sexta-feira, 21 de junho de 2013

FUTEBOL COMO DEVIA SER: ARTE E HUMILDADE

O treinador espanhol Vicente Del Bosque só tinha elogios à adversária seleção do Taiti depois que o time B da Fúria aplicou-lhe o placar inédito na competição de 10 a 0. O bom público que esteve no Maracanã ficou até o fim da partida só pra aplaudir e apoiar os bravos amadores taitianos.
-Eles conquistam o público por onde passam - inclusive Beagá, onde foram goleados por 6 a 1 pela Nigéria -  podem não fazer gols ou ter vitórias, nem ganhar títulos, mas orgulham-se de fazer "fair play" - jogo limpo, afirmou Del Bosque (foto na coletiva). Que não quis comentar nada sobre as vaias e a declaração de Piquê que teria sido roubado no hotel de pernambuco


DOIS HERÓIS

                                          
                                         Torres e Roche, personagens do jogo no Maracanã
Enquanto os jogadores da Espanha agradeciam aos seus torcedores e, no intimo, respondiam às vaias dos brasileiros que apoiaram o Taiti, no gramado dois heróis se cumprimentavam. Fernando Torres por marcar quatro gols e o goleiro taitiano Mikael Roche que levou 10 gols por sair idolatrado pela massa carioca, apesar da goleada sofrida. É que o décimo primeiro gol, possível num pênalti, foi chutado por Torres na trave.
Mikael Roche viveu alguns dos momentos mais fantásticos de seus 30 anos de vida. Em duas horas, fez grandes defesas, sofreu um frango, viu um pênalti explodir em seu travessão. Deixou o estádio parecendo não acreditar no que aconteceu. E vestido de Brasil, com uma canga no formato da Bandeira do Brasil sobre os ombros.
MÃO MACHUCADA

Com a mão machucada por causa de um choque com Fernando Torres, Mikael Roche afirmou que aquela não era sua maior dor. O que machucou mesmo, segundo ele, foi levar dez gols.

- É bem difícil, porque eu realmente odeio sofrer gols. Dez, então... Realmente machucou mais do que a minha mão. Mas é o futebol, tem de aceitar. Só quero lembrar da torcida maravilhosa, das pessoas no estádio. Foi incrível. Do fundo do coração, quero agradecer às pessoas que estiveram aqui. Não nos conhecem e nos apoiaram desse jeito. Obrigado, realmente obrigado, afirmou Roche (foto Alexandre Durão/Globo.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.