domingo, 21 de julho de 2013

TARDELLI MANDA RECADO: MINEIRÃO É MEU PALCO

TARDELLI CRÊ NA VIRADA







 Foto de Vicente Ribeiro - EM/DA Press

Deu no Superesportes: Se o Independência é a casa do Atlético na Libertadores, o Mineirão é o "palco" preferido de Diego Tardelli. A troca de estádio na decisão da Libertadores, forçada pelo regulamento da competição, não preocupa o atacante. O Mineirão foi modernizado para a Copa do Mundo, mas as lembranças de Diego Tardelli no Gigante da Pampulha são as melhores".
"Eu particularmente sempre gostei do Mineirão. Claro que o Independência é nossa casa, onde temos bom rendimento, mas quando fiquei sabendo que a final seria no Mineirão, foi muito bom. O Mineirão é meu palco, foi onde tudo de bom aconteceu para mim", ressalta.
Em 2009, na primeira temporada pelo Galo, Diego Tardelli foi protagonista. Terminou artilheiro do futebol brasileiro com 42 gols, boa parte deles no Mineirão. "Agora temos que fazer um caldeirão do Independência no Mineirão. É o campo ideal para a gente, com 60 mil torcedores empurrando a gente. Acho difícil as coisas darem errado".


VICE DUROU POUCO

Mais uma vez a melhor posição do Cruzeiro na classificação geral durou pouco. Tudo por causa de seu ex-ídolo Alex, grande nome no empate com o Santos na Vila Belmiro em 2 a 2. O Santos vencia, mas Alex desequilibrou. Mandou bola na trave e fez dois gols, cada um mais bonito que o outro. Ninguém tem jogado mais que Alex este ano.
Então os azuis ficaram com o terceiro lugar do G-4, com 15 pontos, junto com o Inter, porém com melhor saldo de gols. No momento, o Cruzeiro tem o melhor ataque do Brasileirão.
Outro veterano que desequilibrou na rodada foi Juninho Pernambucano, de volta ao Vasco. Comando seu time na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense que terminou a partida com apenas nove atletas. Fred foi expulso aos 25m do primeiro tempo e Digão aos 35 do segundo. Juninho fez o primeiro gol do Vasco.

JULIO BAPTISTA NÃO VEM

Foi bola fora a informação de que o armador Júlio Baptista  estaria com um pé na Toca da Raposa. Tá não. Não houve a rescisão de contrato entre ele e seu time Málaga e a janela internacional fechou. Não sei se ele seria, também, um nome ideal.
  
CORAÇÕES À PROVA

Esta é a semana da torcida atleticana colocar o coração à prova. Afora a decisão da Copa Libertadores contra o Olímpia,  o Atlético joga domingo contra o seu arquirrival na busca de recuperação no Brasileirão. Por enquanto, todo elenco está focado na decisão. A torcida, contudo, não tá satisfeita com o tratamento recebido na compra de seu ingresso. 

PM NO GALO

Na porta da sede do clube, em Lourdes, onde torcedores acamparam por mais de uma semana, provocando uma série de protestos de moradores na região, houve mais confusão domingo de manhã.

                                         (Jair Amaral - DA Press - EM)
Foi preciso a presença da PM. Atleticanos revoltados por não conseguirem comprar ingressos pra final da Libertadores quarta-feira, voltaram a protestar. O trânsito das ruas e avenidas próximas ficou complicado. Tudo começou quando houve uma informação de que a carga de ingressos mais baratos estava esgotada.
Depois veio nova informação: os ingressos mais caros estavam à disposição da torcida no Mineirão. Houve uma correria pra Pampulha. Alguma coisa terá de ser feita com base na experiência deste jogo pros próximos eventos de igual tamanho. O Campeonato Brasileiro está aí junto com a Copa do Brasil e com certeza outros jogos de grande público serão disputados. Os torcedores vão sofrer de novo

                                         (Foto de Maria Tereza Correia - DA Press/EM




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.