sábado, 8 de junho de 2013

DEUSES JOGAM CONTRA

 

Os deuses do futebol desta vez jogaram contra o Cruzeiro no Brasileirão. Um bom público compareceu à Arena do Jacaré e esperava ver outra vitória dos azuis, ainda que apertada. Tudo deu errado pro time de Marcelo Pacote Oliveira. Logo aos 7m, uma entrada violenta de Otávio e mais uma trombada do brucutu Índio tiraram Dagoberto, o melhor jogador do time, do confronto. Elber entrou no lugar dele. Porém, a produção do time era ruim. A zaga Dedé e Bruno Rodrigo batia cabeça. Egídio falhava demais. O meio-campo não marcava nada. O Inter era melhor e abriu a contagem aos 23m, com Otávio, numa jogada que nasceu nas costas do lateral esquerdo. Só dava Colorado.

No entanto, numa jogada pessoal e de velocidade extraordinária Elber empatou aos 38m.Veio de novo o sopro negativo dos deuses do futebol. O garoto sentiu uma fisgada na virilha e teve que sair, também. Entrou Luan e o Cruzeiro ficou sem velocista. No segundo tempo, Marcelo Pacote puxou as orelhas dos meninos e o Cruzeiro subiu na partida. Chegou à virada aos 18m num pênalti cometido por Rafael Moura, tacou a mão na bola, numa cobrança de escanteio. Everton Ribeiro, bem omisso no jogo, cobrou e fez 2 a 1.

Então sopraram errado no ouvido de Pacote e ele decidiu tirar Anselmo Ramon. Pacote não devia nem ter entrado com AR porque não acrescenta nada. Mas naquela circunstância, o Inter trocara sua zaga titular por dois reservas, e Pacote tirou o centroavante que brigava com eles e colocou Ricardo Goulart, meia atacante. A intenção era botar mais gente no meio e cercar as jogadas de D'Alessandro e sua canhota preciosa.

Ricardo Goulart fez a maior besteira: deu um carrinho por trás no D'Alessandro e recebeu o vermelho direto. Isso mudou a história do jogo. O Inter pressionou e acabou por marcar o gol de empate aos 28m. Daí pra frente foi sufoco total.

Ah, quero informar, também, que Fábio terminou o jogo sem condições e mancando. Talvez isso tenha influído no gol de empate que levou, chute de Gabriel de fora da área. O Cruzeiro, no entanto, manteve-se na liderança, porque Bahia e Vasco empataram em l a l.

 

GALO COM O QUE TEM

 

Cuca prometeu escalar o Atlético com o melhor que tem nas mãos, exceto claro Bernard, Rever e Jô, na Seleção, atrás de uma vitória que melhor o astral do grupo. O Galo não vence há seis jogos e o adversário deste domingo, às seis e meia da noite, na Arena do Jacaré, é o Grêmio. Imagino que será um clássico porreta. Os dois times precisam vencer.

 

COELHO NÃO PARA DE SUBIR

A Arena do Calçado, em Nova Serrana, viu um jogo emocionante entre América e Oeste na sexta-feira passada. O Coelho arrasou no primeiro tempo, abrindo 3 a 0, gols de Rodriguinho (2) e Nikão. Estava bom demais. A equipe de Paulo Colmelli mostrava que as duas vitórias fora de casa deram-lhe grande moral. A expectativa é que o Mecão  sairia com uma vitória tranquila sobre o Oeste. Só que a expulsão de Andrei Girotto, aos 45',complicou a vida americana. No segundo tempo, os paulistas foram pro e antes dos 20ms conseguiram o empate em 3 a 3. Nos acréscimos, Tiago Alves, que havia entrado no lugar de Willians, acertou um belo chute de fora da área e garantiu, no sufoco, o terceiro triunfo seguido do Coelho na competição: 4 a 3.
Na próxima terça-feira, o América enfrenta o Avaí, em Florianópolis.

 

BOA BUSCA REABILITAÇÃO

 

O Boa tem feito até aqui uma campanha bastante irregular no Brasileirão da Série B. Neste domingo busca reabilitar-se em Fortaleza, contra o Ceará, no Estádio Horácio Souza, o Domingão.

0 Villa Nova também foi mal no Brasileiro da Série D, pela segunda rodada. Foi derrotado pelo Santo André neste sábado, no interior de São Paulo, por 2 a 1.

Na Série C, o Betim, ex-Ipatinga, também perdeu de novo e em casa: caiu ante o Caxias por 1 a 0 na Arena do Calçadão.

Bem mesmo vai o Tupi, na Série D. Goleou o Araxá, em Juiz de Fora, por 3 a 0, gols de Ademilson e assumiu a liderança do seu grupo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.