quarta-feira, 13 de junho de 2012

MÉDICO DA SELEÇÃO NEGA EXISTÊNCIA DE EXAME CONTRA RG-49

Sabem aquele exame que teria comprovado a existência excessiva de álcool no sangue de Ronaldinho Gaúcho, feito após ele deixar de comparecer a um treino no Flamengo?
O fato foi anunciado como arma poderosa do rubro-negro na pendenga trabalhista proposta pelo craque contra o Flamengo. Revelado pelo diretor jurídico do clube, essa denúncia levou o Juiz do feito a decretar segredo de justiça no processo. ]
Pois é, meu bom, o documento nem existe e o exame nem aconteceu. A informação chegou dos Estados Unidos com o Doutor José Luiz Runco, médico do Flamengo e da Seleção.
Runco foi enfático: não existe nem rastro, nos registros do departamento médico, de que tal exame fora realizado.
O cara mentiu pra fazer medo em RG-49 e nos seus advogados.
Agora, pode levar uma sentença de R$ 40 milhões, o Flamengo corre, ainda, o risco de, na mesma ação, sofrer outra por danos morais.
Advogado ruim e mentiroso leva a isso tudo.

Ao descer a Amazonas no sentido da PUC me entristece ver a avenida feia, com os prédios pichados e aquela fiação desordenada dependurada em suas paredes.
Alguns responsáveis a gente conhece: Cemig, as companhias de telefonia, a Net, a  OI, a GVT e outras empresas que emporcalham nossa Capital.
Os pichadores, no entanto, nunca são pegos. Quando presos, não existem leis que os apenem.
A cidade, todavia, conseguiu uma vitória no caso do pichador da Estátua de Cristo Redentor, no Bairro Milionários, no Barreiro.
Os bandidos se deram mal ao picharem o nome “Ronadinho (sic) RG-49” nas costas do Cristo. Foram presos.
Um deles, Michael Antônio Silva Azevedo, tem passagens na polícia por outros atos de vandalismo e até assalto à mão armada.
A esperança é que sirva de exemplo aos demais pichadores. Seria mais um serviço que, indiretamente envolvido, Ronaldinho Gaúcho prestaria à Beagá.
Seria possível, se houvesse de educação primária na boa parte de torcedores que usa as redes sociais, compartilhar uma co-existência pacífica entre os que amam o futebol.
Os exageros extrapolam a dignidade do esporte mais praticado no País, porque as opiniões não são respeitadas. Ninguém é obrigado a torcer pelo clube que você torce.
No meu caso, simplesmente passei uma informação que ouvi, sem opinar e opinei num caso que entendo absurdo da falta de preparo do Cuca em resgatar valores fundamentais na história do Atlético.
Sobre  Cuca, apenas comentei sua declaração de que o presidente Kalil devia manter aberta a porta do cofre porque ele quer mais contratações de reforços.
Em momento algum, Cuca ressalvou a capacidade histórica do Atlético em revelar bons jogadores. Sua única fobia é encher o clube de ciganos e amigos.
Até parece que o treinador do Atlético conhece o caminho das pedras e sabe onde encontrar novos RG-49 e Jô.
Meu Bom, o que levei de porrada, Fui execrado como velho decrépito, jornalista fracassado, cruzeirense abestalhado, atleticano fdp, e outras coisas mais.
Claro que dei o troco em cada um, no mesmo nível. Esta coisa de velho não me chateia. Sou velho mesmo. Apenas sou insistente, ferrinho de dentista.
Em vez de dedicar-me mais às minhas netas lindas, ou a escrever meus livrinhos sem intenção de ganhar resolvi continuar lidando na crônica esportiva. Azar meu!

Quero deixar bem claro o seguinte: se o Cruzeiro pretende negociar Montillo em julho, como única saída pra fugir da crise financeira abafada o caminho tá certo.
Não era assim que o ZZ Senador agia pra cobrir o orçamento anual? Tinha que vender dois jogadores importantes por ano. Era a informação que passava pra torcida.
A informação me foi passada desta forma, inclusive com o discutido fato de que o clube aproveitaria a janela de julho ou agosto, sei lá.
O negócio seria feito com a China ou um país árabe por 15 milhões de euros. Se esta não é a moeda que se usa nesses países não impede de ser o valor que o clube quer.
Se China ou Arábia não estão no projeto da janela e se Montillo já disse só sai pra jogar no futebol europeu, não tenho nada com isso.
Dinheiro às pencas muda qualquer opinião. Inclusive de uma personalidade forte como a do argentino Walter Montillo.
Se me agrada a negociação e por isso sou taxado de “atleticano de nascença”, respondo que não. Gostaria que Montillo ficasse aqui até o fim do mundo.
Não sou atleticano, mas sou liberal pacas. Meus filhos e minhas netas, minha irmã, meu irmão, meus sobrinhos são atleticanos.
A beleza no esporte está aí: saber respeitar o direito e a opinião dos outros. Se ainda assim ninguém entender minhas razões, azar. Mete dois dedos na boca e rasgue.


Valdívia voltou do Chile, apresentou-se ao Palmeiras e quer ir embora depressa, antes que seja vítima de novo sequestro relâmpago, ou de vingança.
A Polícia paulista já identificou os autores do crime e precisa de Valdívia pra falar no inquérito e reconhecer os bandidos.
Valdívia esteve acompanhado do pai Luiz, conversou com os dirigentes do Palmeiras, e pediu pra ser negociado.
O Colo-Colo do Chile mostra-se interessado só que o dinheiro de lá é curto comparado ao que Valdívia ganha no Palmeiras.
O craque lamentou sua saída do Brasil e de São Paulo por tal motivo financeiro. Vai perder muito dinheiro.
Sua esposa também vítima do sequestro, porém, definiu que não volta de maneira alguma pra São Paulo.
Os familiares do jogador também insistem no seu retorno imediato ao Chile. O Palmeiras não o empresta, mas aceita negociá-lo em definitivo.

O mineiro Ricardo Marques Ribeiro/MG, que nenhum clube daqui quer vê-lo no apito de jogos do Campeonato Mineiro, tem prestígio na CBF. Apita São Paulo x Coritiba, nesta quinta-feira, às nove da noite.
A barca do Galo, também, começa a transportar gente pra longe da Cidade do Galo. Wesley, 30 anos, já pegou sua passagem. Dudu Cearense estuda proposta.
O interesse do Goiás por Walter continua de pé e o time goiano mantém conversa com o FC do Porto dono do atacante.
Se os portugueses concordarem, o Cruzeiro abre mão, Walter tem contrato até dezembro e Celso Roth não criou o menor obstáculo pra sua saída.
Tenho até receio de comentar essa informação que rodou à tarde pela Capital do Dr, Lacerda, Roth pediu pra treinar coletivo quinta-feira no Independência.
A BWA, com apoio do presidente Alexandre Kalil, do Atlético, teria negado. Retaliação: a empresa foi obrigada a não praticar o golpe pretendido contra o Cruzeiro.
É de conhecimento de todos que a BWA tinha acertado uma minuta de contrato com o presidente Gilvan Tavares e depois mandou os originais totalmente alterados.
Gilvan abriu o verbo e ameaçou voltar ao interior, principalmente à Arena do Jacaré. O Governador soube e mandou a BWA voltar atrás. Aí o Cruzeiro, também, voltou.
Quero ver quem vencerá esta nova queda de braço.

3 comentários:

  1. Galo investiu 8 milhões no Independência. Quanto o Cruzeiro investiu? Se o Cruzeiro pagar o aluguel para reconhecer o gramado, aí pode treinar. Mas tem de pagar adiantado porque não tem sido um bom pagador.

    ResponderExcluir
  2. Falar em calote é com o cruzeiro mesmo. Alista é grande. Veja:
    fred, Sérgio manoel, Adriano chuva, Gabriel (filho do Vladimir), Thiago Golisng, Bosco, dida, André, Cerezo, Ronaldo Luíz, Reinaldo, Rincón, América (caso Evanilson), Democrata-GV (caso Fábio júnior), Madureira (caso lateral esquerdo Peter), Grêmio Serrano ( Fábio Santos), Goitacaz (caso Jussiê), Kyrlia Sovetov da Rússia ( caso Moisés, Fonte: http://www.tabelando.esportes.ws/forum/index.php?showtopic=4674 ), Dr. Ronaldo Nazaré, Massagista Teotônio...Enfim é muita gente e clubes que levou calotes, mas a justiça já ordenou que a maioria receba já.
    O que fazer? KKK...KKK...Vender as toquinhas e sede OU pedir EMPRESTADO ao Glorioso CAM. KKK...KKK...

    ResponderExcluir
  3. Muito bem colocado o que você disse sobre o CUCA. Direito de expressão é livre para todos. E não adianta esses fanáticos e lunáticos e pseudos donos da verdade querer que publiquem somente o que desejam. Toca "fogo" nos comentários corretíssimos que tem feito Flávio Anselmo e bola para frente. Afinal alguém tem de falar o que alguns não querem ouvir. Abr. José Antôni.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.