quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

CAÇULA DO MINEIRO PROMETE SACUDIR A COMPETIÇÃO


Achei bem interessante a reportagem sobre o Tombense Futebol Clube, que a mídia já chama de " A Tombense".
Serve pra dirimir dúvidas. Eu mesmo fui informado que o Tombense mandaria suas partidas em Ipatinga, quase 200km de Tombos. Um absurdo.
O jogo de estreia do Tombense no Campeonato Mineiro é contra o Atlético. Na quarta-feira, dia 6 de fevereiro, às 19h30, no Estádio Antônio Guimarães de Almeida, em Tombos.
Pra conhecer um pouco deste time que disputa pela primeira vez o campeonato mineiro e, também, um pouco da sua cidade de pouco mais de 10 mil habitantes, ali no leste mineiro, que conheço bem, vou reproduzir a matéria de Rafael Arruda pro Superesportes.

O Tombense Futebol Clube é o único time estreante no Módulo I do atual Campeonato Mineiro.
Para fazer bonito na competição, a equipe da Zona da Mata investiu pesado em seu elenco.
O orçamento é um dos maiores entre os clubes do interior - cerca de 2,5 milhões – o que faz o presidente Lane Mendonça Gaviolle planejar grandes objetivos para o recém promovido à Primeira Divisão Estadual.
"Queremos ficar entre os quatro melhores do futebol mineiro. Se isso não acontecer, planejamos uma das vagas na Série D. É claro que o futebol é complicado de prever e pode acontecer de a equipe entrar em má fase e passar por dificuldades. Mas tendo conhecimento de todos os jogadores, acredito que a campanha será positiva”, disse Gaviolle."
"O alto investimento do Tombense é explicitado pelo pagamento aos jogadores. O clube tem uma média salarial de 12 mil reais e atletas experientes como Adeílson, Joílson e Alexandre chegam a faturar mais de 25 mil por mês. Lane Gaviolle acredita que estas três peças, com passagens por grandes clubes do futebol brasileiro, contribuirão bastante para a campanha do time na competição".

O Tombense conta com 34 jogadores no elenco. Com a média salarial de 12 mil reais por mês, a folha do clube ultrapassa os 400 mil - isso sem contar a comissão técnica liderada por Marcelo Cabo.
 Nos jogos em que o Tombense for mandante, o preço dos ingressos no Estádio Antônio Guimarães de Almeida oscilará entre 30 e 50 reais.
 “Contra times do interior, o preço será mais baixo. Já nas partidas contra os grandes clubes, o valor aumentará. Isso é para evitar maiores tumultos. Mas tenho certeza que a população vai abraçar a causa e apoiar o time”, afirmou Gaviolle.

O Estádio Antônio Guimarães de Almeida comporta, atualmente, 3,1 mil torcedores. Existe projeto de ampliação para 8 a 10 mil lugares nos próximos meses.
Serão investidos mais de dois milhões de reais no nosso estádio. Queremos fazer uma bela arena, com boa estrutura”, disse. O curioso é que a arena em Tombos comporta cerca de 30% da população da cidade, que é de quase 10 mil habitantes.
Segundo Gaviolle, o Tombense ganhará centro de treinamento para profissionais e atletas das categorias de base.
Nosso centro de treinamento vai ficar tão bom quanto os de Cruzeiro e Atlético. Talvez até seja melhor, de verdade. Serão quatro campos oficiais com irrigação eletrônica e drenagem. Além disso teremos um hotel para 60 atletas. O investimento é de aproximadamente cinco milhões de reais”, revelou.
Sonhar é bom, presidente. Porém, já escutei esse lenga-lenga da boca de vários sonhadores nesses meus 55 anos de futebol.

De Nova Iorque, o jornalista Lucas Mendes, meu ex-colega de internato em Pará de Minas, a despeito de minhas críticas sobre a administração do novo Mineirão, manda aquele incentivo:
 "Pau neles, bravíssimo Flavio Anselmo".
E continua:
"Eu vou para o sul superior amarelo porque é o mais barato . Desde quando brasileiro conhece norte, sul, leste e oeste?  É preciso ser gênio para decifrar este código do Mineirão. Abraço Lucas."
Procê ver como a gente sofre aqui deste lado do Equador, Luquinha! Outro abraço.

E passa por sustos imensos antes de um jogo tão importante: um desses é saber que a FMF escolheu ( ou sorteou, como manda a lei?) o árbitro Cleisson Veloso Pereira pro Cruzeiro e Atlético.
Seus auxiliares - parece que são os únicos das Geraes : Márcio Eustáquio Santiago, do quadro da Fifa, e Guilherme Dias Camilo, aspirante Fifa.
Que os deuses do futebol tomem conta de todos nós. Saravá!

Imagino que meu amigo Lucas Mendes, lá do seu apê de cobertura, em Nova Iorque, há tempos fora de BH e atleticano juramentado, esteja matutando:
-Por que tanta preocupação com um jogo de futebol?
Porque, neste país sem leis e paraíso da impunidade, qualquer grande evento é motivo de vandalismo e violência.
Veja aí: a própria torcida cruzeirense segundo testemunha, a Máfia Azul - atacou de madrugada as lojas de conveniências do clube.
Depredou a do Barro Preto e só não houve roubo porque a loja está desativada por enquanto.
No entanto, a da sede campestre teve suas vidraças quebradas e 70 camisas roubadas, causando prejuízo de R$ 48 mil.
Motivo: o número de ingressos colocados à venda. Com os projetos de "sócio-torcedor" não sobrou nada pro torcedor comum.
 Se fazem isso com o próprio clube, tirem conclusões sobre o que fariam com a gente.
Por fim, a informação de sempre: a Polícia não conseguiu prender ninguém.



RAPOSA E GALO VÃO DE UNIFORMES NOVOS E RG VOLTA PRA CAMISA 10


Estádio novo, problemas novos, uniformes recém saídos das fábricas, times renovados, num clássico que se espera venha, também, com conceitos atuais.
Sem os ranços de outrora e com a rivalidade mantida em padrões elevados.
Cruzeiro e Atlético podem fazer tudo isso e atender suas torcidas que, ao contrário dos prováveis novos tempos, continuam maltratadas e desrespeitadas pelos promotores e administradores do espetáculo.
Não vou repetir nada do que já foi dito e visto, porque prefiro agora focar no jogo em si, já que no domingo, a fim de evitar estresse desnecessário ficarei em casa.
Verei o clássico pela tevê com 30 câmeras à disposição, tira-teimas e outras bobagens que a Globo inventou pra deleite do seu espectador.  

Nesta sexta-feira, os clubes estarão envolvidos nos lançamentos, como afirmam os gaúchos, de seus novos fardamentos.
Em parceria com seu novo fornecedor, a Lupo, o Atlético apresenta os uniformes um (listrado) e dois (branco) da temporada.
Foi desenvolvido um uniforme especial, modelo exclusivo pra Libertadores, a ser estreado contra o São Paulo, semana que vem.
Segundo o diretor comercial da Lupo, Valquírio Cabral Júnior, este uniforme será diferente, em alguns detalhes, da camisa de jogo listrada das demais competições.
Em março, as novas camisas estarão nas lojas do Galo. A especial da Libertadores custará R$250,00, vendida numa caixa também especial. As demais custarão R$ 199,00.

Ronaldinho Gaúcho voltará a vestir a camisa 10. Não será mais RG-49, portanto. No entanto, não estará no evento do lançamento, marcado pras 11 horas na sede de Lourdes, porque estará na Cidade do Galo no treino final de Cuca pra escalar a equipe.

Já o Cruzeiro que, ainda, é vestido pela Olympikus cujo contrato vai até dezembro de 2014, fará sua festa de lançamento numa churrascaria chique da Capital, - de preços amargos - a partir das 12 horas.
Apresentará as camisas de jogo 1 e 2, além das peças de treino e de viagem.
Pelos horários estabelecidos, em cima dos programas esportivos das rádios e das televisões, Atlético e Cruzeiro mostram que querem se ver livres daquela turma arroz de festa costumeira.
 Conforme informação do pessoal de marketing celeste a numeração adotada será fixa, a exemplo do que aconteceu em 2005 e 2006.
Nas mangas da camisa de 2013 o nome de um novo parceiro. Os demais patrocinadores serão sempre. O BMG renovado em 2011 fica até 2014. A logomarca Guaramix, acima do escudo na camisa de jogo, também permanece até 2014. 


Altitude é bicho bravo mesmo: o São Paulo abriu 3 a 0 no Bolívar lá nas alturas de La Paz, 4 mil metros, e passava a impressão que levaria a vaga com duas goleadas. Venceu aqui no Brasil por 5 a 0 e lá fazia 3 a 0 já no primeiro tempo. Que nada, bateu cansaço!
No segundo tempo, os bolivianos aprontaram uma correria e viraram o placar pra 4 a 3. Saíram da Libertadores com dignidade, hehehe! O São Paulo foi em frente, no grupo do Galo, seu próximo adversário.

O pau comeu realmente foi em Porto Alegre. A capital gaúcha traumatizada com os acontecimentos de Santa Maria, nem queria promover o jogo Grêmio x LDU. Mas a Comenbol bateu pé, os equatorianos que venceram o primeiro jogo por 1 a 0, também. Jogo duríssimo e quase se repetiu outra fatalidade. No gol de Elano, no segundo tempo, a torcida gremista fez sua tradicional movimentação chamada de avalanche.
O alambrado do nova Arena do Grêmio não resistiu e cedeu. Torcedores foram atrás e oito deles ficaram feridos. Pura sorte que a coisa só ficou nisso. Nos pênaltis,o Grêmio se classificou por 5 a 4.

Torcer pelo sucesso do jogador e pra que ele permanecesse na Toca da Raposa eu torci. 
Quando saiu emprestado pro Coritiba e depois vendido ao futebol ucraniano critiquei duro a cartolagem.
Injustamente. O que tirou Dudu do Cruzeiro não foi seu futebol, mas seu comportamento.
A informação está nos sites internacionais. De férias no Brasil, o jogador do Dínamo de Kiev foi preso nesta terça-feira por agredir sua esposa Malu e a sua sogra.
Depois de ouvido na Delegacia de Proteção à Mulher, Dudu (foto) morreu numa fiança de R$ 12 mil reais e foi liberado. A verdade é que a relação do casal perdura há quatro anos entre tapas e beijos. Desta vez, Dudu superou a expectativa: bateu até na sogra.

A diferença entre o comportamento do atleta sério e do jogador constata-se nessa outra informação da Europa: o meia Fellipe Coutinho. 20 anos,  ex-companheiro de Dudu na Seleção Sub-20, foi negociado pela Internazionale com o Liverpool.
Pois é, enquanto Dudu amarga o frio da Ucrânia, sem nenhuma visibilidade no futebol internacional, Fellipe Coutinho disputará uma das ligas mais importantes do mundo. E mais rica, também.

Bem que a torcida organizada Galoucura tentou uma rasteira no promotor de Justiça, Edson Antenor Lima Paula, que proibiu a sua entrada nos estádios das Geraes. A Galoucura propôs transformar tal punição numa campanha de doação de sangue ao Hemominas como medida educativa. Foi negada a troca.
A proibição vai até o fim do campeonato mineiro e vale também pra amistosos e jogos da Libertadores em âmbito estadual. Gostei.  Os participantes podem ir aos campos, mas sem portar bandeiras, instrumentos de bateria e qualquer faixa que identifique a torcida.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

FIQUEM EM CASA E ACOMPANHEM CLÁSSICO PELA TEVÊ


Não sou maluco a ponto de convocar as torcidas de Atlético e Cruzeiro que compareçam ao Mineirão domingo.
 Primeiro, porque não caberia este mundo de gente lá dentro.
 Segundo, porque os corajosos que resolverem ir - conseguirem ingresso - que o façam sem meu incentivo.
Terceiro: correm grande risco de passarem por dissabores jamais ocorridos no velho Mineirão e que explodirão na cara de todo mundo no novo estádio, chamado de arena.
Por causa das cobranças de Fifa e na pressa de aparecer bem na fita nacional, o governo do professor Anast-azia botou o novo Mineirão pra receber a sua primeira partida sem nenhuma preparação extra.
Os torcedores estarão perdidos, em volta do estádio, acabado a toque de caixa pra fazer o dinheiro que o pessoal da tal Minas Arena quer recuperar.
A preparação desta festa que desperta a atenção do Brasil todo por causa do clássico e por ser o primeiro estádio da Copa entregue no País foi feita nas coxas.
Por isso, a FMF deixou pra em cima da hora a reunião que decidiu tudo a respeito do clássico; seria um fato normal se o Mineirão ainda fosse o velho estádio da ADEMG, autarquia acostumada a tocar tais eventos com um pé na frente e outro atrás.
Tiraram a ADEMG do filme, entrou a tal Minas Arena.
O que acontecerá daqui pra frente?
O torcedor foi ignorado na festa, apesar de ser o principal personagem. Fecharam-lhe as portas da sala de reuniões, pela primeira vez na história da entidade, em questões desta natureza.
A imprensa, que imagino ser porta-voz do torcedor,  ficou de fora.
De repente, ao se abrirem as portas as autoridades ditam normas estranhas, desconhecidas e esperam que o torcedor leigo as cumpra ao pé da letra no domingo.

Prevejo caos completo. Bagunça pura. Estresse total. Fiquem em casa, no conforto de sua sala e assistam ao clássico, sem qualquer problema pela televisão aberta.
Se lhes informarem que o jogo não será transmitido pela Globo, não acreditem. Vai sim.

A reunião decidiu a carga de ingressos e a venda antecipada. Carga significa o total de ingressos colocados à disposição. Nunca bate com os números finais, é de impressionar. Serão comercializados 51.655 ingressos divididos em partes iguais pras duas torcidas, a partir desta  quinta-feira.
O que me preocupa é que algumas decisões são tomadas no tapa. Por exemplo, avisaram que a torcida atleticana poderá adquirir ingresso no Mineirão e no Mercado das Flores, na avenida Afonso Pena.
Os promotores artísticos dos teatros que usam o Mercado das Flores protestam porque lá não há bilheterias suficientes pra ingressos de espetáculos e de futebol.
Quem tomou tal decisão sem ouvir outras partes? Teria sido o secretário Extraordinário da Copa do Mundo, Thiago Lacerda, filho do prefeito, após consultar o secretário de cultura da PBH.
 Pra fazer média com o filho do Homem, ele colocou o Mercado das Flores à disposição sem consultar o Sindicado dos Artistas.

Os cruzeirenses comprarão bilhetes no ginásio do clube no Barro Preto e na sede campestre. Os bilhetes também poderão ser comprados pelas duas torcidas por meio do site www.futebolcard.com, a partir das 8h de quinta-feira.

A Minas Arena venderá
7.313 ingressos, pelo site www.mineiraopremium.com.br. Os preços desses bilhetes corporativos serão R$130, R$150, R$180 e R$200, dependendo do setor escolhido.
Não haverá aqui separação entre cruzeirenses e atleticanos e a arrecadação destes setores será toda da concessionária.
A Polícia Militar prestou sua costumeira contribuição, vetando a venda de 1.890 lugares, sob alegação de que esses serão utilizados como espaço de separação das torcidas.
Mas por falta de gente na segurança o espetáculo não deixará de funcionar: dois mil profissionais serão envolvidos no esquema especial do clássico.
Internamente, haverá 494 policiais militares e 41 bombeiros, responsáveis por controlar 120 brigadistas. Outros 735 policias militares cuidarão da segurança externa, juntamente com 40 bombeiros.
Tem mais ainda: a tal Minas Arena colocará 676 seguranças privados, além de 378 pessoas para atendimento ao torcedor e 22 profissionais da área de saúde.
Já a Polícia Civil terá 36 pessoas trabalhando no clássico deste domingo.
Seria o bastante pra deixar-me tranquilo se esse pessoal estivesse devidamente preparado pra receber o ansioso público do novo estádio.
Tais números poderiam fazer com que eu acreditasse no sucesso. Ao contrário, vejo gente demais, com pouca informação, batendo cabeça.

Os preços dos  ingressos para os não sócios do Cruzeiro e para os atleticano são amargos. Aquela história que já contei aqui diversas vezes.
O futebol toma postura de esporte pra rico. O perfil do frequentador que interessa aos clubes e à tal Minas Arena é de um gastador apaixonado, acompanhado da mulher, filhos, sogra e papagaio, nunca deixando menos de mil reais por partida nas bilheterias do estádio.

Não é obrigação minha informar preços dos ingressos. Vou fazê-lo pra que você, meu leitor cativo, compreenda o motivo de minha crítica acima.
Superior Amarelo: R$ 60 - acesso pelo portão C (antigos portões 3 e 6)
Inferior Amarelo: R$ 90 - acesso pelo portão C (este setor não existia no antigo Mineirão)

Superior Laranja: R$ 60 - acesso pelo portão F (antigos portões 9 e 12)
Inferior Laranja: R$ 90 - acesso pelo portão F (este setor não existia no antigo Mineirão)
Superior Vermelho: R$ 80 - acesso pelos portões D e E (antigo portão 7A)
Inferior Vermelho: R$ 120 - acesso pelos portões D e E (este setor não existia no antigo Mineirão)
Superior Roxo: R$ 100 - acesso pelos portões A e B (antigos portões 1 e 14)
Inferior Roxo: R$ 120 - acesso pelos portões A e B (este setor não existia no antigo Mineirão)
Sócios do Futebol do Cruzeiro:
Quem for Sócio do Futebol Brasileiro, Libertadores e Tríplice Coroa tem acesso direto ao estádio sem a necessidade de comprar ingresso. Basta estar em dia e encostar o cartão na catraca do seu setor.
Modalidade Brasileiro: Setor Superior Amarelo - portão C
Modalidade Libertadores: Setor Superior Vermelho - portão D
Modalidade Tríplice Coroa: Setor Superior Roxo - portão B
Sócios do Futebol ‘Cruzeiro Sempre’:
(Estes torcedores já podem comprar seus bilhetes com 50% de desconto, no site do clube, desde a terça-feira)
- Sul Superior Amarelo: R$ 30
Acesso pelo portão C (mesmo setor do Sócio Brasileiro, atrás do gol)
- Leste Superior Vermelho: R$ 40
Acesso pelo portão D (mesmo setor do Sócio Libertadores, antiga ‘cadeira central’)
- Oeste Superior Roxo: R$ 50
Acesso pelo portão B (mesmo setor do Sócio Tríplice Coroa, antiga ‘cadeira especial’)
Preços dos ingressos vendidos pela Minas Arena:
Especial Leste: R$130
Especial Oeste: R$150
Vip: R$180
Vip superior: R$200
Preços dos camarotes:
18 pessoas - R$ 3.600,00
20 pessoas - R$ 4.000,00
45 pessoas - R$ 8.900,00
62 pessoas - R$ 11.900,00

Observação deste filho de Dona Geralda: guardou bem o valor de seu ingressos e como comprá-lo? Pois bem, depois guarde-o na memória e não se esqueça de acompanhar o mapa por onde deverá entrar. Aquela antiga boa boca do Mineirão acabou. Agora todos os ingressos são numerados. Se você torcedor vai respeitar a numeração é outro caso. Veremos na segunda-feira.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

CUCA ARMA CASA DE CABOCLO PRA PEGAR MARCELO


Matei a charada! A anunciada escalação de Araújo pelo lado direito do time é casa de caboclo que o malandro do Cuca pretende armar pro Marcelo Oliveira no clássico de domingo.
Jogou o barro na parede ao anunciar antes: o experiente Araújo fará o papel de Danilinho eu na fase áurea do Galo ano passado e que, com a sua saída, desfez-se.
Cuca tentou recompor o esquema com Guilherme, sem sucesso.
Agora o técnico atleticano  imagina o seguinte: Araújo será o líbero de marcação pelos lados, como fazia no Náutico .(foto de Marcos Michelin- EM/DA Press)
Também sai em velocidade  nos contra-ataques.Como no Goiás no início de sua carreira.
Talvez Cuca pense que Marcelo estará preocupado apenas em anular RG-49 e Bernard, de onde nascem as melhores jogadas do Galo. Porém o homem chave seria Araújo.
São especulações da Trincheira, a fim de tentar entender porque Araújo, reserva no Náutico, contratado pra compor o grupo atleticano, virou titular de repente, em três jogos treinos.
Não sei bem quem enfiou na cabeça de Cuca e dos analistas de plantão das coisas do Atlético que Araújo ocupa a mesma função de Danilinho em 2012.
Só se ele aprendeu a jogar assim no Náutico. No Cruzeiro, até sua contusão séria, num clássico contra o América,no Independência, era ponta ofensivo.
 A mesma função que exercia no Goiás, inclusive sendo um dos artilheiros do time. Como tal veio pra Toca da Raposa.
No Fluminense, quando entrava durante os jogos, tinha a função de incendiar o time, acuando os adversários com seus dribles e jogadas de linha de fundo, pelo lado esquerdo. Esporadicamente chegava por dentro, ao lado do centroavante ou pela direita, fugindo da marcação.
É canhoto, e tem boa utilização da perna direita em chutes mais colocados, após driblar pro meio.
Tenho lá minhas dúvidas se é um expediente ardiloso o suficiente pra enganar o esperto Pacote. A idade provocou grande queda de rendimento nas qualidades de Araújo.  
Pode ser, também, que Cuca anuncie Araújo e na 
hora do clássico faça opção por Rosinei. Aí sim, seria um drible tático danado pra cima de Marcelo Oliveira.

Marcelo e seus auxiliares, na foto de Rodrigo Clemente - EM DAPress - estudam o melhor esquema pra parar RG-49, Bernard e cia. 
Marcelo de Oliveira tem, por enquanto, dois problemas sérios: a documentação de Diego Souza e a condição física de Dagoberto.
Se pretende  transformar a ideia de vigiar bem Ronaldinho Gaúcho e Bernard precisa estudar bem o esquema pra não colocar aquele monte de volantes.
Arrepiam-se os cabelos dos torcedores a possibilidade de Marcelo usar Tinga.
Mas se Diego Souza não puder jogar, Ricardo Goulart deve substituí-lo. Dagoberto, por sua vez, entregará sua função a Everton, que no meu entendimento é titular absoluto.
Caso tudo corra como o esperado, ou seja, que Dagoberto jogue,  Everton retornará à lateral esquerda e  Egídio sai do time, o que é uma pena.
Todavia se Anselmo Ramon ficar bom, periga Marcelo Oliveira cometer a primeira tolice como treinador do Cruzeiro: sacar Vinícius Araújo.

Conheci um pouco do técnico Ari Vidal (foto) na sua passagem pelo Minas Tênis Clube. Era figura indispensável no Minas Esporte que o xará Carvalho e eu produzíamos e apresentávamos na Band\MG. Sua morte ontem enlutece o basquete nacional.

A vida profissional de Ari Vidal ficou marcada pela conquista espetacular da medalha de ouro nos Jogos Pan Americanos de Indianápolis, em 1987. reproduzo o que o Globoesporte.com escreveu sobre a conquista:
" Os donos da casa (norte-americanos) massacraram o Brasil no primeiro tempo, chegaram a abrir 22 pontos e foram para o intervalo com 14 de vantagem. Àquela altura, a torcida não imaginava que o ouro podia escapar".
"Mas o time de Vidal voltou endiabrado para a segunda etapa e conseguiu uma virada improvável, quase impossível. Inspirado, Oscar Schmidt foi o cestinha da final com 46 pontos, seguido pelos 31 de Marcel".
A choradeira na quadra após a vitória por 120 a 115 está até hoje no imaginário do torcedor brasileiro".
"Histórias de técnicos que mudam o jogo no intervalo se espalham por todos os esportes, mas, trocando a ordem das palavras, técnicos que mudam a história do esporte no intervalo são raros".
" Quando a seleção brasileira de basquete foi para o vestiário na metade da decisão dos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987, carregava o peso de uma derrota por 14 pontos. As palavras do treinador Ary Vidal a portas fechadas para seus comandados, ainda que tenham sido apenas "voltem lá e joguem", mudaram a trajetória da bola laranja no Brasil.
"Oscar, Marcel & Cia voltaram, jogaram, reagiram e arrancaram uma medalha de ouro memorável no quintal dos americanos. Não foi o maior feito do basquete verde-amarelo, mas foi o mais emblemático. Lembrado até hoje pelos torcedores, 25 anos depois, o triunfo ganhou uma nota triste nesta segunda-feira".
" Aos 77 anos, Vidal morreu em sua casa no Rio de Janeiro e transformou em memória mais de meio século de dedicação à modalidade que amava. O enterro será nesta terça-feira, no Cemitério do Caju, na zona norte do Rio de Janeiro".

Bem que o Grêmio tentou adiar seu jogo contra a LDU, marcado pra esta quarta-feira, em Porto Alegre, em razão do acidente em Santa Maria. Não conseguiu. O jogo de volta será realmente realizado na data estabelecida, ainda que não haja clima pra sua realização.
A Conmebol e a LDU não foram solidárias com os gaúchos.  No primeiro jogo, em Quito, a LDU venceu por 1 a 0 e os gremistas agora precisam de um placar com dois gols de diferença.
Já o São Paulo, praticamente classificado pra fase de grupos, após sapecar 5 a 0 no Bolívar no Morumbi, está em Santa Cruz de La Sierra e viaja na hora do jogo para os quase 4 mil metros de La Paz. Ney Franco mexe no time da goleada e deve voltar com Paulo Miranda à lateral direita no lugar de Douglas. Veremos tudo no sistema global.

O Atlético chegou a sonhar com Vagner Love no comando de seu ataque, como opção à falha na contratação de Tardelli. Mas ele voltou  à Rússia após praticamente um ano fora. Para a surpresa da imprensa no país, diga-se, que esperava vê-lo brilhar nos gramados brasileiros por algum tempo depois de o Flamengo entrar em acordo com o CSKA. Em entrevista ao jornal russo "Sport-Express", o atacante explicou por que retornou à Moscou e expôs a fragilidade financeira do Rubro-Negro.
- A troca de presidente no Flamengo tem causado sérios problemas financeiros para o clube. É por isso que quando meus agentes me ofereceram para voltar ao CSKA eu aceitei quase imediatamente. Tudo foi feito em apenas três dias e eu acredito que é no melhor interesse de todos - disse.
Em janeiro de 2012, sob condução do ex-vice de finanças Michel Levy, o Flamengo aceitou pagar em quatro parcelas € 10 milhões (R$ 27 milhões na cotação atual) pelos direitos econômicos do atacante. Ao longo do ano passado, os russos receberam € 4 milhões (R$ 10,8 milhões).

domingo, 27 de janeiro de 2013

EM TRÊS JOGOS BRILHA A ESTRELA DO MENINO VINÍCIUS ARAÚJO


Direis: ainda é cedo demais pra qualquer previsão. Nem foram jogos oficiais e sim amistosos contra adversários de qualidade duvidosa. Tudo bem! No entanto, deve-se analisar, também, que o menino Vinícius Araújo mostrou sua qualidade principal: faro de gol. Em três jogos-treinos, ou treinos, ou amistosos, sei lá, marcou quatro vezes.
Desta forma, o garoto feito nas bases, garante sua titularidade como camisa 9 do Cruzeiro pra estreia no Mineiro contra o Atlético, no Mineirão, dia três. A goleada sobre o Mamoré em Patos de Minas por 4 a 1 teve o destaque individual de Vinícius Araújo, porém o torcedor viu um time ainda desentrosado e meio preguiçoso.

O Mamoré foi quem despertou os azuis ao marcar primeiro com Myller, aos 12m, numa cobrança de falta. Fábio adiantado falhou no lance. Erros de passe, demora em atravessar a bola pelo meio-campo, levaram o time celeste a usar o coração pra empatar a partida.
O empate foi marcado por Diego Souza, com um chutaço de fora da área, só aos 33m. As jogadas de Egídio pelo lado esquerdo, sempre acertando a cabeça do jovem Vinícius Araújo, repetiram-se bastante durante o jogo.
Logo aos 2m do segundo tempo, repetiu-se com acerto. Bola na cabeça do menino que venceu o goleiro Gesse: Cruzeiro 2 a 1. Aos 24m, o zagueiro Paulão recebeu uma sobra na área e chutou forte: 3 a 1.
O último gol foi do estreante Dagoberto. Aos 43m sofreu pênalti e bateu ele mesmo com enorme categoria. Final: Cruzeiro 4 x Mamoré 1.
Marcelo Oliveira mudou o time só no segundo tempo e botou muita gente pra jogar. A escalação do Cruzeiro foi esta: Fábio; Ceará (Mayke), Bruno Rodrigo (Nirley), Paulão e Egídio (Dagoberto); Leandro Guerreiro (Uelliton), Nilton (Lucas Silva), Everton Ribeiro (Tinga), Diego Souza (Alisson) e Everton; Vinícius Araújo (Ricardo Goulart)
Claro que num jogo oficial não poderá mexer tanto, mas foi bom ver os meninos Lucas Silva, Alisson e Vinicius Araújo com a camisa principal do Cruzeiro.

Prefiro ver como fatalidade o incêndio na boate Kiss em Santa Maria, região Central do Rio Grande do Sul, na madrugada deste domingo e que matou dezenas de jovens e feriu centenas de pessoas.Era promovida uma festa com estudantes da Universidade Federal de Santa Maria.
O governo do Rio Grande do Sul divulgou uma lista com 120 homens e 113 mulheres, totalizando 233 mortes. Todos os corpos foram levados para o ginásio do Centro Desportivo Municipal.
0 incêndio teria começado por volta das 2h30, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que utilizou sinalizadores para uma espécie de show pirotécnico.
Faíscas teriam atingido a espuma do isolamento acústico, no teto da boate, e iniciado o fogo, que se espalhou pelo estabelecimento em poucos minutos.
O incêndio provocou pânico e muitas pessoas não conseguiram acessar a saída de emergência. Precipitadas informações dão conta que os seguranças da boate fecharam aos portas pra evitar que fregueses saíssem sem pagar.  
Não posso acreditar numa coisa dessas. De qualquer maneira é possível com a ganância dos empresários atualmente. Ninguém dá mais valor à vida humana.
A festa "Agromerados" reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de Pedagogia, Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia e dois cursos técnicos.
A rodada do campeonato gaúcho foi toda adiada e o futebol brasileiro, nas competições estaduais, prestou solidariedade ao povo gaúcho por essa tragédia terrível.

Que diabo sô! Enquanto o site que anunciou a contratação de Diego Tardelli pelo Atlético por U$ 5,5 mi e que ele já teria se despedido do El-Gharafa num jogo dia 20 pelo campeonato local. Despediu nada! Neste domingo, Tardelli esteve em campo de novo no Catar, num empate com o Al-Arabi em 1 a 1.
Tardelli justificou a demora na rede social Instagran: deve-se à chegada de um substituto para o ataque árabe. Eis o que ele afirmou na mensagem:
"Brigadão meu parceiro!! Não melou não, Só não posso falar nada por enquanto !! Até quarta feira acredito que já se resolva tudo!! Enquanto não chega o jogador que eles estão querendo p colocar no meu lugar eu não posso sair daqui, tenho q ir cumprindo o contrato!! Valeu pelo carinho!! (sic)".
A explicação do site: "existe um acordo verbal para que a transferência ocorra desde a quinta-feira, dia 16 de janeiro. No dia 21, segunda-feira, as partes se entenderam para uma transferência em definitivo, por cerca de 5,5 milhões de euros. A oficialização poderia ter acontecido na quarta-feira, 23, mas os árabes “congelaram” o negócio".

Comentário que eu nem gostaria de fazer: o volante Sandro Silva periga retornar à Toca da Raposa, porque o clube detentor dos direitos federativos do jogador não concordou mais em emprestá-lo de graça ao Vasco. Esse cabeça de bagre não devia nem ter sido contratado!

Campeonato Espanhol deste ano fica cada dia mais fácil pro Barcelona. O Atlético de Madri segundo colocado tropeçou fora de casa e estacionou nos 47 pontos, onze atrás do Barça. Sua vice-liderança está ameaçada: o Real Madrid goleou o Getafe por 4 a 0 e chegou aos 43 pontos.
A briga entre os dois gigantes espanhóis torna-se uma guerra individual entre Lionel Messi e Cristiano Osório. CR-7 marcou três vezes contra o Getafe, entrou nas manchetes e de lá foi sacado por Messi autor de quatro gol na goleada por 5 a 1 sobre o Osasuna.

Neymar, mesmo quando joga mal e corre risco de não fazer gol, arrumam logo um jeito dele sair de campo como herói. O Santos perdia por 2 a 1 pro Bragantino e aos 47m do segundo tempo Miralles sofreu um pênalti "mandrake". A Joia santista cobrou com aquela tradicional categoria e empatou, salvando a liderança santista no Paulistão.

Puxa-saquismo exagerado. Diego Macedo marcou um belo gol, após driblar quatro e enviar um torpedo de pé esquerdo. Ao entrevistá-lo no final da partida, o repórter do Sportv perguntou: "você fez um gol digno de Neymar, como se sente?"  
Resposta do ex-jogador do Galo: "ele tem seus méritos e eu tenho os meus. O pior foi o juiz não apitar um pênalti em nosso favor e marcar aquele em favor do Santos".
Interessante, enquanto os comentaristas e narradores reclamavam da violência usada pra conter Neymar em suas investidas, os repórteres ao tentarem forçar Murici Ramalho a reclamar de tal violência, o técnico santista contestou:.
Não houve violência; ao contrário, foi uma marcação forte e correta porque Neymar parte pra cima dos marcadores.Tanto que o Joia sai de campo sempre sem contusão. Poisé!

Quem segura esta nova fera do tênis profissional? Novak Djokovic mostrou que gosta mesmo de jogar em Melbourne. Na Rod Laver Arena, o sérvio venceu o Aberto da Austrália pela quarta vez (2008, 2011, 2012 e 2013) fazendo história na competição.
 Ele é o primeiro tricampeão consecutivo do torneio na Era Aberta (a partir de 1968, quando o esporte virou profissional). Antes disso, só o australiano Roy Emerson levou a taça cinco vezes seguidas.
O número 1 do mundo precisou de 3h40m para derrotar Andy Murray na final, de virada, por 3 sets a 1 (6/7, 7/6, 6/3 e 6/2) e chegar ao sexto título de Grand Slam na carreira.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

NO CLÁSSICO COMEÇAM OS TESTES PRAS COPAS QUE VIRÃO


Deu no Superesportes: a partir do clássico entre Cruzeiro e Atlético, no domingo, dia 3 de fevereiro, válido pelo Campeonato Mineiro, os torcedores terão que ocupar, no Mineirão, os assentos marcados nos ingressos. Essa prática já é comum em estádios de futebol de outros países e em todas as competições organizadas pela Fifa, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, a serem sediadas pelo Brasil.
Funcionários da concessionária Minas Arena, administradora do Mineirão, vão orientar os torcedores quanto à localização dos assentos.
Entendemos que se trata de uma mudança cultural e queremos participar desse processo junto com o torcedor para que, em breve, esse novo comportamento se torne um hábito”, afirma Tiago Lacerda, secretário de estado da Copa do Mundo de Minas Gerais.
As áreas do Mineirão foram divididas e identificadas: amarelo ou sul (setor onde fica a torcida do Cruzeiro, antigos portões 3 e 6), vermelho ou leste (antigo portão 7 A), laranja ou norte (setor onde fica a torcida do Atlético, antigos portões 9 e 12) e roxo ou oeste (antiga cadeira especial).

Todas essas indicações (cor, setor e bloco) constarão no ingresso, que terá ainda um mapa do estádio. No Mineirão, o torcedor encontrará placas de sinalização indicativa e contará ainda com o apoio de mais de 400 assistentes. Eles auxiliarão os torcedores a localizarem seus assentos.
Queremos proporcionar conforto e segurança ao torcedor, e para isto, é importante que todos adquiram seus ingressos próximos de quem desejam assistir ao jogo. Todos ganham com este novo comportamento, que será iniciado desde a primeira partida”, destaca Ricardo Barra, presidente da Minas Arena.
Para o clássico entre Cruzeiro e Atlético, será colocada à venda a carga máxima de ingressos, respeitando as áreas de fronteira entre as torcidas, conforme operação especial de segurança montada pela Polícia Militar. 
A programação da venda
de ingressos será definida na próxima terça-feira, quando haverá uma reunião entre os clubes na Federação Mineira de Futebol. Os bilhetes poderão ser adquiridos pela internet, nos postos instalados nas esplanadas Norte e Sul do Mineirão e também nos pontos de venda indicados pelos clubes.

Sócios do Cruzeiro:  os sócios de futebol do Cruzeiro da categoria “Cruzeiro Sempre”, que compram os bilhetes pela internet, a cada partida, já poderão escolher os seus assentos no Mineirão, para o clássico, quando acessarem o site do programa de fidelidade do clube.
Os demais sócios do Cruzeiro, que têm direito a ir a todos os jogos, só poderão escolher os seus assentos no terceiro compromisso do clube como mandante na temporada. Para eles, o clube estuda a adequação dos cartões de sócios ao sistema operacional do Mineirão.
 Para as partidas contra o Atlético, em 3 de fevereiro, e contra o América de Teófilo Otoni, em 6 de fevereiro, também pelo Campeonato Mineiro, esses sócios terão lugar reservado no Mineirão. Os assentos serão determinados tão logo eles passem pelas catracas, por meio de um recibo.
N.A. - resolvi reproduzir a matéria do Superesportes, com a devida licença, por entender que tem jeito de release da "concessionária".


Deu no Globoesporte.com - Diante do primeiro grande desafio no Aberto da Austrália, Andy Murray não cedeu à pressão de enfrentar Roger Federer e, muito pelo contrário, mostrou inteligência e bravura em quadra. (foto Marcos Riboti)
 Sacando muito bem, com 21 aces na partida, e explorando a esquerda do suíço, ponto fraco do ex-número 1 do mundo, o britânico levou a melhor na semifinal do Grand Slam australiano e garantiu a classificação para a final em quatro horas de jogo, por 3 sets a 2, com parciais de 6/4, 6(5)/7, 6/3, 6(2)/7 e 6/2.
Com a 11ª vitória em 20 confrontos contra Federer, Murray chegou à sua terceira decisão do Aberto da Austrália. Ele vai em busca do primeiro título depois de perder para o suíço, em 2010, e para Novak Djokovic, em 2011.
O número 1 do mundo, que derrotou o espanhol David Ferrer na semifinal, é justamente o adversário do britânico na final deste ano. Os dois se enfrentam neste domingo, às 6h30m (no horário de Brasília),

Meu bom, se a política é pródiga em produzir factóides, o futebol produz debilóides. A máquina da mídia funciona com força na hora de produzir tais monstros, que na maioria das vezes não jogam nada, mas são figuras interessantes.
Vejam o tal de Zizao. Sobre ele, fala o site Globoesporte.com:
Desde que pisou o gramado do estádio do Pacaembu nesta quarta-feira, Zizao foi, disparado, o mais disputado pelas crianças que acompanham os jogadores na entrada do gramado. Cercado pelos pequenos alvinegros, ele adotou a postura simpática que já lhe é característica.
Dentro do campo, contra a Ponte Preta, mais um jogo de muita correria e esforço. Substituído por Léo no meio do segundo tempo, o chinês viu do banco de reservas sua equipe ser derrotada, mas aprovou a própria atuação.
Cada vez que Zizao tocava na bola, os pouco mais de 17 mil pagantes se animavam, direcionando gritos de incentivo ao jogador. Sofrendo com a forte marcação e a ausência de massa muscular, que resultava em constantes quedas nas divididas com defensores adversários, o chinês quase marcou ao aproveitar cruzamento de Welder, ainda no primeiro tempo.

O interessante é que ninguém analisa a atuação do chinês. Num dos jogos passados, ele deu uma pedalada foi ao fundo do campo e cruzou pra outro atacante marcar. Virou ídolo da torcida. Impressionante! Não saiu mais da mídia e botaram pressão pra cima de Tite quanto ao seu aproveitamento. Tem jeito de coisa de empresário querendo empurrar produto  ruim pra prateleira do Timão!

Após demorada pendenga entre Bahia e Portuguesa eis que desembarca na capital do doutor Lacerda o 13º reforço (?) do Cruzeiro. Como boa parte da torcida não tenho opinião formada sobre o atacante Ananias que jogou o Brasileiro passado pela Lusa; não acompanhei tantos jogos dele, a não ser contra o pessoal aqui da casa. (foto Fernando Martins)
Nessas partidas deu pra eu ver nele alguma qualidade, principalmente velocidade e movimentação, contudo, nada que me impressionasse. Se me coubesse isso, não recomendaria sua contratação porque penso que o Cruzeiro tem na base meninos com qualidades iguais.
No entanto, torcedores do Cruzeiro que puderam assistir - eu não vi - um vídeo de Ananias treinando cobranças de falta no Bahia ficaram entusiasmados.
Ele acertou 100% das cobranças e já se colocou à disposição de Marcelo Oliveira pra ser um dos batedores de falta do time.
Primeiro, todavia, tem que ganhar uma posição de titular nos treinos daqui..



quinta-feira, 24 de janeiro de 2013


Neymar foi desrespeitoso, diz Nunes: 'Pensei dez vezes. Eu ia quebrá-lo'

Lance em que atacante do Santos coloca as mãos na cintura e, em
seguida, tenta aplicar uma carretilha irrita atacante do Botafogo-SP

Por Cleber Akamine - Ribeirão Preto, SP - foto de Lucas Batista
Os dois lances que marcaram a atuação de Neymar na vitória do Santos por 3 a 0 sobre o Botafogo-SP, na última quarta-feira, incomodaram Nunes. Vítima de um chapéu "inédito" o atacante não gostou da atitude do craque santista na jogada seguinte. Neymar parou na linha de fundo e colocou as mãos na cintura, à espera da chegada do adversário. O camisa 11 driblou o meia Alex e tentou dar uma carretilha no próprio Nunes.
Mesmo com o adversário errando a jogada, o centroavante da Pantera confessa que, por pouco, não perdeu a calma.
- Eu pensei dez vezes, ia quebrá-lo todo. No lance que ele ia tentar dar a carretilha, eu ia grudá-lo na tela. Uma coisa que eu não admito é falta de respeito, e Neymar estava faltando com respeito. Ele não precisa disso, não precisa fazer graça. Por isso, admiro o Ronaldinho Gaúcho e o Ronaldo Fenômeno. Sempre jogaram o futebol que jogaram sem menosprezar ninguém - declarou Nunes.
De acordo com o atacante botafoguense, Neymar tem estilos diferentes, que variam conforme o placar.
- Ele estava fazendo um pouco de graça depois que o resultado estava garantido. Quando estava 0 a 0, não estava fazendo aquilo. Mas é o Neymar. Não pode relar nele, não pode fazer falta que o juiz dá cartão - comentou Nunes.
Nunes não se mostra preocupado com a repercussão que seu ataque ao maior jogador brasileiro da atualidade pode ter.
- Estou falando o que penso. Eu não bati nele porque não é legal, tanto que deixei passar. Quem está fora acha que é bonito, que ele deu show.