domingo, 12 de agosto de 2012

DEU TUDO ERRADO PARA COVEIROS: RG-49 JOGA, GALO VENCE E DISPARA NA LIDERANÇA



Nada deu certo pelos lados dos coveiros anônimos que tentaram bagunçar a tranquilidade do Atlético, líder do Campeonato Brasileiro, antes do jogo contra o Vasco da Gama, vice-líder, então separados por apenas um ponto. A história da briga entre Kalil e Ronaldinho, por causa do sermão do presidente Kalil, numa reunião, sexta-feira,  serviu apenas pra agregar mais a equipe.

A resposta veio na entrega do time pra conseguir a vitória  sobre os cariocas, por 1 a 0, gol de Jô, de cabeça, após genial jogada de RG-49 pela esquerda.

E mais: com a vitória o Atlético disparou na liderança isolada: tem 38 pontos em 15 jogos. Após a partida à tarde, o Vasco era o vice com 34 do Vasco, em 16 jogos. Diferença de 4 pontos. À noite, os cruzmaltinos perderam a vice pro Fluminense que venceu o Palmeiras (1 a 0, gol de Rafael Sóbis) e assumiu o segundo lugar com 35 pontos, em 16 partidas. Portanto, a diferença caiu pra três pontos, boa demais!

RG-49 foi genial contra o Vasco e calou os ondeiros.

O jogo não foi lá nenhuma maravilha técnica, mas teve emoção de sobra. A torcida que lotou o Independência vibrou até não poder mais.  

O maior destaque individual foi Ronaldinho Gaúcho, perseguido em campo pelos brucutus vascaínos e, ainda assim, realizou lances de maior talento. Agora o Galo sai pra enfrentar o seu xará de Goiânia, nesta quarta-feira, no Serra Dourada; o Vasco recebe o Coritiba, em São Januário.
Depois do confronto, o técnico Cuca (foto) decidiu por fim de vez na conversaria fiada, pra ele já esgotada na conversa positiva e enérgica que Alexandre Kalil teve com o grupo. Segundo Cuca, todos ouviram o sermão  e ninguém quis briga. Não desmentiu a reunião, num momento propício, visto que fofocas eram plantadas na imprensa.

- Foi tudo muito aumentado, mais que o Nelson Rubens faz. É brincadeira. Tá louco. O presidente cobrou, com toda a razão do mundo, uma postura melhor. Cobrou para não abrirmos mão de tudo o que conquistamos, em razão de tudo que isso significa para o clube e para a torcida. Foi uma cobrança muito bem posta. Ficamos sabemos que surgiu boato, mas estávamos tão concentrados que nem tomamos conhecimento – reagiu Cuca.

Cuca revelou quedizem que foi um funcionário que falou. Foi um telefone sem fio danado. Uma mentira absurda que, para mim, foi bom. Confesso. Enquanto achavam que estávamos desmobilizados, estávamos mais mobilizados. Eu falei antes pra vocês. Olhem o jogo e vão ver se houve algum problema”.

Meu bom, a verdade é que o campeonato brasileiro cumpriu sua 16ª rodada e já deu pra tapar a boca de todos os pessimistas da abertura. O Galo que lutaria pra não cair é líder isolado, com três pontos na frente do segundo colocado. Quem havia pensado nisso após o Campeonato Mineiro, que o Galo ganhou invicto? Profetas do acontecido não aceito. Eu estava entre os descrentes. O time tem quase 86% de aproveitamento, a defesa menos vazada com oito gols; o ataque mais positivo, com 27 gols. Céus!

Ah, tem outra coisa interessante. Além de quebrar vários tabus durante este período todo, o Galo tirou a alegria do goleiro Fernando Prass, do Vasco, que estava sem levar gol há sete jogos. A última vez foi no empate em 1 a 1 com o Figueirense. O tabu caiu após 748 minutos.

Naquele mesmo Independência, o  América despencou pro sétimo lugar no sábado. Todos se lembram que há pouco tempo liderava a Série B, com quatro pontos na frente dos adversários. Caiu de produção, trocou de treinador com Milagres no lugar de Givanildo e está longe do G-4. Foi derrotado pelo Vitória da Bahia por  2 a 1. Estreia ruim do bom moço Marco Antônio Milagres. Que se leve em consideração, contudo, que ele assumiu a equipe não faz nem uma semana.

Nesta rodada, a 15ª, o Boa Esporte perdeu por 2 a 0 para o Goiás, resultado normal, porque ganhar deles lá no Serra Dourada é difícil. Até porque o Goiás faz excelente campanha de recuperação na Segundona. O Ipatinga – quem diria? -  conseguiu incrível resultado de 2 a 0 sobre o Bragantino, lá em Bragança Paulista. 

À noite, fui acompanhar a transmissão do Sportv: Bahia x Cruzeiro, no Estádio de Pituaçu, em Salvador. Celso Roth cumpriu a promessa de mudanças: colocou Thiago Carvalho na zaga com Léo e sacou Victorino. Tirou, também, Diego Renan e botou Marcelo Oliveira na lateral esquerda. No meio-campo, Tinga saiu e entrou o garoto Lucas Silva, que apesar de errar muitos passes teve atuação segura na marcação.

No ataque, Roth cometeu a besteira que lhe assola a cabeça quente. Voltou com a dupla Wellington Paulista e Borges, equívoco total. Roth tá cansado de saber que não dá pra jogar com dois centroavantes das mesmas características. Um anula o outro.

O primeiro tempo ainda foi tolerável e o Cruzeiro fez l a 0, gol de Montillo, e até poderia ter feito mais. Borges perdeu incrível oportunidade, em jogada do argentino. No segundo, o Cruzeiro jogou feito time pequeno. A bola não parava no ataque e o Bahia pressionava. Os azuis chutavam pra frente, pro alto, para os lados. A ruindade do Bahia ajudou ao Cruzeiro conseguir a vitória por l a 0 e subir pro o sexto lugar, com 26 pontos. Quarta vitória fora de Beagá.

Montillo (foto) cansou-se de tanto correr em Salvador, mas voltou a marcar e foi o melhor do time. 

Só não consegui entender por que no intervalo, Roth tirou Borges? Disse aos repórteres que foi uma decisão dele, Roth. Tudo bem. Mas errada. Borges é o artilheiro do time no Brasileiro: em 5 jogos fez 5 gols. Tirá-lo por quê? Por que perdeu um gol feito no primeiro tempo? Entrou com Anselmo Ramon e manteve Wellington Paulista, bem pior que Borges. Anselmo esteve omisso.

Antes, disso aí, como acontece em todos os jogos, Ceará pediu pra sair lesionado. Entrou Diego Renan. Quase no final, Montillo também pregou e entrou Souza..
Ao contrário do jogo contra o Peixe, quando foi inexpressivo, o Cruzeiro pelo menos mostrou raça e vontade de vencer. O Bahia tem um time ruim e é sério candidato a voltar pra Segundona. As trocas durante o jogo foram equivocadas, e a gente sente que a maioria dos atletas não tem preparo físico. Está num bagaço de fazer pena.

Um comentário:

  1. Já estou com a camisa do Cruzeiro Esporte Clube, Cruzeirão, bi-campeão da Libertadores da América, campeoníssimo do Brasil, tríplice coroa. Não vão me decepcionar na quarta contra o Fluminense. Bora Zêro.
    Para o bem do futebol mineiro.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.