quinta-feira, 18 de abril de 2013

GALO E SÃO PAULO JOGARÃO AGORA MAIS DUAS VEZES NAS OITAVAS

Foi o pior adversário entre os outros 15 classificados para as oitavas de final da  Libertadores. Direis: se fosse Grêmio, ou Fluminense, ou Palmeiras, Velez ou Boca seria pior  ainda. Não creio. Pelo que o Atlético mostrou até agora na competição os outros times seriam adversários comuns.

O problema é o embate psicológico. Os times saíram de brigas no mesmo grupo com desgastes evidentes.

No jogo do Morumbi, o primeiro tempo não valeu nem o ingresso que os 50 mil torcedores pagaram. Truncado e amarrado no meio. Mais ou menos que todo mundo esperava.

SP AMARROU RG-10

O técnico Ney Franco preparou o São Paulo pra anular RG-10 e jogar nos erros do Galo. Deu certo.Nada aconteceu. O primeiro chute à meta foi do São Paulo aos 16m.
Piorou o clima no Morumbi quando o alto falante anunciou o gol do Arsenal sobre o Strongest e deixava o SP fora da Copa Libertadores. No intervalo as cartadas: Cuca trocou Luan, omisso, por Alecsandro. Não resolveu nada.
Aos 10m o São Paulo  marcou de pênalti de Léo Silva sobre Aloísio, que recebeu grande assistência de Osvaldo. Rogério Ceni cobrou e fez 1 a 0. Cuca tirou Serginho e botou Neto Berola. Nada.

SUSTO ATRÁS DE SUSTO
O São Paulo teve novo susto com o Arsenal marcando 2 a 0. Seu saldo negativo que era de seis, caiu pra quatro. O do São Paulo manteve-se negativo em um.
Ao 37m, festa no Morumbi: Ganso enfia linda bola  pra Osvaldo, que chega na cara de Victor. Porém, prefere não chutar. Rola pro garoto Admilson que acabara de entrar. São Paulo 2 a 0 e segundo do Grupo 3.
Por causa disso, Galo e São Paulo vão defrontar-se mais duas vezes dentro das oitavas de final.
Como diria Levyr Culpi, numa situação idêntica, no Campeonato Mineiro de primeiro – o seu Cruzeiro – contra o quarto, o Galo. "Não tive vantagem alguma. Os dois jogos serão na casa do adversário"; e foram. O Galo tirou o Cruzeiro".

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.