quinta-feira, 14 de março de 2013

SE HAVIA DÚVIDA, NÃO HÁ MAIS: GALO, O MELHOR DA LIBERTADORES


Com o sapeca iaiá que o Corinthians mandou no Tijuana, no Pacaembu lotado, quebrando a série invicta de três partidas dos mexicanos, o Galo tornou-se o único time 100% na Taça Libertadores.
 Esteve impecável nos quesitos inteligência e sobriedade pra arrancar na altitude de La Paz o resultado que lhe garantia a passagem pra outra fase da competição.
Certo momento do jogo, após suportar a desordenada pressão do The Strongest, o Galo contentou-se até com o empate de 1 a 1, gols de Tardelli e Reina. Passou a tocar a bola e o Cuca trocou que pediu pra sair, cansado, entre eles Bernard e Tardelli.
Quase no final da partida, arriscou uma saída pela direita com Serginho que entrara no lugar de Bernard. Não havia pretensão alguma, e nem jogador atleticano na área. Serginho cruzou assim mesmo e o becão boliviano Mendes botou a bola nas suas próprias redes.
Um presentaço. O resultado de 2 a 1 foi bastante comemorado, visto que o Atlético superou tudo, além de conseguir sua classificação com três rodadas de antecedência.
Chegou aos 12 pontos e confirmou o que a imprensa do eixo ignora: é na atualidade o melhor time do País.

Outros resultados da Libertadores nesta quarta-feira: Barcelona 0 x Toluca 0, em Barranquila; Deportivo Lara 1 x Olimpia 5. Nesta última quinta-feira, bem de noite, jogaram Arsenal x São Paulo, pelo grupo do Atlético, e San José x Milionários, no do Corinthians.
No Grupo 5, o Timão chegou perto do Tijuana que tem 9 pontos, enquanto os paulistas estão com 7. Os dois caminham bem pra fase de mata-mata.


O novo Papa, Francisco I, filho de italianos, porém nascido num bairro da periferia de Buenos Aires é torcedor do San Lorenzo de Almagro(foto acima). Jorge Mario Bergoglio, 76 anos, é fanático pelo San Lorenzo, um dos cinco maiores times argentinos, ao lado do Boca, River, Independiente e Racing. 
O primeiro papa latino americano veio, também, pra colocar pesada pedra no caminho da concorrência  "desleal" entre nós e eles, los hermanos.
Eles tiveram metrô primeiro que a gente; a música deles fez sucesso no mundo, primeiro que a nossa. Eles têm prêmio Nobel, têm Messi, tiveram grandes tenistas, boxeadores, têm vários títulos mundiais entre clubes e agora têm um Papa. Penso que agora nós não pegamos eles mais!!!
Francisco I é o 266º da história da Igreja Católica. Foi o escolhido para ocupar o lugar de Bento XVI (o alemão Joseph Ratzinger) após cinco votações.Sua escolha foi considerada uma zebra, mas na sucessão de João Paulo II, em 2005, teria sido o segundo mais votado.
Coisa que os vaticanólogos de plantão disseram.

Uma pergunta gira na minha cabeça e não encontro resposta pra ela. Há dias, a Imprensa esportiva anunciou com certo estardalhaço que Cruzeiro e Atlético trocariam de patrocínio máster em suas camisas. Como fizera com outros grandes clubes no País, a Caixa Federal, também, investiria na publicidade dos times mineiros.
Havia, contudo, um problema a ser contornado. O BMG do doutor Ricardo Guimarães renovara em janeiro os contratos com Atlético e Cruzeiro pra estampar sua logomarca nas camisas. Por valores maiores que do ano passado.  Os contratos da Caixa, porém, seriam quase o dobro dos pagos pelo BMG.
Como Guimarães é desportista , empresário do futebol como interesses nos dois clubes, houve acordo. O BMG decidiu pelo cancelamento dos contratos, sem multa rescisória. Caminho aberto pra assinatura com a Caixa?
Não, a Justiça Federal, atendendo solicitação do Ministério Público Federal suspendeu as novas assinaturas e considerou ilegais as já realizadas. Determinou a Caixa Econômica que não efetuasse nenhum pagamento.
O mais interessante é que o assunto sumiu da imprensa. A gente nem encontra mais as matérias que anunciaram há dias tais contratos. Não se sabe se houve reviravolta nos dois casos, e tudo ficou dito pelo não dito. Ou seja, o BMG suspendeu o cancelamento e seus contratos de publicidade com Atlético e Cruzeiro continuam valendo. Ou não?

Alguém viu o gramado do Mineirão depois do show do Elton John? Gostaria de ter informações seguras e imparciais. Pelo que soube, o show foi uma beleza, Elton é bom pacas. Foram vendidos apenas 30 mil ingressos e a Minas Arena aprontou 50 mil besteiras.
Inclusive os conhecidos: poucas entradas, poucos bares, cerveja cara, som ruim. Teve gente que me ligou dizendo-se com saudade dos bons tempos da ADEMG de Sasso, Ricardo Raso e até do Dirceu Pereira. Aí pega!

Gostei de saber que o Osvaldo( foto) do São Paulo foi chamado pra Seleção Brasileira do Felipão no lugar de Lucas lesionado. Não precisava de ser assim. Na Seleção cabem os dois garotos velozes, dribladores e bom de bola. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.