segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

KALIL RENEGA MINEIRÃO E DIZ QUE A CASA DO GALO É O INDEPENDÊNCIA


Como qualquer pessoa normal que foi ao Mineirão no domingo, o presidente Kalil fez duras críticas à empresa Minas Arena, responsável pela administração do estádio. Falou o que eu tenho dito aqui e espero que, por se tratar de quem é, haja uma repercussão maior e providências sejam tomadas, além dessa suposta multa que o governador Anast-azia teria aplicado na empresa paulista.
Kalil ficou impressionado com tudo que ocorreu no Mineirão: bares fechados, falta de água para os torcedores. Ele próprio garante que ficou sem água e que teve muita dificuldade pra chegar ao vestiário do Atlético.
Então Kalil repetiu este filho do Sodico: "O Mineirão tem que ser tocado por quem é do ramo. Estádio de futebol é um negócio muito complicado, sei por que administro um. Tenho a administração do estádio, comercializo e sei que não é brincadeira. Chamar o povo de Minas pra chegar ao meio-dia e não ter nem água pra beber"
" No meu camarote não tinha água no banheiro, e eu fiquei muito triste. Eu não conseguia chegar ao vestiário do Atlético, ninguém sabia falar onde era, fiquei impressionadíssimo”.
Kalil disse mais: se o Atlético já não tinha muito entusiasmo de atuar no Mineirão, depois dos acontecimentos no clássico, a vontade de ficar apenas no Independência aumentou. Até admitiu que alguns problemas eram esperados, mas faltar água foi o fim da picada.
"Recebi muitas manifestações da torcida do Atlético, falando que estava com saudade do Independência. Nossa casa é o Independência". (foto de Marcos Michelin - EM/DA Press)
Sobre a derrota, afirmou que ela veio na hora certa, "na hora em que podíamos perder. Mas vamos ser campeões. Não vai ser mais invicto como o ano passado, mas seremos campeões de novo." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.