terça-feira, 5 de março de 2013

NEM LESÕES DESFALCAM TIME: GALO COMPLETO CONTRA BOLIVIANOS


Nem os 26 pontos no rasgo que Réver sofreu na testa contra o Guarani, domingo, nem a  amigdalite de Bernard que o debilitou esses dias a ponto de fazê-lo perder três quilos, tiraram do técnico Cuca a certeza de que o Atlético usará seu time completo diante do The Strongest nesta quinta-feira, no Independência.
Ainda bem! O time da vitória (3 a 1) sobre o Guarani, sem RG-10, Bernard, Pierre e Léo Silva não convenceu.
Uma coisa ficou patente e, certamente, haverá de mexer com a cabeça do treinador pro restante da Libertadores e dos demais torneios importantes que o Galo terá pela frente este ano: sem Ronaldinho Gaúcho no meio, o time fica totalmente órfão. Não existe ninguém no atual elenco capaz de, pelo menos, fazer sobra ao craque titular.
Cuca aposta suas fichas em Morais, ex-Vasco, liberado agora do DM. No entanto, as dúvidas não se dissipam, visto que Morais não atua há vários meses e, segundo consta, pensou até em encerrar a carreira prematuramente.
Atracou seu barco cheio d'água no porto da Cidade do Galo como  última esperança. Teve início de carreira promissor, porém esteve por naufragar no meio do caminho.

Até ontem restavam apenas ingressos de R$ 400 e de R$ 600 pro jogo Atlético x The Strongest. O Sportv transmite a partida pra capital; a outra opção é a FoxSports.

Por falar em armador no Atlético, Nikão, feito na base, não acertou seu empréstimo com o Atlético Paranaense. Foi reintegrado ao elenco do Galo. Nikão andou pelo Vitória, Bahia e Ponte Preta. Tem apenas 20 anos.
Com uma dose de boa vontade do Cuca, não seria boa opção pra reserva de RG-10?

Vamos pro novo capítulo da triste história entre o Cruzeiro e a Minas Arena. Após a lambança de sábado passado, quando quase  cinco mil torcedores voltaram pra casa, desiludidos, por falta de bilheterias no Mineirão, o clube resolveu jogar duro.
Gilvan Tavares exigiu reunião com Ricardo Barra, diretor da concessionária, e ambos definiram " novas diretrizes" pra venda de ingressos a partir da próxima partida.
Todas as 60 bilheterias serão abertas, pra evitar filas. Se quiserem, podem rir da piada.
No jogo contra a Tombense apenas 12 bilheterias foram acionadas e teve a segunda maior renda do clube desde a Libertadores de 2010. Pode? O Cruzeiro arrecadou, ainda assim, R$ 560 mil líquidos.

Agora, haverá uma gestão compartilhada desse serviço. Anteriormente, somente a concessionária era responsável pela comercialização de bilhetes.
Na partida contra o Tombense, no último sábado, o número de cruzeirenses que voltaram pra casa, sem conseguir  comprar ingresso, foi calculado por baixo. Companheiros meus de emissoras de rádio informaram que tal número chegou a 10 mil.
O próximo capítulo da triste história do relacionamento Cruzeiro x Minas Arena será dia 24 de março, domingo, no jogo com a Caldense.

Atlético e São Paulo devem consolidar suas posições de prováveis classificados no Grupo 3 da Libertadores nesta quinta-feira. Além do confronto no Independência, está previsto São Paulo x Arsenal, da Argentina, pro Morumbi.
Numa rápida análise das campanhas de cada time na Libertadores até agora, vê-se que o São Paulo é o franco favorito nessa partida. A não ser que os deuses do futebol conspirem contra o time do meu amigo Ney Franco. Desde já, faço minha reza brava: saravá, meu Pai!

No Grupo 5, que ontem teve Grêmio x Caracas, o Fluminense joga suas fichas diante do Huachipato do Chile. Que me perdoe meu conterrâneo e amigo Mário Sérgio Carraro, tricolor carioca de dar cambalhotas. Periga a situação de seu time, após a feia eliminação na Taça Guanabara pro Vasco da Gama.

Nesta quarta-feira, dia seis de março, data importante do nascimento de Flavio Anselmo Júnior, há 42 anos, dois paulistas estão no sufoco: o Palmeiras faz sua segunda partida fora, contra o perigoso Tigre, pelo grupo 2. Já o Corinthians, estará no México pra enfrentar o indigesto Tijuana, líder do Grupo 5. Seja o que Deus quiser...

FELIPÃO PROMETE E CUMPRE: CONVOCAÇÃO SAI SEM RG-10 E BERNARD, MAS CHEIA DE NOVIDADES.

Saiu esta matéria premonitória no Globoesporte.com desta  terça-feira.
"O primeiro ato aconteceu em Wembley, no início de fevereiro. Derrota por 2 a 1 para a Inglaterra. Pelas últimas declarações à imprensa portuguesa, Luiz Felipe Scolari não gostou do que viu. E, ao que tudo indica, haverá mudanças na lista de convocados para os amistosos contra a Itália, em Genebra, na Suíça, no dia 21, e diante da Rússia, em Londres, no dia 25".
- Vamos ter que mudar bastante. Não gostei do posicionamento, de uma série de detalhes. Se a imprensa gostou, eu não tenho nada que estar de bem com a imprensa. Vou trabalhar para a minha equipe, em função do que é melhor para a Seleção. Vou fazer algumas alterações, mas não posso dizer que A, B ou C não vão fazer parte da Seleção em 2014 - afirmou o treinador na semana passada durante o Fórum de Treinadores, realizado em Guimarães, em Portugal".

Scolari prometeu surpresas e cumpriu. O jogador mais citado nas enquetes populares - Bernard do Atlético - ficou de fora. Outro muito discutido, RG-10, foi substituído por Kaká. E finalmente, Alexandre Pato, pedido pela mídia paulista, não apareceu na lista.
Em relação à primeira convocação, as novidades são: Dedé (Vasco), Diego Cavalieri (Fluminense), Diego Costa (Atlético de Madri), Fernando (Grêmio), Kaká (Real Madrid), Luiz Gustavo (Bayern de Munique), Thiago Silva (PSG) e Marcelo (Real Madrid).
Hernanes, que havia sido chamado, ficou fora da derrota para os ingleses por lesão. Estão fora agora Adriano, Ronaldinho, Luis Fabiano, Leandro Castán, Miranda, Diego Alves e Arouca. Ronaldinho Gaúcho foi mal no amistoso contra a Inglaterra e ainda perdeu um pênalti. Scolari, no entanto, não justificou a ausência de Bernard.
Convocado pela primeira vez, Diego Costa tem 24 anos e está no Atlético de Madri desde 2007, mas com alguns empréstimos. Nascido no Sergipe, o atacante nunca atuou no Brasil e já passou por clubes como Braga (Portugal) e Celta (Espanha).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.