quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

DE VOLTA À TERRA SEM DONO E DOS SONHOS DESVAIRADOS E PERDIDOS



Após um retiro forçado de uma semana em Caratinga sob um calor de fritar ovos humanos e de qualquer ave, válido pelo reencontro com as minhas netinhas Luana e Sophia, dos amigos, de alguns familiares e do ex-craque Waldir Poça Dágua um dos maiores volantes que vi jogar e com quem tive a honra de jogar, pelas caminhadas ao anoitecer em volta do Jardim Grande, estou de novo nesta cidade desvairada, violenta e de tráfego louco.
Não pensem que mudou muito. Caratinga tá que nem aqui. Trânsito maluco, três assaltos num mesmo dia, dinamite no caixa eletrônico da Prefeitura.
O novo prefeito assustado com o tamanho do abacaxi que lhe deixaram. Teve até medo de falar comigo, ex-amigo e meio parente. Penso que ao não atender o telefonema deste seu conterrâneo, o prefeito eleito fez que nem avestruz: enfiou a cabeça na areia. Quando assumir, então! Coitada de Caratinga! Vai virar alma gêmea de Beagá.

Retornei e encontrei a Capital suja, desarrumada, contudo, ainda, em festa pela conquista do vice-campeonato e da vaga direta na Libertadores do Atlético. De um lado a justa comemoração e do outro lado da lagoa milhões de cotovelos coçando.
Porém, não mais eriçados com o treinador no comando, nem com o novo que assumiu: Marcelo Oliveira.
Graças a Deus! Vão deixar o moço trabalhar em paz, ainda que sem confiança total.
Conforme antecipei na Trincheira, Marcelo vai conquistar essa confiança no gramado e se as redações ajudarem com a verdade.

Duas boas novas atleticanas: RG-49 passará a vestir a camisa 10 na Libertadores por mais um ano; e o garoto Bernard, a revelação do Brasileirão, negociado, permanecerá até o final da competição continental. Ainda bem.
Por outro lado, as barcaças saem carregadas de ex-atletas ainda em atividade e amigos dos treinadores, contratados pra satisfazer empresários.
Nomes? Acompanhem nas colunas dos freqüentadores de jantares da elite.
As especulações sobre reforços são as de sempre, com as quais convivo há vários anos nesse período de entressafra no futebol. Metade mentirosa, uma parte por interesse de algum jornalista amigo de empresário; ou por influência de cartolas ávidos em plantar informações pra ficarem bem com suas torcidas
Prefiro esperar pelo Natal e Ano Novo, quando então as verdades começam a aparecer, realmente.

Fiquei vários dias fora e a minha caixa de entrada surtou. Separei algumas mensagens interessantes e de amigos, como esta do meu ídolo Zélio Alves Pinto, de quem Ziraldo é o irmão mais velho. Zélio é um gênio:

"Flavim! Acabei de ler o Caraúna, tá aqui do meu lado, na mesa do computador, emborcado na última página. Uma imensa janela aberta pro nós que nós fomos. Tá certo em cair fora, ser prefeito é assumir a realidade e se fosse assim, onde estaria Aninha Doislados, Paulão, DuCarmo e tanto sonho? E quem quer isso? Prefiro seguir de janela em janela, vidafora até a última".
"Sabe que, sem querer, você cortou um barato da Ciça que vive me pedindo pra contar minhas aventuras de mininoemCaraúna. Num preciso mais, pequenas adaptações, está tudo ali. Só essa vida de Zoneiro é que não deu pra emplacar, já tinha caído fora, mas outras ouvi iguais as tuas, as nossas, recordações de um tempo ali, atrás da porta, meu. Parabéns! E  obrigado pelos esquetes da minha vida, melhorados, é verdade. A única. GrandabraçodoZélio". Parte inferior do formulário
Resposta: Grato, irmãozinho. Diga à Ciça que nos meus alfarrábios tenho histórias dos Alves Pinto na fase do corta queijo no Jardim Grande. Nada cabeludas como as de Caraúna. Mas são outro livro.
Val Ribeiro – BH –" Diga . Ei Flavio, Que clássico hein? Depois da expulsão meu coração fez 160bpm sentada no sofá. Apesar das faltas perigosas, pra mim prevaleceu o futebol. E que 2013 tenha mais futebol bonito assim, pq por dois anos consecutivos o campeão jogou na retranca. Acho covarde este tipo de jogo".
Marcelo – BH – "Acho que o Cruzeiro fez uma excelente contratação. O Marcelo Oliveira é um cara sério, estudou para ser treinador e o é com méritos. Um cara sério, honesto e trabalhador. Vai colocar essa meninada boa da base do Cruzeiro, com o braço também do Raul, realizarão grandes revelações e o Cruzeiro mesclando com o que tem e novos contratados, fará um 2013 de sucesso.  Parabéns a diretoria pela boa contratação, mesmo que os ignorantes torcedores, não consigam entender o propósito maior dessa contratação.
Aloísio Drubsky – BH "Querido Dr. em Bola. Aproveito a sua coluna de hoje, sobre o Marcelo Oliveira e completo para dizer que: dos 20 treinadores para série A do próximo ano, 4 são da nossa querida Minas Gerais, ou seja: Ney Franco - São Paulo, Enderson Moreira -campeão da B no Goiás; Marcelo Oliveira – Cruzeiro, e por último o terceiro colocado na B, com o Atlético Paranaense, Ricardo Drubscky. Acho que Minas está ocupando seu espaço no futebol brasileiro".
Resposta: Pô, irmão Aloísio, a caduquice nos leva a isso. Como pude falar dos treinadores e omitir o nome do mano Ricardo, que voltou com o Furacão pra divisão de elite? Minhas desculpas à família Drubsky. 

Cláudio Vianei – Ipanema/MG – "É, Flávio Anselmo, quero ver o Neuber Soares "cantar de galo" agora! A Raposinha dele caiu de novo! Ele é meu amigo de microfone e de altas conversas no ar... Ele se diz o maior torcedor do Galo, só que contra!!! Uma figura esse cruzeirense, que até agora não abriu o bico para falar do seu 'cruzeirinho'. Continuo te acompanhando daqui de Ipanema-MG, é claro!"
Resposta: Concordo, se Neuber não existisse teria de ser inventado. Gente 10.

Gegê Angelino – BH – "Quando o ridículo do Fábio vai para de ficar 5 minutos olhando para os céus, braços abertos e falando não se sabe o quê? Se aquele cena idiota for oração, coitados dos santos, pobre Deus. Outra coisa, ele não pegou penalty coisa nenhuma. O Ronaldinho atrasou a bola para este boboca".
Resposta: gosto muito de você, Gegê, mas nessa deu uma cavucada na razão. Espere a resposta dos torcedores celestes!!!

Paulo Hamachak – BH  "Acredito que nessa altura do termino do campeonato , você já tenha recebido inúmeros email por conta da CAFUSA  do Cafu.   Só que o Cafu esqueceu que, samba não se escreve ''ZAMBA'' , portanto CAFUZA  ou melhor CAFUZO , vem do mestiço de negro e índio"
Resposta: Coitado do Cafu, só apresentou a bola. Quem deu nome a ela foi a Fifa e quem grafou foi a indústria. Certo ou errado é o nome da bola da Copa das Nações 

Joguinho danado de ruim este Tigres x São Paulo, no Bombonera, em Buenos Aires. Primeiro jogo da decisão da Copa Sul Americana e que vale uma vaga na Libertadores. Aos 5m de jogo, um beque do Tigres e Luiz Fabuloso Fabiano foram expulsos. Fabuloso, pelo placar de 0 a 0, deixou claro que fez falta. O segundo jogo será no Morumbi, semana que vem e o campeão será quem vencer a partida. Novo empate, por qualquer placar, leva aos penais.
ll



    



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.