segunda-feira, 25 de março de 2013

BRASIL DE FELIPÃO CONTINUA SEM VENCER


A  Seleção Brasileira não venceu sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Fez seu terceiro jogo com uma derrota e dois empates. Contra times grandes. Não foi contra aquelas porcarias que só servem pra fazer histórico e estatística. Não estou nem um pouco a fim de defender Felipão a quem considero dinossauro no futebol. Já teve seu tempo, ganhou seu título mundial com a Seleção, mas ficou naquilo. Rodou meio mundo e não se firmou em lugar nenhum com seus conceitos machões. Tem enorme responsabilidade na queda do Palmeiras pra segunda divisão.

A troca de Mano Meneses, mais jovem e de alguns conceitos mais atuais, por Felipão foi a burrice maior que a CBF, agora sob o comando do paulista Marins, cometeu entre aqueles já cometidos e os que virá cometer. Repetir isso é chover no molhado, porque o quadro está posto e não haverá retorno. Igual pênalti mal marcado: xingar o juiz e ser expulso por isso é besteira.  

Perder pra Inglaterra com uma Seleção mudada no conceito e nas convocações é coisa pra lá de normal. Pior se fosse pra Costa Rica. Empatar com a Itália, mesmo depois de fazer 2 a 0, e empatar com a Rússia (1 a 1, como aconteceu nesta segunda-feira) longe de ser catástrofe, deve ser encarado como positiva fase de treinamento. Perder 10 amistosos seguidos, pode abalar o já abalado prestígio internacional do escrete pentacampeão do mundo. Nada disso, contudo, recomenda uma avaliação ou previsão agora de que na Copa das Confederações ( outro torneio caça-níquel da Fifa), vá lá, e na Copa do Mundo/14 o Brasil esteja entre os prováveis figurantes de estrondoso fracasso.

Tenho lido e ouvido gente falando de Maracanazzo. E daí? Essa história existe até hoje porque o Brasil armou uma Seleção espetacular em 1950, mas perdeu a final pro Uruguai no Maracanã. Não sou testemunha ocular deste fato, mas me lembro dele, porque tinha apenas sete anos, mas a literatura esportiva me mostrou que a Seleção era melhor individualmente, com vários craques, mas no coletivo o Uruguai ganhava mesmo da gente. É o que se vê agora.

Concordo com o inteligente e excelente jovem comentarista do Sportv, Maurício Noriega. Nosso problema não é apenas de treinador - da mesma forma como penso, ele não avaliza, contudo, a presença de Felipão na Seleção - mas, principalmente, de jogadores. Não temos nenhum que faça a diferença individualmente. Então é necessário que pensemos coletivamente. Direis: como se a Seleção não treina, reúne-se apenas pros jogos? Aí vale a questão da fixação do grupo, sem maiores testes.

Lógico que deve-se prevenir contra as contusões. Por isso convoca-se e se mantém um grupo de 22 nomes, com outros possíveis numa relação. E que o treinador seja inteligente o suficiente pra manter a característica de cada um. Felipão quer que o atleta jogue de acordo com um pseudo esquema tático que ele, Murtosa e Parreira estudam pra Seleção. Se não tiver jogador habilitado pra tal, mude o possível esquema, pô!

Não pode é achar que Oscar é ponta direita, ou que Hulk seja armador, ou que Kaká seja o líder, puxador de contra-ataque, com o qual sonha. Temos uma boa defesa, com Thiago Silva (impecável contra a Rússia), David Luiz, e os laterais Daniel e Marcelo, este o melhor do amistoso; e um meio-campo sofrível. Fernando e Hernanes, inventados por Felipão no empate com a Rússia, são meros operários. Não criam nada, não chamam pra si a responsabilidade do jogo, como, por exemplo Ronaldinho Gaúcho faz no Galo. 

O consolo é que não são titulares. Na hora do pega, entram Ramirez e Paulinho.
Nosso ataque precisa de nova consciência. Se Felipão quiser um ponta tem que usar Lucas, ex-São Paulo, e Osvaldo, que não mereceu nenhuma chance nos dois amistosos. Fred, Hulk são necessários.Hulk incendiou o jogo ao entrar no lugar de Oscar, numa substituição errada de Felipão, porque deixou o inexpressivo Kaká em campo. Não estou pessimista e não me interessa a Copa das Confederações, torneio caça-níquel. Estou de olho no Mundial. Que Felipão perca todas nessa rota e chegue à Copa como azarão. Porém, que mantenha o caneco aqui. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.