quinta-feira, 14 de março de 2013


Técnico do Atlético tira lições de 2011 para manter "alma na ponta da chuteira"
Alvinegro é o único time com campanha 100% na Copa Libertadores

Rodrigo Fonseca - Superesportes

Classificado às oitavas de final com duas rodadas de antecedência e único time com campanha 100% na Copa Libertadores, o Atlético é exaltado por adversários e pela imprensa. Porém, dentro da Cidade  do Galo, a ordem é manter a humildade. A experiência passada pelo Cuca em 2011, quando treinava o Cruzeiro, serve de exemplo.
A gente tem que ser
humilde, lógico. Quantos queriam estar nessa situação que estamos. São seis monstros do futebol brasileiro disputando essa competição. Mas eu não me iludo, porque, em 2011, empatamos uma e vencemos cinco, e depois ficamos fora na primeira rodada”, lembra Cuca.

Na foto de Rodrigo Clemente (Superesportes - DA Press), Cuca inova com o cabelo penteado, ao contrário do dia-a-dia quando se mostra inimigo da escova e do pente.
Em 2011, O Cruzeiro avançou às oitavas com a melhor campanha na fase de grupos da Libertadores. Encarou o Once Caldas e voltou da Colômbia com uma vitória por 2 a 1.
Mas os bons números foram por água abaixo na partida de volta, na Arena do Jacaré. Os colombianos surpreenderam e venceram por 2 a 0, ficando com a vaga.
Para não amargar outro episódio como esse, Cuca receita: “É isso que a gente vai levar de lição, de aprendizado, para, se conseguir cinco, seis vitórias, jogar todo dia com a alma na ponta da chuteira, porque uma noite mal põe fora todo o trabalho.”
Segundo Cuca, essa necessidade de não desviar a atenção é tratada diariamente com os atletas: “A gente conversa todo dia sobre isso, antes dos jogos, dos treinamentos.”

O atacante Bernard ratifica: “A Libertadores não permite erro. Temos que estar concentrados em todos os jogos, principalmente no mata-mata. Estamos otimistas pelo que estamos fazendo, mas cientes de que não ganhamos nada.”
Como já disse várias vezes não acredito nesse papo de sorteio de arbitragem como exige o Estatuto do Torcedor. Aqui nas Geraes, o sorteio do apito só beneficia um soprador: Atlético x América, neste domingo, às seis e meia, no Independência, pelo Campeonato Mineiro, terá o trio Cleisson Veloso Pereira (central). Guilherme Dias Camilo e Breno Rodrigues (auxiliares).  Um trio meia-boca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.