segunda-feira, 18 de junho de 2012

JUSTO OU INJUSTO ESTAMOS NO G-4. ATÉ QUANDO SÓ DEUS SABE



O Atlético perdeu sua invencibilidade numa partida que não merecia perder contra o São Paulo (0 a 1), segundo os analistas. Já o Cruzeiro, conforme os mesmos analistas, venceu o Figueirense ( 1 a 0) sem nenhum merecimento.

Ora, meus bons: vocês não consideram nem a beleza do gol marcado pelo WP-9? Nem a jogada de Souza que entrou no segundo tempo pra botar ordem numa casa desorganizada pela estranha escalação da equipe no início do jogo?

Justiça no futebol só existe pra quem bota a bola mais vezes nas redes. Eu próprio tenho usado este lugar comum no futebol: “venceu sem convencer”.

Conversa fiada minha e de quem pensa assim. Também é retórica nula treinador que diz: “importa jogar feio e ganhar, ou jogar bonito e perder?”

É preciso que o time encontre equilíbrio e respeitabilidade. Caso chegue nesse eixo, as vitórias virão, com dificuldades, às vezes, na maioria das partidas eles estarão ao lado dos que são respeitados pelo equilíbrio tático e o espírito vencedor.

Time que entra em campo, ainda, que bem escalado, porém entregue, sem ânimo dos vencedores, não ganha. Time que entra em campo, ainda que mal escalado, com espírito altivo, coração na boca, sangue nos olhos, não será derrotado.

Defeitos de escalação corrigem-se no intervalo ou durante as partidas. Cuca nada viu nem antes, nem durante, e levou o time à derrota.

No Morumbi, sãopaulinos e atleticanos fizeram um jogo fraco. A vitória poderia sair pra qualquer dos lados. O Galo teve a chance dele com Bernard e não fez. O São Paulo teve sua chance no talento de seu goleador Luiz Fabiano e fez.

Garanto que o gol de Bernard ou de qualquer outro atleticano acontecesse ficaria nisso. Como ficou em favor do SP. Nem deles mostrou capacidade virar um placar adverso.

Ronaldinho Gaúcho experimentou o gosto amargo de uma derrota no Atlético sem que pudesse agir individualmente. Tem o brilho de uma grande estrela, capaz de iluminar o mundo do marketing do clube.

No time, entretanto, poderá até irradiar esperança aos companheiros amarrados pelo adversário. Fica nisso. Sozinho nada resolverá.

No Cruzeiro, o fato é contado diferente. O time entrou mal escalado, com três atacantes, e o Figueirense esteve perto de arrancar na frente.

Um homem no ataque não funcionava – Wallyson – e um também não correspondia no meio-campo, Amaral. Porém, lá atrás um resolvia tudo: o goleiro Fábio.

Agarrava como sempre e parou o ataque catarinense. Quando passou por ele, achou a trave. Celso Roth viu o erro cometido na formação individual e mexeu no time.

Primeiro tirou Amaral, no intervalo. Leandro Guerreiro entrou bem. Pouco depois colocou Souza no lugar de Wallyson. Aí virou tudo e o Cruzeiro fez l a 0.

Resultados justos ou não, mas o certo é que os dois times mineiros estão por enquanto no G-4: Cruzeiro em segundo com ll e o Galo em terceiro com 10.

Tá cedo? Tá. Mas quem não acreditava em nada disso e apenas em Galo e Raposa despencando ladeira abaixo já é um alívio. Uma luz no final do túnel.

Coritiba x São Paulo nesta quarta-feira à noite, no Estádio Couto Pereira, na busca dos times por uma vaga na final da Copa do Brasil cheira a carbureto

A vitória apertada do São Paulo no Morumbi ( 1 a 0) não lhe garante nada. A não ser que consiga um empate ou nova vitória diante do bem armado time de Marcelo Oliveira.

Cheira jogo feio com a equipe de Emerson Leão tentando segurar o empate. Se o Coxa fizer l a 0, pênaltis. A noite fria da bela Curitiba será esquentada de emoções.

Quem parece ter vida mais doce é o Palmeiras que fez 2 a 0 no Grêmio em Porto Alegre. O time de Felipão é baba, fez a zebra do Olímpico.  

Até  mesmo contra o Palmeiras do Felipão não é mole tirar uma diferença de 2 a 0 no mata-mata.  O jogo será nesta quinta-feira,  na Arena de Barueri.

Fiquem de olho, também, na Copa Libertadores nesta quarta-feira à noite: tem Corinthians e Santos, no Pacaembu. O Timão tem bela vantagem de l a 0.

Bom, para os apaixonados pelo talento de Neymar essa vantagem não representa nada. Só que foi conseguida lá na Vila Belmiro, com a Jóia em campo.

Murici garante que será outro jogo. Neymar descansado do passeio com a Seleção fará a diferença. Sei lá. A defesa do Timão, armada por Tite, é muito boa.

Ai, meu Bom Jesus do Galho. A outra semifinal está nas mãos e nos pés do Boca Juniors, que venceu La Universidad do Chile na primeira partida por 2 a 0. Foi em Buenos Aires e a volta será nesta quinta em Santiago do Chile.

No São Paulo x Galo o que mais me machucou foi a nova contusão de Fabrício. Eu o conheci pessoalmente no Jogada de Classe. Gente boa. Não merece o que tem passado.

Essa partida era apenas a quarta de Fabrício com a camisa são-paulina. Em três delas ele precisou ser substituído com menos de 25m de jogo por causa de suas lesões.

Fabrício atuou por apenas 22m contra o Mogi Mirim; por 14m contra o Bragantino. Somente contra o Ituano jogou até o fim.

O São Paulo confirmou que Fabrício será submetido a uma cirurgia no joelho esquerdo. No Cruzeiro ele andou, também, perseguido por lesões sérias.

Aqui a turma boca azeda pegava no pé de Fabrício e o apelidava de “Chinelinho”, jogador que não sai da enfermaria.

Mancini conversou com Paulo Roberto Falcão e não resistiu a lábia do elegante treinador do Bahia. Liberado por Kalil, o atacante vai jogar no time da Boa Terra se passar nos exames médicos.

Ótimo palco pra Mancini, que tem feito mais careta e poses para as câmeras do que jogado futebol no Atletico. Cuca demorou demais em dar-lhe bilhete azul.

Outro tem demorado a pegar o boné é Dudu Cearense(foto). O problema é que tem contrato até 2014. Se for dispensado de vez, o Galo morre numa multa legal.

Como Cuca não quer nem vê-lo pintado de ouro, Kalil autorizou o empresário do atleta a procurar outro clube. No exterior. Kalil sonha com alguns dólares.




2 comentários:

  1. É Flávio, Mancini, "a estrela" do Galo que você falou que estava com ciúmes do Ronaldinho, já foi embora. Ou era outra "estrela"

    ResponderExcluir
  2. É Flávio, Mancini, "a estrela" do Galo que você falou que estava com ciúmes do Ronaldinho, já foi embora. Ou era outra "estrela"?

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.