sexta-feira, 29 de março de 2013

PROMESSA DA MINAS ARENA É QUEBRADA MAIS UMA VEZ. COM APOIO DO SECRETÁRIO


Nesse fim do mundo, habitado por papáveis, notáveis, artistas e pitaqueiros,  este rabugento filho de dona Geralda por várias vezes contestou as previsões dos cartolas da Minas Arena e do Secretário Extraordinário da Copa do Mundo de que os espetáculos artísticos programados pro Mineirão não atrapalhariam as partidas de futebol, principal objetivo do estádio.
As bocas azedas do outro lado garantiram peremptoriamente que não haveria qualquer dano.
No gramado não sei. Quem pode afirmar é o pessoal do Cruzeiro que jogou uma bolinha bem pequena contra a Caldense e só conseguiu virar o jogo graças ao apito amigo. Porém,  pra sequência do campeonato mineiro haverá dano, sim senhor.
O show do ex-beatle, o interminável Paulo McCartney, ocorrerá dia quatro de maio, num sábado. Esta data é vizinha próxima da partida semifinal do Cruzeiro marcada pra domingo, 5. Não haveria tempo hábil pra desmanchar o palco e a estrutura geral. Afinal, este evento termina de madrugada.

O Secretário Extraordinário da Copa do Mundo, sem melhores informações, chegou a afirmar que o show seria dia três, portanto sem qualquer interferência no jogo do Cruzeiro. Entretanto, uma informação mais fresca dizia do adiamento do evento do ex-beatle pro dia cinco.
Aí a porca torce o rabo.  Falou em transferir o jogo pra Arena do Jacaré, visto que o Atlético estaria, nesse dia, utilizando o Independência.
Aí vem o diretor de comunicação do clube, que está mais por fora que o Secretário Extraordinário, e informa que a partida não seria transferida pra nenhum lugar. Nem haverá inversão de mandos. Com certeza, o jogo seria programado pro quintal da casa dele.
Uma declaração sem pé, nem cabeça; a não ser que a diretoria celeste já tenha em mente adiar, por força maior, este jogo pra semana seguinte.
Céus, que confusão a  Minas Arena aprontou!!

Por fim, a informação decisiva: por força do contrato, caso não disponibilize o Mineirão na data prevista, a Minas Arena terá de pagar ao Cruzeiro multa de R$2,5 milhões. Como pagou (?) ao Governo do Estado a multa de R$ 1 milhão pela administração atrapalhada nos jogos até agora.

Nem uma coisa, nem outra: o Cruzeiro jogará dia 8, numa quarta-feira à noite e como compensação pela perda de público, quer uma grana da Arena.

Alguns torcedores atleticanos acostumados com as boas atuações de Pierre e Leandro Donizete, que, também, aportaram por aqui bem desacreditados, questionam a contratação de Josué, 33 anos, um volante vencedor com diversos títulos conquistados nos times por onde passou e na Seleção Brasileira.
Eu me lembro de Josué sendo escalado pela primeira vez no Goiás. Eu estava lá no Serra Dourada. Coincidência, porque estava lá, também, quando Danilo, hoje no Corinthians, fazia sua estreia, menino de 18 anos. A exemplo de Danilo, também Josué, já no primeiro momento ganhou minha admiração pelo futebol disciplinado e técnico.
No São Paulo ganhou tudo que disputou como titular: brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Mundial Interclubes. Na Seleção, foi campeão da Copa América. Na Alemanha, ganhou o título nacional com um clube pequeno do interior.
Cuca soube indicar mais uma vez. Se Pierre ou Donizete bobearem, o cachimbo de um deles cai. E aí Josué estará pronto pra titularidade.

O Galo tá perto de quebrar a sequência de vitórias que teve ano passado. Até agora venceu 10 partidas seguidas, mesma marca alcançada pela equipe na temporada passada, quando bateu Boa Esporte (2 a 0), América/TO (2 a 1), Caldense (2 a 0), Guarani (4 a 0), América (2 a 1), Nacional (4 a 2), CENE-MS (3 a 1), Villa Nova (2 a 1), Democrata/GV (3 a 0) e Uberaba (3 a 0). O time ainda ficou mais quatro jogos invicto, porém, empatou o clássico com o Cruzeiro e quebrou a sequência de vitórias.

Nesta temporada, o Atlético teve triunfos sobre Tombense (2 a 1), São Paulo (2 a 1), Araxá (3 a 0), Arsenal-ARG (5 a 2), Guarani (3 a 1), The Strongest-BOL (2 a 1, duas vezes), América (5 a 2), América/TO (2 a 0) e Nacional (3 a 1). Portanto, 10 partidas, também. Domingo, o Galo recebe o Tupi, um dos bons times da competição estadual, no Independência, à tarde.

Numa rápida análise da tabela da Segunda Divisão nacional passo a temer mais ainda pelo sucesso do América atrás do acesso à elite. Com o atual time, impossível. Começa a competição com uma pedreira: o América enfrenta o Guaratinguetá, fora de casa, no sábado dia 25 de maio.
Na sequência da Série B, o América enfrenta dois adversários mais complicados ainda.. O Coelho recebe o Figueirense, no Independência, no dia 28 de maio (terça-feira) e visita o Palmeiras, em São Paulo, no dia 1º de junho (sábado).
A competição brasileira será paralisada no dia 11 de junho por causa da Copa das Confederações. Antes disso acontecer, o Coelho enfrenta o Icasa (fora), o Oeste (casa) e o Avaí (fora). Céus, Salum, a vida do seu América tá brava. Vejo aí a promessa de mais rugas e cabelos brancos pra você e sua equipe.

Gilson Kleyna, treinador do Palmeiras, está numa sinuca de bico. Precisa urgente de um centroavante (quem não precisa?) e após conversar com seu travesseiro chegou à seguinte conclusão:  os dois nomes que já foram colocados na sua mesa pelos empresários que o cercam seriam boas opções para a sequência de 2013: Alecsandro, do Atlético, e Anselmo Ramon, do Cruzeiro, reservas em suas equipes.
Alecsandro, de 32 anos, teria perdido espaço para Diego Tardelli e Jô, enquanto o Anselmo Ramon, 25 anos, tem ficado na opção de Borges e Dagoberto.
Convém, o simpático e competente Kleyna rever seus estudos. Talvez, Anselmo ele consiga levar; mas duvido que Cuca libere Alecsandro.

O infatigável Adriano Imperador, depois de se oferecer a vários clubes brasileiros sem sucesso parece que encontrou o melhor caminho pra terminar sua tumultuada final de carreira. Um clube chinês lhe ofereceu contrato até o final do ano por uma pequena fortuna. Adriano recuperaria parte de tudo que ganhou e jogou fora.

"Pipoqueiro, pipoqueiro" - os irritados gritos dos torcedores brasileiros no Stamford Bridge, em Londres, não irritaram o seu alvo, Neymar. Considerado uma unanimidade nacional quanto à sua presença na Seleção Brasileira, Neymar tem provocado a torcida tupiniquim que anda mesmo sem paciência com ele e com a Seleção.
Apesar das manifestações voltadas contra ele, o garoto santista diz que não vai desestabilizar-se. "Isso está cada vez mais normal. Mas não me incomoda. Deve incomodar quem xinga, porque não vai adiantar nada", afirmou Neymar.

Este chamado clássico da Europa não me agradou. Espanha, campeã do mundo, e França, renovada e decantada, foram pragmáticas. Esquemas idênticos (4-4-2) e, principalmente a Fúria espanhola, ignorou a escola do toque de bola, a administração do jogo, em troca de bolas compridas, em ligações diretas. Venceu por 1 a 0, no Stade de França, mas não deixou nenhuma lição pra nós, ex-maiorais.

Posso destacar apenas que me agradou os esquemas francês e espanhol sem apoio de laterais, ou alas. A primeira linha de quatro é quase fixa, ou nas subidas vão os dois laterais até o meio, permitindo aos volantes fecharem. Cada qual usa um lado do campo. O francês usou o lado esquerdo com Ribery; o espanhol o direito com Pedro. 

Ando atrás de ver algo novo no futebol. Inovador. Não verei isso na nossa Seleção do conservador Felipão. Quando muito sua tática será a mesma europeia, ou então o 4-3-2-1.  Isso não nos permitirá usar um flanco do campo, com Lucas. Insistiremos com os laterais alas: Marcelo e Daniel Alves sabem bem atacar; defendem mal.
Estou desiludido com o futebol mundial. Caiu o Brasil, burocratizou a Europa.



A prefeitura do Rio de Janeiro decidiu interditar o Engenhão por tempo indeterminado em razão do perigo de ruir a cobertura das arquibancadas. E o Estádio construído para os jogos pan-americanos de 2008 era considerado uma obra maravilhosa. É pena que nela a engenharia nacional e seus perigosos agentes tenha usado areia da praia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.