quarta-feira, 8 de maio de 2013

FLU VIVE INFERNAL ASTRAL COM DOPING DE DECO E MAICON

( GLOBOesporte.com) - O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) oficializou nesta sexta-feira a suspensão preventiva por 30 dias de Deco (foto) , flagrado no exame antidoping com a substância Furosemida (proibida na lista da Agência Mundial Antidoping), após o jogo entre Fluminense e Boavista, no dia 30 de março. Segundo o ofício, divulgado no site da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o Tricolor terá cinco dias para apresentar provas e oferecer defesa por intermédio de seu departamento jurídico.

Após o prazo para defesa, a procuradoria terá até dois dias úteis para dar seu parecer e oferecer a denúncia. A partir daí, haverá um sorteio para conhecer o relator do caso e marcar a data do julgamento do jogador. A punição pode chegar a dois anos, como em casos recentes do esporte. Neste cenário, a carreira do camisa 20 tricolor muito provavelmente seria abreviada, já que ele considera a possibilidade de pendurar as chuteiras em dezembro, quando acaba seu contrato.

Deco planeja processar a farmácia de manipulação e o farmacêutico responsável pela confecção de vitaminas sob a alegação de contaminação. O jogador contratou uma equipe particular para defendê-lo no caso. Entre os responsáveis está o advogado Marcelo Franklin, que conseguiu que o nadador Cesar Cielo, flagrado com a mesma substância que o meia tricolor, escapasse sem punição em 2011. A defesa do atleta vai se basear em análise do laboratório.

Menos famoso, o garoto Maicon, cortado da Seleção Sub-20, terá seu calvário bem maior. Afinal é réu confesso do uso de cocaína e dificilmente escapará de uma punição rigorosa. Perigo maior é se for entregue à vida e repetir os desacertos de Robson, que teve várias recaídas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.