segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

MAIS ENROLADO QUE ABRAÇO DE POLVO COM ARANHA


A expressão acima foi gerada pela fértil imaginação do repórter Elísio Mauro Neto - por sinal, por anda este meu ex-companheiro de Rádio Guarani? -  e define bem o envolvimento do novo Mineirão, com os clubes (elos frágeis na história) a tal empresa paulista Minas Arena e o Governo do Dr. Anast-azia.
O Secretário Extraordinário da Copa do Mundo, Thiago Lacerda, filho do prefeito de Beagá, moço educado, rico e bem inteligente, esteve no excelente programa Bastidores do deputado João Vitor Xavier pra explicar um monte de coisas. Não explicou nada. Até onde pude ouvir, fiquei  mais no escuro. Daí entender que Kalil teve razão em botar a boca no trombone.
Pelo que entendi, o Cruzeiro assinou um contrato leonino. A parte do leão é da Minas Arena. O Cruzeiro fez contas estranhas pra chegar a resultados mais estranhos ainda. O secretário explicou os gastos na reforma do Mineirão e pelo que diz o Estado gastou uma mixaria e o grosso veio da iniciativa privada. Quer dizer que a tal Minas Arena "comprou" nosso Estádio, construído com o nosso dinheiro.

Vejam bem: segundo o moço Thiago a obra foi concluída a um custo sobre o qual o  Estado não teria investido nem  10% disso que a Arena arcou com o resto. Não me interessam os números, todos exorbitantes. Apenas  imagino que  se a Arena bancou os outros 90%, evidentemente ganhou bom no contrato pra recuperar a grana. Caso contrário não entraria no negócio. Penso que esta história acabará por implodir e nos deixará com a conta final nas mãos. Céus!
Esse papo furado de apresentar números e justificativas do negócio feito com a empresa paulista servem apenas pra enganar os trouxas. Como mineiro de Caratinga, vivendo há 60 anos nesta esburacada e maltratada favelona, aqui pagando impostos e usando meu título de eleitor, quero saber sim o destino da grana que invisto no buraco sem fim.
O deputado João Vitor afirmou que não botou as mãos nos contratos feitos com os clubes. Aliás, um segredo de Estado que contraria a publicidade obrigatória dos negócios públicos. Pra dizer a verdade, nem me interesso pelos contratos a não ser que tudo sofresse uma reviravolta. Os atuais documentos fossem rasgados e outros assinados o colocados na internet.

Existe outra coisa que não aceito, apesar de se basear em palavra de político. O neto do doutor Tancredo, atualmente em campanha presidencial, prometeu quando da derrubada dos estádios de Beagá que o Mineirão seria entregue a Atlético e Cruzeiro, enquanto o América pegava  o Independência.  Bem, não é preciso dizer que foi promessa furada.
Victorino tá no estaleiro e demora ainda a voltar aos gramados. Segundo Flávio Carvalho quando isso acontecer o xerife uruguaio será trocado pelo restante dos direitos federativos de Martinuccio que pertencem ao Fluminense.
O Cruzeiro já comprou 30% desses direitos e quer barganhar o resto, no que pede por Victorino: 2,5 milhões de euros. Uma corrente na diretoria é contra a permanência do zagueiro sob alegação de que ele é baixo pros padrões atuais de zagueiro. Essa teria sido uma da razões do time ter levando tantos gols ano passado.
Pergunto: quantos jogos Victorino atuou em 2012? Pelo que me lembro, Léo, Mateus e Thiago Carvalho, além de Guerreiro - na reta final - jogaram bem mais do que o uruguaio.

Kalil prometeu que a torcida do Galo saberá da conclusão do negócio com Diego Tardelli e El-Gharafa tão logo seja concluído. "Não mais que 15 segundos" temperou o presidente. Tempo suficiente de colocar a informação no seu twitter.
O problema que enche o saco do Urso Bravo é a pressão da imprensa interessada, das notícias plantadas, e dos telefonemas dos torcedores pra sede perguntando quando irão a Confins receber o craque.
 Outra nota do twitter e de alguns sites que carece de confirmação. Tardelli não viria mais por empréstimo, mas em definitivo.
Se verdadeira, mostrará um mau negócio feito pela administração atual do clube: Tardelli foi negociado por U$ 5 milhões e recomprado por  U$ 6 mi?

Especular faz parte do futebol. Então especulemos: como serão formados os ataques de Atlético e Cruzeiro?
Marcelo Oliveira escalará Martinuccio e Borges, ou colocará Dagoberto com o garoto Vinicius? O Cruzeiro será centroavante fixo ou jogará com Martinuccio e Dagoberto, dois velocistas?
Cuca pretende  escalar Alecsandro no lugar de Jô? Ou caso confirme a vinda de Tardelli ele será titular pelo lado esquerdo e Bernard pela direita? O Araújo veio pra ser titular ou compor o banco e como seria utilizado caso seja titular? No lugar de Bernard e esse iria pra direita? Tardelli de centroavante?  
Vocês têm até o dia 03, dia do clássico, pra tomarem uma decisão. Os treinadores, com certeza, nada anunciarão antes.

Sábado o destino foi estúpido com meu primo José Carneiro, filho do meu tio Caetano, irmão do Sodico. Líder dos caminhoneiros nas Geraes, trabalhador incansável pela classe. Defendeu os direitos dos associados na última greve que paralisou o Brasil. Morreu atropelado por uma carreta, perto do viaduto da Mutuca, onde parou seu carro pra prestar assistência a um companheiro acidentado. Tinha apenas 64 anos.   

Começa a ter fim na próxima terça-feira a ansiedade do torcedor brasileiro sobre qual Luiz Felipe Scolari se apresentará no comando da Seleção, o de 2002 que comandou a seleção do penta, ou aquele do Palmeiras do ano passado que contribuiu decididamente no descenso do clube paulista.
É quando Felipão faz sua primeira convocação. O grupo escolhido terá amistoso contra a Inglaterra, em Londres,  dia 6 de fevereiro. Se não for teimoso, Felipão convocará a maioria dos atletas do grupo de Mano Meneses.  Mas Felipão do jeito que é não abrirá mão de atletas experientes.(foto de Sérgio Moraes)
Falam até em Ronaldinho Gaúcho, no goleiro Júlio César e no zagueiro Lúcio, isso porque Thiago Silva e David Luiz estão lesionados. Também Dedé e Rever têm boa cotação.
Antes da Copa das Confederações, o Brasil ainda fará amistosos contra Itália, Rússia (em março), de novo a Inglaterra e a França, esses dois últimos no início de junho.
      


Já que estou com a mão na massa, lamento o fracasso da Seleção Sub-20 no Sul Americano de Buenos Aires e que tirou nosso time até do próximo mundial da categoria. Faltou comando, vergonha na cara dos atletas, e coisas mais. Não são tão rapazes assim. A maioria joga como profissional em vários clubes importantes. Aprontaram horrores na capital argentina. Paga o pato o mineiro Emerson Ávila, bom moço, ótimo filho, mas como treinador tem decepcionado ultimamente. Jorginho, atualmente no Bahia, deve assumir o lugar dele. Falhou bastante o discípulo de Ney Franco, que, por sinal, anda sumido nas nossas redes sociais.                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.