sábado, 1 de dezembro de 2012

QUALQUER GRUPO PRA NÓS É DE MORTE

A CHAVE DO BRASIL na Copa da Nação poderia, tranquilamente, sem maiores estudos ou análises, ser rotulada de "grupo da morte". Bom Jesus do Galho! Pegar Itália, México e de quebra o Japão, com Felipão e Parreira no banco de orientação é pra dar indigestão.

Bom, deixa este filho do Sodico se explicar logo, antes de ser execrado publicamente. A outra chave, a B, terá Espanha, Uruguai, Taiti e o representante africano que só será conhecido em fevereiro. Nada diferente da chave brasileira, exceto que os espanhóis, campeões do mundo e da Eurocopa, têm Del Bosque, no banco. Há tempos, a Fúria é dele.

No nosso caso, com a "esperta" participação dos cartolas tupiniquins, mudamos o trabalho que vinha crescendo há dois anos. Começaremos tudo de novo, em cima das pernas, com dois dinossauros. Isso tornou nosso escrete vulnerável até contra Japão e México. Esse nem se fala: viramos fregueses dos hermanos aztecas.

A abertura da Copa das Confederações será Brasil x Japão, no dia 15 de junho, em Brasília.

Grupo A: Brasil, Japão, México e Itália

Grupo B: Espanha, Uruguai, Taiti e o representante africano.

Chego à seguinte conclusão: nesse momento, qualquer grupo pra nós é de morte!!!


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.