sexta-feira, 13 de julho de 2012

LÉO, OUTRA DAS GRANDES REVELAÇÕES DA TOCA VAI JOGAR NA JUVENTUS DA ITÁLIA. E o pior, sem deixar um tostão aqui e sem ser testado no time principal do Cruzeiro

Que falar do jogo Cruzeiro e Grêmio desse sábado? Coisa nenhuma! Nem de Figueirense x Atlético, em Floripa, neste domingo. Quero mesmo é manifestar ,definitivamente, a minha revolta contra a diretoria do Cruzeiro e o técnico Celso Roth pela pasmaceira diante das fugas constantes dos promissores atletas da base.
Última delas, se me permitem a metáfora, é como tocar fogo numa mata nativa, à beira na nascente de rio de águas limpas e cristalinas.
O atacante Léo Bonatini ( na foto, com a camisa 11) segue rumo à Juventus da Itália. Sabem o que sobrou pro Cruzeiro: 15% dos direitos federativos que pertencem ao clube, segundo o novo vice-presidente Márcio Rodrigues.
O contrato do talentoso atacante, de 18 anos apenas, venceria em março de 2013. Segundo o cartola celeste, foram buscadas todas as formas de renovação, com proposta de salários 10 vezes maior do que o atua. O pai e procurador do atleta recusou a proposta.
Claro que devia recusar: a Juve já batia às portas dos maiores investidores, incluindo o pai do menino que tem 50% dos direitos federativos. Sem falar que no Cruzeiro ele não via futuro pra Léo. Qual revelação da base está entre os titulares, além de Diego Renan?
Enquanto há tempo, engalobam a torcida trazendo velhos craques, ex-jogadores em atividade, amigos do treinador, e dispensam a meninada.
Querem ver jovens talentos? Assistam aos jogos do Santos, do Internacional, do Fluminense, do Palmeiras, do Coritiba e do arquirrival Atlético. Os valores da negociação, como de praxe, apesar de a promessa de administração transparente, não serão informados à torcida.
Aliás, nem sei se ela, também, está interessada em saber, preocupada em pedir mais velhos desinteressados em futebol, a exemplo de Riquelme, como reforço. Santa Rita do Sapucaí, vou pegar minha viola e cantar noutro lugar.
Viva o São Paulo do mineiro Ney Franco, amigo e conterrâneo deste escrevinhador!

Quem vai à frente bebe água limpa. O presidente Alexandre Kalil confirmou que aceitou a proposta de renovação antecipada das vendas dos direitos de transmissão do Brasileiro à Globo no próximo triênio. O atual termina em 2014. Com isso, o Atlético teve um bônus de R$ 30 milhões. Outra rasteira de Kalil nos rivais? Afinal na renovação passada ele bateu pé pela proposta da Record e foi o último clube a renovar.
Sem revelar detalhes financeiros da renovação, Kalil apenas afirmou: “Tampei o nariz e fechei com a Globo”.
Um jornal importante de Buenos Aires perguntou: por onde anda Roman? Pra nós aqui, do outro lado da fronteira Roman Riquelme também sumiu. Vários times tupiniquins o anunciam como reforço e ele nem rescindiu contrato ainda com o Boca Juniors.
O compromisso dura até 2014. Quem resolveu rompê-lo unilateralmente foi o astro argentino.
Na última quinta-feira, porém, os homens do Boca informaram que não pretendem cobrar qualquer indenização de Riquelme, em nome de seu amor pelo clube. Vale dizer que se o Cruzeiro, um dos interessados no craque terá de negociar com ele e com os empresários, por isso pediram ajuda ao grande amigo dele, Juan Pablo Sorin.

Botafogo avisa à sua legião de torcedores espalhada pelo mundo afora: a estreia de Seedorf deve ser no dia 22, contra o Grêmio, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro. O holandês ainda precisa ser regularizado para ficar à disposição do técnico Oswaldo de Oliveira. Seedorf tem treinado com vontade.
Tem nada de verdadeiro na ida de Roger  para a TV Globo, no momento. O ex-cruzeirense garante que pretende jogar mais uns anos e pode negociar com algum clube do Rio de Janeiro. Não quer é deixar a Cidade Maravilhosa e ficar sempre perto de sua nada menos maravilhosa esposa, Débora Secco. Quer jogar num clube de ponta até o final do ano e pode ser ao lado de Seedorf.
Atualmente, Roger tem feito estágio com Kleber Leite na empresa dele, que cuida de administrar carreira de alguns atletas.

Na época do ditador Emerson Leão, os caras pintadas sãopaulinos, a mídia tricolor e a diretoria vivam às turras com o treinador. Mudou tudo no Morumbi!  Ney Franco, outro tipo de gente, menino criado com avó, sangue de caratinguense, olhos atentos ao mundo e às pessoas, só encontrará a casa pouco arrumada por causa da passagem rápida de Milton Cruz, outro profissional que sabe das coisas e não bota o boné muito alto.
Acostumado a ganhar um caneco por ano, os são-paulinos passam por três anos a seco. A escolha não podia ser melhor pra substituir Leão. Ney Franco passou a treinador profissional em 2005. Antes era o orgulho de Vargem Alegre, sua terra, então distrito de Caratinga, como bom tocador de viola, compositor e menino obediente.
No Cruzeiro botou as mangas de fora como treinador das divisões de base e revelador de talento. Na época em que o clube valorizava a base e vendia grandes revelações, os cofres estavam cheios.Foi interino sem vez, ia e voltava à base. Trabalhou com treinadores importantes, me lembro de um que o ensinou bastante, Enio Andrade.
Profissional, Ney Franco não parou de ganhar títulos. Só não foi campeão em 2008, quando comandou o Atlético Paranaense. No Ipatinga, Ney foi campeão mineiro em 2005. No Flamengo, venceu a Copa do Brasil de 2006 e a Taça Guanabara e o Campeonato Carioca de 2007.
No Botafogo, levou a Taça Guanabara de 2009. No Coritiba, ganhou o Brasileiro da Série B e o Estadual. Na Seleção Sub-20, foi campeão sul-americano e mundial. Ufa, a torcida são-paulina que se prepare pra viver fortes emoções com este caratinguense de fala mansa, educado, bom de papo. Enquanto ele estiver no Morumbi, este filho do Sodico será são-paulino abusado.


Um comentário:

  1. Devia se informar melhor, o Cruzeiro também ja tinha feito esse acordo com a Globo. E não só os times mineiros, mas varios outros. Vc ta gaga mesmo.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.