quarta-feira, 6 de junho de 2012

SOB PREOCUPADA ATENÇÃO DE RG-10, GALO EMPATA COM BAHIA

(Foto: Bruno Cantini / Site Oficial do Atlético-MG)


O Galo perdeu o aproveitamento 100% no Brasileiro, no seu próprio terreiro, o Estádio Independência, lotado pela torcida entusiasmada com a contratação de Ronaldinho Gaúcho. O apoio, contudo, não foi suficiente pra fazer o time de Cuca dobrar o Bahia de Paulo Roberto Falcão.

O empate de 1 a 1 resumiu exatamente o que foi temperatura do jogo. Basta dizer que no primeiro tempo, o Atlético chutou apenas uma bola no gol baiano, através de Réver.

Jogo igual com o Atlético sem imaginação e o Bahia contando com a grande atuação do goleiro Omar. O Galo abriu a contagem de pênalti, no segundo tempo. O estreante Jô cobrou bem a penalidade, deslocando o goleiro baiano.

 A equipe da Boa Terra empatou com Fahel, que acertou uma bomba de fora da área, sem defesa pra Geovani. E não é que alguns torcedores pegaram no pé do moço; um deles exagerou tanto que o goleiro atleticano fez aquele sinal característico, rodando a mão na cabeça: “Este cara é doido”.

O Atlético chega a 7 pontos em três jogos e neste domingo pega o time do Felipão no ABCD paulista.

Luiz Felipe Scolari não tem muito tempo pra alimentar a cabeça de seus rapazes de ideias vencedoras. A situação é complicada até agora pra a equipe paulista. Perdeu por 2 a 1 para o Sport, nesta quarta, na Ilha do Retiro e teve até gol discutível anulado.

Pra piorar, o primeiro gol foi de Marquinhos Paraná, em alto estilo, depois de uma jogada triangulada.

O Verdão descansa um dia e pega o Atlético neste sábado em São Paulo, possivelmente na Arena Barueri.

Com o nome publicado, finalmente, no BID, Ronaldinho Gaúcho será a atração deste clássico.

Um dos gols mais bonitos da rodada do Brasileirão no meio da semana foi o segundo do Vasco contra o Náutico, em São Januário, anotado por Felipe, após um drible espetacular num zagueiro adversário.

O chute final foi de três dedos no ângulo do goleiro. Indefensável. Coisa de quem trata a bola carinhosamente de minha velha amiga, ele dorme com ela e gostaria de montar uma fábrica de bolinhas de tênis com a distinta.   

O Vasco da Gama fez 4 a 2 no Náutico. Quem pegou o caminho da subida do morro é o Grêmio: venceu o Atlético-GO por l a 0, no Serra Dourada.

Vou mais fundo na minha análise: RG-10 derrotou o Flamengo mais uma vez no gramado da Justiça Trabalhista, agora por 2 a 0. Na primeira vez ganhou a liminar. Nessa de agora, o Flamengo levou dois gols.

O primeiro bem simplesinho. O juiz Alexandre Couce, da Nona Vara do Trabalho do Rio de Janeiro confirmou a liminar.

Nada de extraordinário aqui.  Afinal como reatar um vínculo que o clube se nega a respeitar? O segundo gol foi de letra: o juiz decretou segredo de Justiça no processo. Isso colocará mordaça nas bocas dos cartolas rubro-negros.

Estão falando demais, denunciando demais, sem colocar provas na Justiça, que é o foro competente. O objetivo flamenguista é trazer todo mundo do futebol a seu favor com denúncias de mal profissional, puteiro, pinguço, baladeiros.

Ora, meus bons. Nada que RG-10 fazia antes, com conhecimento do Flamengo e do mundo inteiro, ele deixou de fazer quando contratado.

Se ele jogar 50% do que ainda é capaz, não duvido que Kalil monte um alambique pra ele.

Peraí. Não me interpretem mal: falo de uma casa com todo conforto e penduricalhos que agradam ao atleta nas suas aventuras noturnas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.