quinta-feira, 25 de outubro de 2012

ESTÁ ABERTO MAIOR FORO DE DISCUSSÕES ESPORTIVAS DAS GERAES: esta Trincheira recebe os pitacos dos seus amigos.


São pitacos mais diferenciados e em cada um deles a lição que não aprendemos no dia-a-dia. Abro com a seleta opinião de quem conhece de leis, o procurador de Justiça Jarbas Soares Júnior: "Caro Flavio Anselmo, como sabe, leio a sua coluna diariamente. Fico espantado com essas coisas que estão acontecendo no futebol. Tenho uma paixão incontrolável pelo Galo, e rezo a Deus para ela diminuir aos poucos, em razão do sofrimento que sinto desde 1977 por conta dessas, digamos, artimanhas do mundo da bola. Não consigo e ainda passei isso para os meus filhos".

"Pelas funções que ocupo, vou evitar maiores comentários sobre essas coisas estranhas que temos visto. Pontualmente sobre o tema retratado por você na sua coluna, quero lembrar os jogos do Galo contra o Grêmio e Flamengo, quando o R49 foi visivelmente ofendido por ambas as torcidas em seus domínios. Ate a mãe do R49, que esta doente, foi atingida. O Grêmio e o Flamengo foram ou deveriam ser punidos? Penso que não". "Isso é futebol, é paixão. Alguém pensou em alguma medida? Também não. Os casos que relatou eram até graves, pois ofendiam o ser humano e sua família... Pobres nos atleticano. Além de tudo que temos que suportar, agora não podemos nem reclamar de forma pacífica. Um dia o torcedor vai ter que se socorrer do bispo para reclamar, pois não pode nos estádios. Temos que ficar calados. 

"Eu estava no Independência e vi tudo. Aliás, estou vendo tudo pela TV. Ou, descrentes, desistimos ou matamos esse sentimento que em 100 anos ninguém conseguiu sufocar e vamos ver algum filme ou ler um livro na hora do futebol. Talvez assim a revolta não nos faça sentir o sabor amargo do injusto. Meu Deus, que tristeza com tudo isso ! Abraço amigo. Jarbas Soares Junior ( Procurador de Justiça-MG )"

Resposta: esta mesma sensação de impotência e desânimo me invade de quando em vez, caro Jarbas. Mas toco a vida na esperança de que um dia a coisa mude. Se eu viver até lá. Abraço, também e grato pela opinião.

De João Batista – TV Horizonte – "Amigo Flávio, é revoltante tudo que vem ocorrendo no futebol Brasileiro sob a batuta desses malandros da CBF. Casa de Mãe Joana que só enxergam interesses dos mais próximos.  Uma vergonha nacional!.  Acho que está na hora de se fazer um movimento por todos os meios sociais, para se instalar de vez uma CPI da CBF e seu comando passar para o Estado Brasileiro. Pois o futebol brasileiro, deve ser tratado como entidade pública, não a PRIVADA que esses malandros que ali coabitam, jogam sua vaidades e seus dejetos e abjetos desejos de manipulação para beneficiar seus asseclas e periféricos".  

"Chega de tanta vergonha e impunidade. Chegou a hora de um basta definitivo em tudo isso, aproveitando que estamos para entrar em clima de Copa e cobrar isso das autoridades brasileiras".

Resposta: Pensa assim não, JB.  Já pensou um "filé" desses nas mãos de políticos? Olhaí o STJ tendo um trabalhão danado com o Mensalão.

De Reginaldo Souza - Bairro Copacabana - BH – MG : "Caro Amigo Flávio Anselmo, nesse caso, vou citar o Jornalista João Vitor Xavier: "nenhum estatuto, regra ou carta poderá sobrepor a Carta Magna do País que é a nossa Constituição Brasileira". Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos. É um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral. Art 5º, parágrafo IV, me corrija se estiver errado. Então diante disso, não tenho
mais nada a dizer de outros textos, estatutos, STJD etc... o que manda é a Constituição".

Resposta: O deputado João Vitor Xavier sabe das coisas, Meu Bom.

De Diego Araújo – Assessor de Comunicação da Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE): "AMCE busca solução para falta de água para a imprensa no Independência. No último fim de semana, na partida entre Atlético x Fluminense, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Independência, a AMCE atendeu 479 profissionais de imprensa. Sob intenso calor, devido ao horário de verão, a AMCE disponibilizou água potável para todos os associados, inclusive àqueles que trabalhavam no campo e não podiam abandonar seus postos".

"A AMCE esclarece que vem tentando resolver, juntamente com a BWA (empresa responsável por administrar o Independência), o problema da falta de água para a imprensa. A AMCE, inclusive, através de seu presidente Carlos Cruz, apresentou como sugestão a compra e a instalação de um bebedouro na "zona mista". O mesmo poderia servir também para outras pessoas que trabalham no local.Em todos os questionamentos e solicitações, a BWA sempre responde que está resolvendo esses problemas".

Resposta: E não resolve né Diego. Não é por culpa da Nina Abreu – ela ainda está  trabalhando naquele ninho de cobras? – mas pela falta de interesse do Dr. Bruno, dono da empresa. Ah, se fosse em São Paulo!... 

De Iraq Rodrigues – Lagoa Santa – "Flávio, sobre a desculpa porca, resta questionar o que disse seu amigo: "O volante Dinho abriu a brecha antes de Thiago Neves chutar. Portanto, a bola ainda estava parada e não entrara em jogo. Desta forma, não existe falta alguma." Ora, empurrar um jogador não é falta ?"

Será que o Ministério Público vai denunciar o Fred por aquele soco na saída de bola do Flu após o gol de Leonardo Silva?  O Ronaldinho gaúcho foi denunciado pelo chute no jogador do Grêmio, lance em que o juiz estava em cima.

Bem, não sei por que tanta discussão.  A CBF deveria suspender o Jaílson (juiz) como fez com outros em lances polêmicos. Desde o início 2012 eu apostava que iríamos para a Libertadores. Após a contratação de Ronaldinho passei a crer na possibilidade do título. Com os pontos perdidos tolamente em casa (Bahia, Ponte Preta, etc) poderíamos estar na frente".

Resposta: Uma opinião alheia, ainda que não seja igual à nossa, não deve ser considerada como "porca", né Iraq?

 

UMA AULA SOBRE INSS

 

De Mário Borges do Amaral - Coordenador do Programa de Educação Previdenciária do INSS - Gerencia Executiva do INSS de Belo Horizonte recebo uma aula sobre benefícios  previdenciários. Este conhece, realmente, muito e sua opinião é definitiva: "De Prezado Flávio Anselmo. Sou leitor assíduo de suas colunas, motivo que me leva, com o devido respeito, a prestar-lhe alguns esclarecimentos a respeito do benefício previdenciário auxílio-reclusão".

"Há alguns requisitos para os dependentes do segurado recluso ter direito ao auxílio-reclusão conforme os artigos 116 ao 119 do Decreto 3.048, de 06.05.99 e artigos 331 ao 344 da Instrução Normativa 45, de 06.08.10. As condições para os dependentes ter direito ao auxílio-reclusão são as seguintes:

-será devido aos dependentes do segurado recolhido à prisão que não receber remuneração da empresa nem estiver em gozo de auxílio-doença, aposentadoria ou abono de permanência em serviço;

-seu último salário-de-contribuição seja inferior ou igual a R$ 915,05. Este valor é alterado anualmente a partir de 01 de janeiro;

-o segurado no momento do fato gerador, a reclusão, terá que ter qualidade de segurado. 

-O que significa ter qualidade de segurado - o segurado conserva todos os seus direitos perante a previdência social, independente de contribuições até 12 meses após a cessação das contribuições.

-Este prazo será prorrogado para até 24 meses, se o segurado já tiver pago mais de 120 contribuições mensais sem interrupção que acarrete a perda da qualidade de segurado.

Este prazo de 24 meses será acrescido de mais 12 meses para o segurado desempregado, desde que comprovada essa situação por registro no órgão próprio do Ministério do Trabalho e Emprego. 

Alguns exemplos a título de esclarecimentos:

Se o último salário-de-contribuição do segurado foi de R$ 916,00 reais, os dependentes não terão direito ao auxílio-reclusão.

Se entre a última contribuição do segurado e a reclusão tiver mais de 12 meses os dependentes não terão direito ao auxílio-reclusão.

Caso cinco dependentes (esposa e filhos menores de 21 anos) tenham direito ao auxílio-reclusão, cujo valor do benefício seja de R$ 800,00, cada dependente receberá R$ 160,00.  Espero ter colaborado com estes esclarecimentos. Me coloco a sua disposição para outros esclarecimentos que se fizerem necessários.

Resposta: Sua participação valorizou minha Trincheira que levantou o assunto sobre o pagamento de benefícios aos presidiários. Grato, amigo Mário."

Do professor Haydn Pimenta – BH "Caro Flávio, você me desculpe, pois devemos respeitar quem pensa diferentemente de nós! Sei da corrente política de sua preferência. Mas este e outros absurdos estão na conta deste esquerdismo caolho que temos em nosso país. Esta onda do politicamente correto, que comete absurdos de inverter a lógica do próprio enunciado, está na conta do PT em grande parte".

"Sob o lema da defesa dos indefesos e oprimidos, outra coisa não faz do que agredir o bom senso e a inteligência média do brasileiro. Há dois grandes culpados de toda esta inversão de valores que grassa sobre nossa pobre pátria – a briga burra e destrutiva de dois partidos que tinham tudo para, juntos, buscarem instaurar uma real social-democracia no Brasil, PT e PSDB! Preferiram digladiar e estão perdendo o "bonde" da história!"

Resposta: Minha linha de pensamento político não passa pelo PT e por nenhum partido nacional. Portanto, fique à vontade pra esculhambar quem quiser.

Heloisa Matos – São Paulo – "Flavio, existem os "direitos humanos" e os" direitos homônimos", ou seja, usar  critérios diferenciados para os salários de trabalhadores e aposentados e o salário de presidiário . Seria isto? 
Ainda bem que a  Sra. Presidente teve o bom senso de revogar a lei. Pensando nos direitos humanos , é  preciso considerar o efeito nefasto e multiplicador , quando o chefe da familia, por estar preso,  deixa de contribuir para o sustento dos filhos. Se o  Estado oferece uma ajuda "complementar"à familia, isto  justifica plenamente  o auxilio prisão. Neste caso, este auxilio precisa estar  fortemente vinculado complementação da  formação educacional e ao  trabalho efetivo do presidiário dentro do cárcere, evitando assim que sobre muito tempo para" planejamento e articulações criminosas". 

Resposta: O lançamento de meu livro "Tarzan Vive no Quintal do Vizinho" já aconteceu em Brasília. Estou de volta à Beagá. Abraço e grato pelo pitaco. 


FLAVIO ANSELMO
Email -   fanselmo@msn.com
Blog   -   www.flavioanselmo.com.br
Facebook - Flavio Anselmo 
Twitter - @fganselmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.