que tá preocupado com Cristiano Ronaldo, nesta partida contra Portugal, pelas quartas de final da Eurocopa.
- É óbvio que Cristiano é singular, não há nenhum jogador assim (na Euro) - afirmou o treinador em entrevista à rádio espanhola Onda Cero.
- Temos que superar Ronaldo na marcação. Não deixá-lo jogar. Para isso, contamos com a  colaboração de toda o time, deixando-o sem espaço.
Ao reclamar do tempo de descanso e mostrar receio pelo futebol de Cristiano Ronaldo, a Espanha, apesar de favorita, apresenta seu ponto fraco. Um elefante com medo do ratinho. Quem sabe por aí, os irmãos de Além-Mar não seguram a vaga da final.
O grande ídolo Eusébio, em razão da crise de hipertensão sofrida na Polônia, ficará internado por mais três dias e só voltará a Portugal na próxima quinta-feira – um dia após a seleção lusa enfrentar a Espanha pelas semifinais do torneio.
Portanto, não verá a partida, nem por tevê. Proibição médica. Sacanagem com a Pantera de Moçambique, 70 anos apenas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.