sexta-feira, 31 de maio de 2013

ESTÁ ESCRITO NAS ESTRELAS. GALO SERÁ CAMPEÃO DA LIBERTADORES

Só os pasmos, os palermas do brejo, os agnósticos, os céticos, os incrédulos, enfim, os que torcem contra as cores pretas e brancas não sabem – ou fingem não saber – e não querem ler o que está escrito nas estrelas, em 2013: o Galo será campeão da Libertadores. O empate de 1 a 1 e  a consequente classificação diante do Tijuana do México foi outro desses avisos divinos do Olimpo.  
Por isso nem tremi na base quando o chileno Patrício Polic deu aquele pênalti inexistente de Leonardo Silva em Aguilar.
Tratando-se de Léo Silva, estabanado e péssimo zagueiro,  eu não devia duvidar da penalidade. Afinal, este zagueiro atleticano capricha na imbecilidade de cometer pênaltis fatais e desnecessários. Sua péssima colocação no lance, como último homem, e sua eterna afobação originaram a discussão do lance, por causa do erro do soprador de apito chileno.

TIME DOS DEUSES

Não só não me abalei como cantei a pedra antes para o pessoal que se deslocou até Caratinga, a fim de prestigiar o batista da minha netinha Stela. A sala cheia não fazia, exatamente, o ambiente no qual gosto de acompanhar partidas decisivas. Havia torcedor demais e palpites às pencas.
Do meu canto gritei: "Victor vai defender!" Os céticos esconderam os rostos entre as mãos e eu encarei o lance de perto aberto. Time que seu  goleiro defende pênalti fatal aos 48m do segundo tempo tem pinta de campeão. De ser abençoado pelos deuses do futebol!
E vejam bem, se o Tijuana marca o gol seria ele o classificado pras semifinais, além de ter o placar de 2 a 1 como o resultado justo do confronto. O Galo fez uma partida horrível no qual seu principal destaque foi o goleiro Victor, com defesas impressionantes, além da última e consagradora.

TROCA DE HERÓIS

No pé do goleador Reascu, autor do gol do Tijuana, abrindo o placar, esta a sorte do Atlético. Uma voz entrou em minha intuição e disse: "Mário Sérgio comentou que o melhor jogador em campo é o Reascu. Herói por enquanto e vilão daqui a alguns segundos". Foi aí que gritei: "Victor vai defender". E defendeu! O herói não foi mais Reascu. Nem foi o melhor em campo. O herói do jogo foi Victor e ele, também, tornou-se o melhor jogador em campo .

FALHAS NA DEFESA

Contra os mexicanos, o ótimo time de Cuca foi bem marcado e marcou mal. Por isso, naufragou. Não a ponto de ser eliminado, como todos sabem. Passou apenas perto. E perto não é dentro. Os dois laterais, Marcos Roberto e Richarlyson, estiveram abaixo do limite aceitável. Léo Silva não jogou nada e nem cobriu M.Roberto. Após levar o gol aos 25m, num contra-ataque rápido pela direita e que foi pegar Reascu, autor do gol, sozinho na esquerda, Cuca tentou arrumar aquela parte da cozinha.
Mas como? Donizete não jogava nada; cobria mal e armava pior ainda. Rever e Pierre cuidavam sozinho da defesa. RG-10 estava nulo e Tardelli não atuava. Bernard e Jô, também, funcionavam pouco e a bola não parava no ataque.
O empate do Galo teve aquele momento sublime dedicado pelos deuses. Ronaldinho cobrou bem a falta da intermediária e Rever, livre na párea, escorou de pé direito. Foi só. No segundo tempo só deu Tijuana e Victor. As entradas de Josué e Luan deu um pouco de melhor vida ao Atlético. Luan perdeu gol aos 43m do segundo tempo, e os mexicanos perderam  mais. Victor fez duas defesas incríveis, além do pênalti.
Pra complicar, após a defesa do pênalti, o capitão Rever deu uma de inexperiente jogador. Tão logo o chileno apitou o final do jogo, Rever partiu pra cima dele e levou o cartão vermelho. Não enfrenta os argentinos depois da Copa das Confederações no primeiro jogo das semifinais.

VEZ DE NEWELL´S

Não se iludam, o Newell`s será bem mais difícil. Mas de nada adiantará. O Atlético, conforme eu já afirmei, seguirá em frente. Irá a Buenos Aires, em julho, logo após a Copa das Confederações. Jogará em Rosário.
O Newells atualmente é o melhor time do futebol argentino e tirou o Boca das semifinais com dois empates de 0 a 0 e uma série de 26 pênaltis na cobrança decisiva.
Mais ou menos isso que os atleticanos sofrerão, porém com festa dos alvinegros.
Na outra semifinal, os colombianos do Santa Fé enfrentarão os paraguaios do Olímpia. Se querem palpite pra apostar, apostem no Olímpia. Tem mais cancha e já foi campeão da Libertadores.

DE OLHO NO BRASILEIRO

Neste final de semana, Cruzeiro e Atlético estarão envolvidos na terceira rodada do Brasileiro. Os azuis jogaram duas vezes: goleada no Goiás e empate em Curitiba, naquele pasto do Atlético Paranaense. O Galo jogou apenas uma vez contra o Coritiba e foi derrotado.
As paradas que os dois têm pela frente neste final de semana são indigestas. O Cruzeiro terá de pegar o Botafogo, em Volta Redonda, e o Atlético enfrenta o São Paulo, 100% até agora, em Belo Horizonte.

REVER É O MAIOR

De Gustavo Faria da Agência G10 Assessoria: "A noite desta quinta-feira (30/05) foi especial não só para o torcedor atleticano, que viu a equipe se classificar de forma heróica, pela primeira vez na história, para as semifinais da Copa Libertadores. O jogo contra o Tijuana/MEX foi também especial para o zagueiro Réver, que marcou o gol do empate em 1 a 1, que foi decisivo para a classificação. Mais do que isso, o capitão atleticano tornou-se o zagueiro com mais gols pela história do clube, ao lado do ídolo Luisinho, com 21 gols.
  A marca do atual zagueiro é impressionante, pois são 21 gols em 137 jogos (três anos), enquanto Luisinho marcou 21 gols em 537 jogos (11 anos).

NÃO FIZ NADA 

Após o apito final, entretanto, Réver foi expulso pelo árbitro. "Até agora não sei por que fui expulso. Depois do Victor defender o pênalti, eu reclamei com ele e recebi o cartão amarelo. Mas depois do jogo ele me expulsou sem justificativa", frisou o capitão do Galo; Réver negocia a sua renovação de contrato com o Atlético, já que o atual vínculo termina em 2014.

SENSACIONAL, PEQUETITO

O narrador da Rádio Globo, Osvaldo Pequetito Reis, inovou na cobrança do pênalti defendido por Victor. –Mais ou menos assim: "( desanimado) Correu Riascu chutou. (Animado e gritando) – Defffennndeuuu, Victor. Victor, Victor. É gol do Atlético, Victor, Victor, marca o gol da classificação do Atlético, Victor, Victor..." Genial, Pequetito. O Flavinho gravou e me mostrou.
ESTÁ ESCRITO NAS ESTRELAS. GALO SERÁ CAMPEÃO DA LIBERTADORES
Flávio Anselmo – 01-6-13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.