sexta-feira, 8 de março de 2013

BASTOU RG10 DESEQUILIBRAR DE NOVO E GALO ESTÁ QUASE LÁ


A forte marcação do entusiasmado time do Strongest e uma boa dose de preguiça de parte de sua equipe exigiram que o Atlético utilizasse apenas o talento individual de Ronaldinho Gaúcho e Tardelli , pra furar no segundo tempo o bloqueio defensivo dos bolivianos e evitar que a maldição da terceira rodada da Libertadores o pegasse, também, de jeito.
Como aconteceu com outros times brasileiros neste meio de semana.
No primeiro tempo do Independência, bem que RG-10 brilhou apenas em dois momentos  o suficiente pra deixar Jô e Tardelli em condições de abrir o placar, mas o goleiro deles, Vargas, levou sorte e as conclusões foram pra fora da meta.
Também o Strongest teve seu lance claro de gol, desperdiçado por Pablo Escobar, num contra-ataque puxado por  Reina. O atacante paraguaio, naturalizado boliviano, na frente de Victor chutou pra fora.
Antes do primeiro gol,Tardelli, destaque da partida, presenteou Bernard no início da fase final, mas o garoto, abatido pela forte gripe, mandou na trave.
Na sequência, RG-10 pegou a sobra pelo lado esquerdo e botou Jô livre pra fazer 1 a 0, aos 12m. Bernard saiu logo depois inteiramente desgastado. Aos 21m, Tardelli teve um gol anulado equivocadamente pela arbitragem, sob alegação de impedimento. Inexistente.
A jogada mais sensacional de uma partida morna saiu aos 28m. RG-10 olhou para um lado e enfiou o passe entre os zagueiros, do outro lado, pra Marcos Rocha. Sofreu pênalti que Ronaldinho cobrou e marcou 2 a 0.

Se já mostrava alguma preguiça no seu domínio total, o Galo descuidou-se mais ainda, imaginando ter liquidado com o Strongest. Eis que os bolivianos marcam no final com Melgar, fixado o placar final em 2 a 1 e irritando o capitão Rever.
O zagueirão foi pro sacrifício, com 26 pontos na testa, não mostrou receio das bolas aéreas, nem na sua área, nem do adversário. Saiu chateado com o cochilo do time no final e puxou as orelhas dos companheiros, visando as partidas do returno no Grupo 3, que o Galo lidera com nove pontos, disparado na frente dos concorrentes.

Quem mais sofreu com a maldição foi o São Paulo que empatou no Pacaembu em 1 a 1 com o lanterna do Grupo 3, Arsenal de Sarandi. Nada deu certo pro time de Ney Franco. Chutou três bolas na trave, teve um pênalti mal marcado contra si e um pênalti claro que o juiz Vilmar Roldan fingiu não ver.
Além disso perdeu  Luiz Fabiano, expulso após o término da partida, porque chegou o dedo no nariz do árbitro que não marcou a penalidade que sofreu.

Com quatro pontos em nove possíveis no Grupo 3, o São Paulo precisa de bom desempenho fora de casa para não se complicar ainda mais. Quinta-feira que vem, visita o mesmo Arsenal, às 22h, em Avellaneda, na Argentina. Em seguida, dia 4 de abril, encara o Strongest, em La Paz. Pega o Atlético em São Paulo no fim.

Da maldição da rodada só se escapou bem o Grêmio ao golear o Caracas por 4 a1, na Arena de Porto Alegre, pelo Grupo 8. No mesmo grupo, o Fluminense danou-se ao empatar no Engenhão com o Huachipato, do Chile, por l a 1.  No grupo 5, o Corinthians perdeu no México (1 a 0) do Tijuana.
Os mexicanos ao lado do Atlético são os únicos times com 100% de aproveitamento. Praticamente, também, garantiram uma vaga na outra fase da Libertadores. Enquanto o Palmeiras, afundou no Grupo 2 ao perder de 1 a 0 do Tigre, na Argentina. Os hermanos marcaram aos 48m do segundo tempo.

Outro dia mesmo eu me perguntei se sabia por onde andava o menino Fidel, revelação do futebol colombiano há uns dois anos e que ZZ Senador trouxera pra Toca da Raposa cheio de esperança em ganhar bom dinheiro com ele.
Entretanto, o diretor Dimas Fonseca dispensou Fidel sob alegação de deslumbramento com as baladas noturnas de Beagá. Melhor pra Fidel que foi pro futebol mexicano e lá virou ídolo do Tijuana. Tá com a bola toda conforme a gente viu contra o Corinthians. Lá é chamado de Martinez, mas o pessoal da FoxSports preferiu apelidá-lo de Neymar Cover. Maldade!

No programa Bem Amigos, do Sportv, o interminável Zico, Galinho de Quintino, no alto de seus 60 anos, afirmou: " Reinaldo,dos jogadores que vi jogando, é o que mais se aproximou de Pelé". Concordo com o Galinho!

Por que Ronaldo Fenômeno considerou desrespeito à sua pessoa o técnico do Manchester United chamá-lo de gordo? Talvez sir Alex Ferguson não saiba que nosso Fenômeno perdeu 17 quilos numa brincadeira de emagrecimento com TV Globo. Como, também, não deve saber que Ronaldo ficou R$ 6 milhões mais rico por causa disso.

O STJD da Conmebol aceitou o recurso do Corinthians e o livrou da punição de jogar com portões fechados em suas partidas pela Libertadores em São Paulo. Todavia, manteve a proibição de comparecimento da Fiel lá fora e a multa de 200 mil dólares. Deixar a torcida corintiana de fora dos estádios aqui é queimar dinheiro. Coisa que a Conmebol não faz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.