quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

POLITICAGEM COM FUTEBOL TEM DATA PRA COMEÇAR

O Globo.com publicou a seguinte matéria: "a contagem regressiva começou. Faltam exatos dez dias para a reabertura do Mineirão, no dia 21 de dezembro. Com 99% das obras concluídas, detalhes separam o estádio de estar completamente pronto".
" E, além da data para a entrega das obras, que promete ser de muita comemoração, já há espaço para festejos antecipados.Belo Horizonte completa 115 anos, e os operários que participam das obras do “Gigante da Pampulha” participam de uma comemoração junto com o governador Antonio Anastasia (sic) e o prefeito da capital, Marcio Lacerda, além do senador Aécio Neves".
"O Secretário da Secopa/MG, Tiago Lacerda ( N.R: filho do prefeito) promete que o estádio irá surpreender o “cidadão-torcedor”.
"Embora a data prevista para reabertura do Mineirão seja 21 de dezembro, o primeiro jogo no estádio reformado será em 3 de fevereiro, no clássico entre Cruzeiro x Atlético-MG, pelo Campeonato Mineiro". 
Durante a Copa das Confederações, em junho de 2013, o Mineirão receberá três jogos.( N.R : Três jogos pano de chão, porcarias puras!). Na Copa do Mundo, em 2014, seis.

Faço questão de reproduzir esta matéria do Globo.com, porque é o tiro de partida da campanha política após o anúncio da candidatura do ex-governador Aécio Neves à presidência da República.
Tem gente que não vai gostar do que vou escrever e de me meter em política. O que posso fazer, tá no sangue?
Quer dizer que daqui pra frente vamos penar e mal saímos de uma campanha enjoada e prolongada, cheia de buracos, pras prefeituras e, especialmente, da Capital.
Registrem os nomes de Lacerda, próximo candidato ao governo de Minas; Anast-azia, candidato a senador e doutor Aecinho, candidato a presidente da república.
Tenho nada com isso, não; direito deles, como cidadãos brasileiros legalmente inscritos no Tribunal Eleitoral.
Será duro aguentar a campanha política durante a Copa das Nações, com aqueles times vagabundos que virão jogar aqui e depois na Copa do Mundo. Com certeza, levarão troco nacional com a candidatura à reeleição de dona Dilma.

A noite de São Marcos foi algo inesquecível. Palmeiras de 99 e a Seleção de 2002, penta campeã. Marcos fez gol de pênalti, cobrado sob exigência dos jogadores dos dois times (ele nunca fizera antes um gol numa partida).
 E talvez até com a cooperação do goleirão Dida, seu companheiro de 2002.
Depois foi jogar na linha, no lugar de Evair que lhe cedeu o lugar, Deu passe até de calcanhar. Pra completar a festa, a Seleção só empatou a partida que o Palmeiras vencia por 2 a 0, após Marcão passar pra linha.
Ou seja, não levou gol na despedida. Outro registro legal: o Palmeiras terminou a partida com 12 em campo. Entrou o veterano e inesquecível Ademir da Guia, o Divino, que na sua época jogava, também, por 12.
Linda festa no Pacaembu, na despedida de um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro: São Marcos. Só jogou no Verdão.

Um comentário:

  1. gastaram os tubos com o Mineirão e na Copa das Confederações programaram três belas procarias de jogos. Chupa essa manga! rsrsrs

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.