quinta-feira, 22 de novembro de 2012

MINHAS DESCULPAS AO CELSO ROTH


Feito aquele cachorrinho mala que morde no seu calcanhar e na barra de sua calça todas as vezes que o encontra, passei quase um ano cobrando de Celso Roth(foto de Roberto Rodrigues,)ação prática na renovação do elenco do Cruzeiro.
Agora leio a entrevista coletiva dele onde afirma:
-Quando eu cheguei ao Cruzeiro, foi me dito internamente que ninguém da base tinha condição de ser aproveitado.
Devo, portanto, desculpa em parte do que escrevi sobre Roth. Mas não o absolvo totalmente por sua submissão às informações estúpidas, imbecis, e amadoras que recebeu ao aportar na Toca da Raposa.
E pretendo descobrir de qual boca, ou bocas, saiu tal declaração. Se descoberta, tal pessoal se tornará inimiga número 1 da Trincheira e da razão.

Além do quê, tal pessoa permitiu que hoje Celso Roth possa dizer que “externamente, nós fomos trazendo os garotos pouco a pouco. O Mayke poderia ter tido oportunidade, se não tivesse o problema de uma bolha no pé assim que chegou aqui. O Alisson aproveitou a chance que teve, o Lucas Silva também. Desde que sejam colocados no momento equilibrado, eles podem se tornar grandes jogadores do clube”.

Desculpas vazias que não convencem. A bolha no pé de Mayke dura uma eternidade. Alisson jogou 15m, Élber foi preterido várias vezes, como também o garoto Diego Renan. Vinicius Freitas também subiu e não foi mostrado em nenhum jogo.
A diretoria teve grande parcela de culpa com informações furadas, mas o treinador foi descuidado e frouxo. Não correu atrás e preferiu a ação entre amigos.

Segundo o Globoesporte.com, a diretoria celeste confirmou que quando Celso Roth foi contratado, em maio, ela o avisou que não havia nenhum jogador pronto para ser titular, mas que vários atletas com potencial estavam nas categorias de base do clube.
Meia verdade, portanto!
Existia, sim, vários em condição de titularidade, inclusive alguns já dispensados, e o meia Élber. Este já jogara como titular na época do treinador Emerson Ávila, no Brasileirão do ano passado.

Não seja pessimista, Richarlyson! Quem sabe o Urso Bravo resolva falar sério consigo e o contrato renovado. Particularmente, considero que você seja importante pro grupo na disputa da Libertadores. Além de versátil: lateral, volante e pau-puro.Não é nenhuma sumidade, me desculpe a franqueza, mas dá pra quebrar o galho ( no bom sentido,viu?)
Rick disse que conversou com Maluf, mas nada serio:
- Já manifestei meu desejo. Já houve uma conversa, mas nada muito séria ainda, só uma suposição. Continuo tranquilo, em busca do nosso objetivo que é a segunda colocação. Sigo trabalhando, esperando uma oportunidade.
O fogoso lateral do Galo revelou, ainda, uma sondagem do Santos pra que volte a trabalhar com Muricy Ramalho. O técnico manifestou a vontade de tê-lo de novo como pupilo, como aconteceu nos tempos de São Paulo.

CUCA SENTE FALTA DE DANILINHO

Outro dia, em conversa com meu primogênito Alex Santelmo, professor de Educação Física do Colégio Santo Agostinho e técnico de basquete da instituição, meu garoto me fez chegar seguinte à conclusão: Danilinho foi o maior desfalque do Galo no segundo turno.
Sua dispensa por indisciplina quebrou a estrutura tática de Cuca pelo lado direito.
Cuca teve trabalho pra arrumar aquele lado com as subidas de Marcos Rocha. Acertou com Leandro Donizete e Danilinho. Saiu Danilinho, Cuca tentou Guilherme sem sucesso. Não é a dele. Mas se esqueceu de Carlos César.
Digamos que não tenha sido por esquecimento. Carlos César é volante de ofício, adaptado à lateral direita, desde os tempos de Ituiutaba e Boa Esporte. Cuca o usou como substituto de Marcos Rocha e, por fim, botou os dois juntos pra fechar o espaço criado com a saída de Danilinho. Não deu certo.
Sem Plano B, porque o Galo só tem aquela jogada de bola no RG-49 e daí pra Bernard na esquerda, também usada nos contra-ataques rápidos, em lançamentos compridos. Os adversários decifraram o esquema e o inutilizaram no segundo turno.

De Globoesportes.com – (Por Lucas Catta Preta -Belo Horizonte) - O “se” não existe no futebol. “Se a bola tivesse entrado”, “se o árbitro tivesse marcado o pênalti“, “se fulano estivesse em campo”. Mas, como conjecturar não custa nada, uma situação, se tivesse acontecido, poderia deixar o Atlético em situação ainda mais confortável que o atual terceiro lugar na tabela. Uma não, 22. Esse foi o número de bolas na trave que o time mandou neste Brasileirão. Nenhum time conseguiu tal número.
Com 58 gols marcados, o segundo melhor ataque do Campeonato Brasileiro, atrás apenas do líder Fluminense, que tem um a mais, o Atlético poderia ter 80 gols. Esse número colocaria, tranquilamente, o Galo na liderança. Afinal, o time carioca, com as 59 bolas na rede, teve sete na trave, o que deixaria o ataque tricolor com 66 gols.
E o festival de “quase gol do Atlético teve repertório variado. Onze jogadores, um time titular completo, mandaram bolas na trave ao longo deste Brasileirão. Os campeões nesse quesito são Jô e Ronaldinho, com cinco bolas, cada.
O atacante é o artilheiro atleticano na competição, com dez gols. Mesmo se tivesse convertido essas bolas na trave, não seria o maior goleador do Brasileiro, já que Fred, do Fluminense, marcou 19 vezes, seguido por Luis Fabiano, do São Paulo, com 17, e Bruno Mineiro, da Portuguesa, com 14.
Os laterais Marcos Rocha e Carlos César mandaram a bola na trave duas vezes. Richarlyson, Paulo Henrique, Bernard, Neto Berola, Guilherme e Leandro Donizete mandaram uma vez.
Liderança folgada se na tabela o Galo ainda está na disputa pelo vice-campeonato, na cola do Grêmio, no ranking das bolas na trave o time de Cuca é soberano. Os gaúchos, coincidentemente, ocupam a vice-liderança também nesse quesito, com 17 bolas na trave. A Portuguesa, que ainda corre risco de ser rebaixada, sentiu falta das 15 bolas que não entraram no gol. Afinal, como ainda corre risco de ser rebaixada, poderia ter 52 gols, o que a deixaria longe da zona de rebaixamento.”.

Bem interessante esta matéria de Catta Preta. Serve como tema de discussão nos botequins da vida, onde o futebol disputa com a cerveja e os tira-gostos, as mesas dos desabafos e do combate ao estresse.

Outra matéria, não tão interessante, mas bem informativa, é do jornalista Marcelo Baltar – Rio de Janeiro – sobre o primeiro dia de venda dos ingressos para a Copa das Confederações ano que vem. A coisa tornou-se um imbróglio só. Problemas técnicos, cambistas, filas, enfim um tormento. Leiam com atenção:
-O primeiro dia de venda de ingressos para a Copa das Confederações de 2013 começou com reclamações de torcedores, mas a Fifa garante que os problemas técnicos enfrentados nesta quarta-feira foram solucionados e que o público poderá fazer as reservas normalmente no site da entidade.
Nesta primeira fase, somente clientes da operadora de cartões de crédito Visa, patrocinadora da entidade, podem comprar os bilhetes.
A Fifa e a Match Service – empresa responsável pela comercialização dos ingressos da Copa das Confederações - admitiram ter enfrentado contratempos no início da pré-venda. Nas primeiras horas do dia, vários torcedores usaram as redes sociais para reclamar da demora no processo de compra. Em alguns casos, a fila de espera demorou mais de 30 minutos.
Em uma nota oficial, a Fifa confirmou que problemas técnicos ocorreram, mas rapidamente solucionados.
Além de se desculpar com os torcedores, a Fifa revelou que 165 pessoas foram afetados pela falha técnica e que está entrando em contato com todos os prejudicados para tentar solucionar o problema.
A Fifa ainda alerta que, devido à grande procura por ingressos, o torcedor pode ser transferido para uma sala de espera, no site da entidade, por alguns momentos até que seja possível processar o pedido.

Um comentário:

  1. Do meu entender e na gozacao ( SE ) E uma preposicao interrogativa que nao existe no meio qualificativo da lingua portuguesa..... abracos Esse tecnico do Cruzeiro e td que vc falou e ,mais ..esta doido pra ser babado coisa q nao vai acontecer...o time do cruzeiro nao e tao ruim assim , o que nao e desculpa mais com mais ajuste e raca poderia ir mais longe,,o 6gaylo fez nada no segundo turno , o Gremio tbm nao, entao o nosso tecnico e ruim mesmo...e da uma licensa que ele vai a merda...

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.