domingo, 26 de maio de 2013

CRUZEIRO SALVOU MINEIROS NA PRIMEIRA RODADA DO BRASILEIRÃO

Apenas o Cruzeiro conseguiu vencer na primeira rodada dos campeonatos brasileiros Séries A e B. O Boa Esporte tomou de 4 a 1 em Varginha do Chapecoense, vice-campeão paranaense; o América foi derrotado por 1 a 0 pelo Guaratinguetá, no interior de São Paulo, jogos da Segundona.
Na Primeira Divisão, o cansaço derrubou o Atlético no Estádio Couto Pereira, diante do Coritiba. Fez 1 a 0, mas acabou por levar a virada, no finalzinho, do Coxa. O Cruzeiro no Independência usou apenas um tempo pra golear o Goiás por 5 a 0, com quatro gols marcados no primeiro tempo.

GALO ESFACELADO E CANSADO

Apesar de entrar em campo sem seis titulares - Ronaldinho Gaúcho, Marcos Rocha, Gilberto Silva, Donizete, Jô e Richarlyson, o Galo só não trouxe melhor resultado de Curitiba porque pregou no final. Após 24 horas de voo entre México e Brasil, o Atlético desceu na capital paranaense no sábado. Foi descansar. Cuca escalou o que pode.
Pediu reforços em BH e recebeu Guilherme, Leléu e Carlos César.
Enquanto teve fôlego e pernas, o Galo impôs bom ritmo, com Tardelli na função de armador e se saindo bem. Os demais davam pro gasto, principalmente os lados de campo mais explorados pelo Coxa. Luan teve que atuar como secretário de Léo Silva, como sempre atrapalhado e mole.
Tardelli abriu a contagem numa falha do goleiro Vanderlei na cobrança de falta, aos 5m. Aos 8m, Deivid empatou e aos 46m do segundo tempo, em jogada do ex-atleticano Lincoln que entrou no lugar de Alex. O meia foi ao fundo e cruzou pra Artur fazer o gol da virada paranaense.
Quinta-feira, o Galo recebe o Tijuana no Independência.

VOLANTE ARTILHEIRO

Os azuis mostraram na partida contra o Goiás, no Independência, ótimo aproveitamento nas cobranças de escanteios. Em duas oportunidades com Dagoberto e outra cobrança com Lucca, o aproveitamento foi nota 10. O placar foi aberto aos 6m do primeiro tempo, por Diego Souza, de bico, pegando rebote na área. Diego deixou o campo no segundo tempo, trocado por Elber, e saiu aplaudido pela torcida. Coisa anormal.
A primeira cobrança de escanteio de Dagoberto que originou gol foi aos 31m. Bruno Rodrigo subiu mais que a defesa goiana e marcou 2 a 0. Aos 40m, foi a vez de Nilton. Cobrança de Dagoberto e Nilton foi lá no alto cabecear e marcar 3 a 0.
O Cruzeiro dominava inteiramente a partida, pressionando o Goiás no seu campo de defesa. Aos 42m, Borges recebeu livre na entrada da área e chutou forte pra fazer 4 a 0. Esperava-se, realmente, que o time de Marcelo Oliveira diminuísse  o ritmo no segundo tempo, com a vantagem assegurada.
O Goiás tentou marcar seu gol de honra, porém acabou levando outro. Lucca, que substituíra, Dagoberto cobrou escanteio na cabeça de Nilton. Cruzeiro 5 a 0 e Nilton o melhor da noite no Independência e artilheiro do time.

JOGO NO BOQUEIRÃO

Cruzeiro e Atlético-PR, nesta quarta-feira, dia 29, pela segunda rodada do Brasileirão. terá um horário esquisito. Horário de pelada dominical. Jogam às três da tarde no Estádio Erton Queiroz, conhecido como Vila Olímpica do Boqueirão. Lá não tem iluminação. O jogo inicialmente marcado pras sete e meia, no Durival de Brito, foi remarcado porque o estádio do Paraná Clube está reformando o gramado.

CUIDADO GENTE!

Aos 24m do segundo tempo, no Couto Pereira, a partida estava empatada em 1 a 1 e o nosso Rogério Correa lascou: Coritiba 1 x Atlético 0. E não voltou pra corrigir. Bom, talvez na consciência dele era resultado que queria. Céus!

CARNE DE PESCOÇO

O Atlético que o Cruzeiro pega na segunda rodada do Brasileiro, no Boqueirão, encheu os olhos dos analistas e do técnico Abel Braga no jogo em que foi derrotado por 2 a 1, pelo Fluminense. Bom, pra evitar ferir suscetibilidades digo logo que o Fluzão estava com time inteiramente reserva.
A média de idade do Furacão é de 24 anos. O veterano Paulo Bayer tá no banco. O Furacão que subiu este ano não quer mais voltar à Segundona e há vários meses cuida apenas de armar uma equipe jovem pro Brasileirão. Seu treinador é o competente  mineiro Ricardo Drubsky

DESPEDIDA DA JOIA

Neymar prometeu que assinaria contrato com o Barcelona nesta segunda-feira. Não há porque duvidar desse moço que tem dado uma aula de esportividade, bom caratismo, boa educação, tudo demonstrado no jogo Santos 0 x 0 Flamengo, em Brasília. No final, cumprimentou todos em campo, foi abraçado carinhosamente pela maioria.
Até chorou na execução do Hino Nacional. Não acredito que haja no País alguém que torça contra o sucesso deste menino de 21 anos no futebol europeu.

FALOU O CORAÇÃO

Creio, inclusive, que Neymar com essa decisão única de ir jogar no Barcelona pra ganhar menos que no Real Madrid demonstra que no mundo da bola ainda há atletas sem qualquer tipo de alienação. O dinheiro não é tudo. O prazer de estar onde poderá se sentir melhor fez Neymar optar pelo Barça de Lionel Messi e Dany Alves, seu amigo.

LIVRE DOS CHATOS

Melhor é ir de vez pra ficar livre dos analistas consagrados do futebol tupiniquim que insistem em mandá-lo pra Europa a fim de ganhar experiência, como se Pelé tivesse passado vários anos na Europa antes de ser tricampeão mundial com a Seleção e ser considerado o Atleta do Século.

VOO CEGO

Não entendo a diretoria do Cruzeiro. Um dia anuncia a contratação do volante tal; outro dia do lateral cicrano; agora é do zagueiro Dórea, do Botafogo, que seria comprado por um grupo de investidores e emprestados ao Cruzeiro. Por que o Cruzeiro não prepara sua própria base. Lá tem Wallace, que está na Seleção Sub-20 e não custaria nada pra ele e valeria bom dinheiro pros outros.
A moçada do futebol está num voo cego danado. O Cruzeiro tem estoque de zagueiros pra dar e jogar fora. Contratou Dedé e Bruno Rodrigo uma zaga de fazer história. Tá na busca de outro praquê? História mal contada. Não fala de lateral nem de centroavante, pontos falhos da equipe, nem de um bom volante que saiba sair jogando.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.