segunda-feira, 15 de abril de 2013

SONHO CRUZEIRENSE REALIZA-SE: DEDÉ VESTIRÁ AZUL





Ficha do atleta:Nome: Anderson Vital da Silva – Dedé
Data de nascimento: 01/07/1988
Idade: 24
Altura: 1,93m
Clubes como profissional:
Volta Redonda – 2008
Vasco – 2009 a 2013
Títulos:
Campeonato Brasileiro da Série B – 2009

Copa do Brasil – 2011



SONHO DE GILVAN REALIZA-SE: DEDÉ VESTIRÁ AZUL

Flávio Anselmo – 16-4-13

Enfim um craque pra se buscar no Aeroporto de Confins. O  presidente Gilvan Tavares prometera o grande nome do ano e sem dúvida ele chegou com o zagueiro Dedé, do Vasco e da Seleção Brasileira.
As negociações se arrastaram alguns meses, porém o diretor Alexandre Matos – aplausos também pra este moço – insistiu, insistiu e acertou a contratação do excelente zagueiro vascaíno.
Não se fala mais em contratações na Toca da Raposa, por favor. O time fechou onde precisava e as demais posições que a exigente torcida celeste pede podem ser ocupadas por gente de casa.

ALEXANDRE NOTA 10

O Cruzeiro chegou a um acordo para a contratação do zagueiro Dedé. No Rio de Janeiro desde a terça-feira da semana passada, o diretor de futebol Alexandre Mattos acertou os últimos detalhes do negócio na manhã desta segunda-feira.
Cruzeiro pagará ao Vasco mais de 5 milhões de euros por 45% dos direitos econômicos do craque e cederá, por empréstimo, o excelente jovem Alisson, uma das grandes promessas do clube azul. No Vasco já estão Bernardo e Thiaguinho, revelados na Toca.
Wellington Paulista, que está no West Ham, também pode entrar no negócio. Depende do clube inglês não comprar o jogador e que o próprio atleta queira se transferir pro Vasco.
Por fim, uma relação será apresentada ao arrogante Paulo Autuori e outros atletas devem ser cedidos ao clube carioca, por empréstimo, como “adicional”  na negociação.

DEDÉ VESTIRÁ AZUL

O que interessa é que Dedé vestirá azul. Não será nem do Corinthians, nem do São Paulo, nem de qualquer outro clube, até mesmo estrangeiro. Será do atrasado e falido futebol brasileiro. Do Cruzeiro. O Vasco queria botar no negócio Ricardo Goulart e Everton Ribeiro, juntos. Alexandre Matos, riu sorrateiramente, apesar da categoria de Dedé. Se faz isso – jamais faria – a torcida o mataria. Ambos ficarão na Toca da Raposa.

LESÃO TIRA DIEGO RENAN

O lateral Diego Renan seria cedido, não há empecilho na diretoria, na comissão técnica e na torcida. Só que ele sofreu uma lesão grave no joelho, nesse domingo, no campeonato de Santa Catarina, e seu futuro ainda é incerto. Uma dó. Esse menino é marcado pelas contusões graves e não merece isso. Gente boa demais!
MAIOR TRANSAÇÃO AZUL

O acordo será anunciado pelos clubes nos próximos dias. O Vasco explicou que precisa resolver pequenas pendências financeiras com terceiros pra poder anunciar oficialmente a venda.
É aquela história de dívidas trabalhistas, penhora de passes, etc.
Essa é a maior contratação da história do Cruzeiro. Anteriormente, este posto pertencia ao argentino Sorín, contratado junto ao River Plate, por US$ 5,08 milhões, em 2000. 
Finalmente, sabem o que isso significa? Se a zaga celeste, com Dedé, cometer alguma falha, esta será minimizada. Foi o Dedé. Não será mais foi o Donato, ou foi o Paulão, ou foi outro brucutu qualquer. Dedé tem crédito.

HOMENS DA ELITE

Na opinião dos europeizados críticos elitistas como Tostão, Kfouri, PVC, Trajano, em geral a “patrulha intelectual”  da ESPN, que não compra os direitos dos grandes eventos nacionais, o futebol brasileiro devia ir à merda. Acabar.
Pra quer CSA x CRB, Tombense x Fluminense da Rua do Sal, Botafogo de Inhapim x Fluvasan de Manhuaçu? Acrescenta o quê pro futebol tupiniquim? Evidente que nada.
Nem a justificativa de que a população gosta desses “derbies”,  conforme dialeto paulista, ou “arranca-tocos” no nosso, e comparece aos acanhados estádios da roça, na busca de emoções que só o futebol oferece.
Sobem  nos morrinhos adaptados de  arquibancadas pra verem seus vizinhos, craques de final de semana, jogarem. Puro orgasmo que os intelectuais da bola fingem não entender. Ignoram.
Eu mesmo ao voltar pra Caratinga, após o internato, vi jogar Moacyr, meia talentoso do EC Caratinga, como nunca vira, ao vivo, outro qualquer. Minha primeira coluna foi sobre ele “Um Rei sem Coroa”, que com orgulho pueril, guardo ainda hoje. Bobagem de adolescente que abriu meus olhos pro jornalismo.

SEM MESSI E OUTRAS FERAS

Se não dá pra gente ir de Messi, Cristiano Ronaldo, e outros craques que a ESPN nos faz engolir na falta sua falta de investimento em outras competições nacionais de ponta no futebol – exceto claro o Paulistão e a Copa do Brasil, pra não ser tão injusto – por que não nossos estadinhos fuleiros, sem conforto, salários atrasados, craques profissionais da província, de salários mínimos que fazem a alegria de uma comunidade tanto quanto dos consagrados estrangeiros?
Futebol não é isso? Fonte democrata de lazer, igualdade e prazer? Pelo menos devia ser. Não foi, nem é feito apenas de/pra Tostão, Kfouri e outros exigentes analistas. Estamos atrasados no tempo? Periga que sim. Visto que aqueles que antecederam os atuais pensaram apenas em si – e ainda pensam. Não deixaram nada pro futuro!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.