sexta-feira, 30 de agosto de 2013

CBF FAZ SORTEIO DE BOLINHAS GELADAS NA TERÇA-FEIRA

Este sorteio que a CBF fará na próxima terça-feira apontará os mandantes dos jogos de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Não é sorteio confiável, como todos sabem. Este famoso sorteio com bolinhas geladas definirá os mandantes que menos interessam aos cartolas da entidade pra que as decisões das vagas ocorram, realmente, no campo dos protegidos. Pode ser uma estratégia válida, ou não. Foi com o Corinthians que decidiu em casa, após perder na ida por 1 a 0 pro Luverdense e pro Flamengo, que perdeu aqui por 2 a 1 e decidiu em casa, na tremedeira do Cruzeiro, com o Maracanã lotado, e venceu por 1 a 0.
Os confrontos ficaram definidos após os resultados desta quinta-feira: o Vasco derrotou o Nacional por 2 a 1, em São Januário e no placar agregado fez 4 a 1, enquanto o Internacional empatou com o Salgueiro em 2 a 2 no sertão pernambucano. No placar agregado deu 5 a 2 pros gaúchos.
Os cruzamentos das quartas de final serão: Corinthians x Grêmio; Internacional x Atlético Paranaense; Goiás x Vasco da Gama; Botafogo x Flamengo.

NESTE FIM DE SEMANA VEREMOS AS SEQUELAS DA ELIMINAÇÃO NA COPA DO BRASIL

O Atlético estará neste sábado, a partir das seis e meia da noite, num dos canais do Sportv, enfrentando o Goiás, no Serra Dourado. Vejam só os caminhos do futebol. O Galo chega de crista baixa, por causa da eliminação na Copa do Brasil, por um adversário que jamais venceu nessa competição. Mas de passado recente alto pela conquista da Libertadores da América, constantemente lembrado, a cada cinco minutos, como se fosse um comercial/testemunhal ao vivo, pelo narrador Rogério Correa, nas transmissões globais.
O Goiás, cujo maior ídolo no momento é o gordo Walter, despachado do Cruzeiro por seus excessos culinários, vai pro campo de moral elevado. Atravessa excelente fase, dentro de suas limitações técnicas, e classificou-se às quartas de final da Copa do Brasil eliminando o campeão brasileiro. Numa escala crescente, seus torcedores afirmam que depois do campeão brasileiro o próximo a cair no Serra Dourada será o campeão da América.
Vale a pena sempre lembrar que o treinador do Goiás, há bastante tempo, é o jovem  Enderson Moreira que fez excelente trabalho na base do Cruzeiro e foi dispensado após ser campeão brasileiro sub-20. Além disso, vários jogadores de lá atuaram em Minas: os goleiros Harley e Edson passaram pelo Cruzeiro e Atlético; porém o titular atual é Renan que tomou a posição de Harley, após este dominar a posição por mais de 10 anos. Nas laterais estão o brucutu Vitor, ex-Cruzeiro, e Eron, ex-Galo.  O volante Dudu Cearense é outro que esteve na Cidade do Galo.No ataque, outros três alvinegros: Yuri, Renan Oliveira e Caio, além de Ramon, ex-Coelho. Sem falar claro no comilão Walter, atual ídolo do time.(foto promoção)

CRUZEIRO NO DOMINGO

Invicto no Mineirão há muito tempo, o Cruzeiro sofreu talvez o maior baque entre os mineiros que dançaram na Copa do Brasil. Venceu o primeiro jogo em casa, podia ter goleado, desperdiçou vários gols e Dedé entregou um gol pro adversário no final. Justo o gol que fez a diferença no Maracanã. O Cruzeiro marcou 2 a 1 aqui e levou pequena vantagem pro Rio, mas que não soube aproveitar. Enfrenta o Vasco da Gama, classificado, como o Goiás, que será seu adversário nas quartas de final da Copa do Brasil, após eliminar o Nacional de Manaus em duas partidas duras, inclusive de se ver: 2 a 0 lá e 2 a 1 no Rio. 
A capacidade de Marcelo Pacote Oliveira em comandar o time reforçado do Cruzeiro já é colocado em dúvida. A torcida não aceita a forma pusilânime como o time atuou no Rio. A maior bobagem foi o presidente Gilvan do Pinho Tavares justificar como falta de experiência do ataque, com Borges, Everton Ribeiro, e Ricardo Goulart. O que aconteceu, de fato, é que o Cruzeiro levou apenas os corpos dos atletas pro Maracanã: o espírito, o brio, a vontade de vencer, a coragem, ficaram em BH.
Neste domingo, o time celeste defende a liderança do Campeonato Brasileiro a última competição que resta a Marcelo (foto abaixo) pra carimbar sua contratação. Perdeu as outras duas: Mineiro e Copa do Brasil. 

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

GALO LIBERA RAFAEL MARQUES PRA ITALIA


Rafael Marques não é mais jogador o do Atlético-MG. A rescisão de contrato foi confirmada, na tarde desta quinta-feira, no Boletim Informativo Diário, da CBF. O jogador tinha contrato com o clube alvinegro até 2014, mas foi liberado pela diretoria atleticana e já fechou com o Verona, da Itália. O atleta viaja para a Europa nesta sexta-feira para realizar exames e ser apresentado no clube italiano. - Agora começa uma nova fase em minha carreira e espero retribuir a confiança depositada pela diretoria do Verona. O zagueiro jogou em 42 partidas pelo Galo e marcou dois gols. Rafael Marques foi bicampeão mineiro como Atlético-MG (2012 e 2013), além de conquistar o título mais importante da história do Galo, a Libertadores da América.
Trincheira: Alguns são favoráveis à saída dele, porque não gostam do seu futebol. Eu entendo que pra ele foi ótimo, vai jogar no futebol da Itália, numa equipe intermediária. Ganhar em euros e, com certeza, bem mais do que aqui. Pro Atlético não é não, apesar de Emerson, recentemente contratado. Rafael Marques fez parte - e bem - do grupo que conquistou a Libertadores.

FRANCÊS RIBÉRY É ELEITO O MELHOR JOGADOR DA COPA DA UEFA



O francês Franck Ribéry tem mais um título para adicionar ao seu currículo. Depois de conquistar a Liga dos Campeões, o Campeonato Alemão, a Supercopa e a Copa da Alemanha, o meia do Bayern de Munique foi eleito nesta quinta-feira o melhor jogador da Uefa na última temporada, em votação realizada com 53 jornalistas europeus em Mônaco.
- É um momento muito especial estar aqui nesta noite. Quero agradecer a todos os meus companheiros no Bayern de Munique, à minha família e aos meus filhos - disse o craque francês após receber o prêmio.
Na última temporada, Ribéry marcou 11 gols em 43 jogos e foi um dos destaques do Bayern na conquista da tríplice coroa (Liga dos Campeões da Europa, Campeonato Alemão e Copa da Alemanha). O meia ganhou 36 dos votos, contra 14 de Messi e apenas três de Cristiano Ronaldo, que não compareceu à cerimônia.


TRINCHEIRA: Até aí, tudo bem. Na hora da disputa do título individual mais cobiçado, escolhido pela Fifa, "o melhor jogador do mundo", o carro de boi vai cantar alto. Pra briga este ano chega Neymar, que pretende disputar no voto a voto, com Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Por que não com Ribéry, também?

TÁ NO SITE MSN ESPORTES:




Jornal Alemão:  Schalke 04 fará de tudo para tirar Ronaldinho do Atlético-MG

"Não bastasse a perda de Bernard para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e a eliminação da Copa do Brasil para o Botafogo, o Atlético-MG também pode ficar sem Ronaldinho Gaúcho, já que o Schalke 04 fará de tudo para convencer o meia a voltar a jogar na Europa.
É o que informa a edição do "Bild" nesta quinta-feira. O jornal alemão diz que o clube de Gelsenkirchen, que acaba de contratar por empréstimo, junto ao Hamburgo, o lateral-esquerdo Dennis Aogo, tem como objetivo fazer bela campanha na Champions League e, para isso, julga necessário ter o brasileiro.
O Schalke 04 eliminou o Paok, da Grécia, na quarta, no duelo de volta da última eliminatória para a fase de grupos do torneio europeu - foi a primeira vitória da equipe em um jogo oficial na temporada.
Dono de uma das maiores e mais fanáticas torcidas da Alemanha, o clube não ganha o campeonato nacional desde 1958. E ter uma estrela como Ronaldinho ajudaria em uma espécie de retomada de orgulho e esperança.
O contrato de Ronaldinho Gaúcho com o Atlético-MG, com o qual sagrou-se campeão da Libertadores da América em julho, vai até o final deste ano. Times dos Estados Unidos também querem o meia".

Trincheira: O time não ganha nem campeonato nacional desde 1958 e quer levar Ronaldinho Gaúcho, craque acostumado com ambiente vencedor? Saí prá lá, alemãozada. Gaúcho quer ser campeão do mundo, interclubes, no final do ano, com o Galo.



URSO BRAVO COSPE FOGO CONTRA ARBITRAGEM MAROTA DO GOIANO


                             Os atleticanos reclamaram bastante da arbitragem e do cinismo do goiano.(Foto de                                       Rodrigo Clemente/DA Press - Superesportes)


No seu melhor estilo, o presidente do Atlético, Alexandre Kalil, soltou o verbo após o empate do Atlético contra o Botafogo quarta-feira, no Independência, por 2 a 2. Sem medir palavras, o presidente do Galo disparou contra a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio e a Confederação Brasileira de Futebol.
O mandatário atleticano reclamou da força política dos clubes cariocas na CBF. “A verdade é que no Rio de Janeiro não precisa pagar salário não. Eles botam um engravatado no meio daqueles babacas da CBF para eles virem fazer isso aqui hoje. É isso... Então, para que pagar salário? Estão com quatro meses de salário atrasado e vão entrar em greve semana que vem. Para que pagar salário? Porque tem esse bando de vagabundo lá apitando. Isso é um vagabundo, ladrão”, afirmou.
Kalil também sugeriu que Antônio Pereira da Silva, chefe da comissão de arbitragem da CBF, deixasse o cargo. “Esse Tonhão deveria pegar o bonezinho dele e ir embora. A arbitragem piorou depois da saída do Ricardo Teixeira não foi pouco não. Foi muito. Então, em um Atlético x Portuguesa, eles botam um Vuaden para apitar aqui. Vamos raciocinar, ter um pouquinho de maldade. No Atlético x Portuguesa, vem o Vuaden, tido um dos melhores do Brasil. Nas oitavas de final, vem esse sujeitinho operar o Atlético na barba de todo mundo. Para que  time carioca paga salário? Eles pagam um gravatinha para ficar lá na CBF, segunda, terça, quarta, quinta e sexta. E a CBF mudou para muito pior”, disse.
O Atlético reclama de pênaltis não  marcados a seu favor, além de um cartão vermelho não dado para Bolívar, no primeiro tempo, após falta em Fernandinho. (Superesportes)

PACOTE BOTA CRUZEIRO NA DEFESA E SAI DA COPA DO BRASIL



  Pacote viu o time amarelar no Maracanã e não soube como evitar a desclassificação na Copa do Brasil

Vou debitar as desclassificações de Atlético (pelo Botafogo) e Cruzeiro ( pelo Flamengo) aos seus treinadores Cuca e Marcelo Pacote Oliveira.  Cada um à sua maneira atropelou o bom-senso nas partidas do Horto e do Maracanã. Cuca fez as mexidas mais estranhas no transcorrer do jogo, enquanto Pacote assistia seu time acovardado no primeiro tempo, contra um adversário, também, incapaz de sair atrás do objetivo que era de vencer por 1 a 0.

RESPONSABILIDADE DE PACOTE

A responsabilidade pela saída do Cruzeiro da Copa do Brasil foi de Marcelo Pacote Oliveira. Não se trata de lugar-comum, aquele em que o técnico afirma que a culpa da derrota é dele. E foi mesmo, nesse caso. Tem sido uma constante: o Cruzeiro tem comportamento de time grande no Mineirão, onde arrasa os adversários e outro fora, quando se acovarda e todo time amarela.
O que Pacote tem com isso, se nem está em campo? Ele tem no banco de reservas diversas opções pra mudar o time e as usa mal.
Contra o Flamengo, no Maracanã, já começou mal ao escalar Ceará e deixar o menino Maike no banco. Aquele setor direito do Cruzeiro sempre forte nos ataques não existiu. Ceará ficou lá atrás, com certeza, por determinação de Marcelo.
 O primeiro tempo do time azul foi horroroso, não chutou uma bola sequer ao gol e nem segurava a bola no ataque.
Uma sequência de passes errados motivada pela instabilidade emocional de  Everton Ribeiro e as omissões de Borges, Egídio, e Ricardo Goulart. A bola queimava nos pés de Everton que passou pela necessidade de tocá-la rápido, de trivela, e sempre errado. Egídio foi uma avenida pela esquerda, principalmente no segundo tempo, quando Mano Meneses colocou por lá Rafinha e Paulinho.
 Por lá saiu o lance do gol de Elias, aos 43m do segundo tempo, momento do jogo em que o Cruzeiro safava-se com chutões desesperados pra cima.
Pra complicar, o menino Vinicius Araújo teve a bola do jogo, limpo numa arrancada livre da intermediária e quis driblar Felipe. Perdeu o ângulo e o gol.
Pacote, apesar das péssimas atuações de Borges e Everton Ribeiro no primeiro tempo, só foi mexer no time aos 22m, quando trocou de centroavante e botou Martinuccio no lugar de Ribeiro. O argentino chegou a marcar, aos 30m, lance anulado por impedimento.
Por fim, pra retrancar mais ainda a equipe que estava pra lá de acuada e a gente sentia que o gol do Flamengo viria a qualquer instante, Marcelo colocou Guerreiro no lugar de Goulart.
Se pensava em fechar a entrada da área, fechou nada. Rafinha foi ao fundo e voltou a bola na entrada da área, de onde Elias soltou o petardo que venceu Fábio.
Agora, vamos ficar nos nossos sofás assistindo os times outros times correndo atrás do título da Copa do Brasil. E o que mais preocupa é um possível abatimento psicológico neste time de Marcelo que amarela em ocasiões difíceis e entregar a ótima posição que ocupa no Brasileiro, a liderança isolada

CARIOCAS TIRAM MINEIROS DA COPA DO BRASIL



    No duelo RG-10 e Seedorf, desta vez, ganhou o holandês

Cuca inovou com Luan de volante e deu sorte, porque ele foi o melhor jogador do Atlético. No primeiro tempo, com Ronaldinho Gaúcho e Luan comandando o meio-campo e Tardelli bem escorregadio na frente, o Galo não teve capacidade de transformar em gols as chances surgidas.
Muitas pararam nas mãos de Jefferson, o grande nome da partida.
Fernandinho fez a jogada do gol, marcado por Marcos Rocha, aos 37m do primeiro tempo e que encheu a torcida de esperança. Afinal, faltava apenas mais um gol pro Galo continuar na Copa do Brasil. E mais um tempo inteiro pra evitar qualquer reação do Botafogo.
O árbitro Hilton Pereira Sampaio, de Goiás, que é bem fraquinho, cometeu o primeiro grande erro aos 28m. Fernandinho driblou Bolívar e partia pro gol, porém foi derrubado na entrada da área. O zagueiro botafoguense recebeu amarelo, mas, como último homem, merecia mesmo o vermelho.

SEEDORF COMANDA REAÇÃO

No segundo tempo, numa jogada que começou com Seedorf pela esquerda, Júlio César foi ao fundo e cruzou pra Rafael Marques empatar, aos 5m. Botafogo 1 a 1.
O mesmo Seedorf dividiu mal com Marcos Rocha e a bola sobrou pra Tardelli, numa arrancada sensacional do meio-campo até a área adversária, e do fundo de campo cruzou pra Fernandinho marcar 2 a 1, Galo.
A alegria atleticana demorou pouco, mesmo com o grito de "Eu acredito" da torcida que lotava o Horto. Com 3 a 1, o Galo passaria pra outra fase. Mas quem marcou foi o Botafogo. Falta na intermediária e Seedorf  levantou pra área. Rafael Marques disputou com Léo Silva, que se enrolou todo e a sobra é de Dória, num chute cruzado e forte marcou 2 a 2, classificando o Fogão.

ÚLTIMA ESPERANÇA

A esperança que restava seria o Atlético fazer 4 a 2, mesmo placar do Rio, e levar a decisão pros pênaltis. Mas Cuca desandou  a inventar: botou Guilherme, aos 25m, no lugar Junior César e puxou Pierre pra lateral esquerda. Abriu o meio e não resolveu o problema das costas do lateral.
Até porque, no plano tático, Junior César ia bem nos ataques pela esquerda. Ai, tentou corrigir a besteira que fez e colocou Michel no lugar de Luan, o melhor do Galo. Marcos Rocha pra esquerda. Ou seja, o Galo ficou torto dos dois lados.
Pior ainda foi colocar Neto Berola, que não parou em pé nem de reclamar da arbitragem., no lugar de Fernandinho, outro que estava bem. Digamos que Fernandinho, recém chegado, esteja fora de forma e pediu pra sair. Não era melhor então entrar com Alecsandro, pois o Atlético àquela altura necessitava de dois gols?

Aos 38m, teve pênalti de Bolívar em Jô, e o goiano, também, não viu. Galo fora da Copa do Brasil.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

AMÉRICA TEM CONFRONTO DIRETO COM JOINVILLE NESTA TERÇA NO HORTO

No momento, ao contrário do torcedor atleticano que, convicto, afirma que o adversário quando cai no Horto tá morto, o aficionado do Coelho põe um pé atrás. O time não tem feito boas atuações em casa. Estaria até entre os do G-4 caso tivesse mantido a lógica de que na busca da classificação ou do título o importante é vencer a maioria dos jogos em casa.
Nesta terça-feira, o América tem confronto direto contra o Joinville, pela 18ª rodada da Série B do Brasileiro. Ambos estão empatados com 27 pontos na tabela – os barrigas verdes levam vantagem  no número de vitórias, ocupando a sexta posição.
O jogo será às 10 da noite, por ordem da TV Globo, pra não atrapalhar a novela lá em Santa Catariana. Quem aguenta?

BANDIDO SOLTO


Um dos bandidos da torcida do Corinthians, que estava entre os 12 presos lá na Bolívia, foi flagrado pelas câmeras de vigilância na confusão entre vascaínos e corintianos em Brasília. Quem o reconheceu foi a reportagem do Estadão, enquanto a polícia passava batido. E daí, como fica a situação?

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

GUILHERME QUER A VOLTA DO CALDEIRÃO DO HORTO E DO GRITO "EU ACREDITO"

    Guilherme quer o caldeirão de volta pra festejar muitos gols sobre o Botafogo                               

Tirante o goleiro Victor, ninguém teve mais pinta de herói que o antes rejeitado Guilherme na decisão da Taça Libertadores. O descrédito inicial transformou-se em quase idolatria quando o ex-atacante do Cruzeiro fez aquele gol contra o Olímpia, aos 47m do segundo tempo, provocando a prorrogação e a cobrança de penalidades, cuja história nenhum torcedor atleticano consegue esquecer.
Na mesma fé com que entrou em campo contra o Olímpia, Guilherme pretende iniciar a partida contra o Botafogo, no Horto. O Galo precisa de um placar de 2 a 0 ou 3 a 1 pra seguir em frente. Perdeu no Maracanã por 4 a 2 e justamente por causa do seu talismã Guilherme, que marcou o segundo gol no finalzinho, o Galo manteve-se vivo na competição.

CALDEIRÃO DE VOLTA

Guilherme nessa condição de pé de coelho tem dito nas entrevistas que "o torcedor teve papel importante na Copa Libertadores quando o Atlético precisou reverter um quadro negativo no mata-mata. Agora, na Copa do Brasil, espero que o Independência vire  de novo um “caldeirão” contra o Botafogo".
Segundo Guilherme, "temos condições de reverter esse resultado, o título da Libertadores foi marcada pelo fator superação, por isso " Eu acredito"! Sei que nossos torcedores não nos deixarão na mão e irão fazer do Independência um verdadeiro caldeirão”.
Para o craque atleticano raro ver um caso como o do Independência, em que os torcedores e jogadores se encontram em tamanha sintonia. Espero que essa relação não se desgaste nunca e que, com o apoio da Massa, possamos seguir no caminho das conquistas e dos títulos”.

VITINHO NEGOCIADO

Duas informações hoje movimentaram os bastidores da mídia nacional. A revelação botafoguense, Vitinho, de apenas 19 anos teve a multa de seu contrato com o clube carioca paga pelo CSKA de Moscou. A multa era de 10 milhões de euros e o jovem atacante que formou uma dupla sensacional com o interminável Clarence Seedorf vai pro frio da Rússia. Vitinho já deixou a concentração do Botafogo e não enfrenta o Atlético nesta quarta-feira, no Horto.
Com relação a Seedorf que não jogou nas duas últimas partidas contra o Galo, quando se esperava um duelo sensacional dele com Ronaldinho Gaúcho, também não tem presença garantida na partida desta quarta-feira. O craque holandês tem reclamado de violência e da carga exagerada de partidas. Sente muitas dores musculares.(foto Vitor Silva/SS Press)
A outra informação é a venda de Eder Luiz, revelado nas divisões do Atlético, e atualmente no Vasco para o Al Nasr dos Emirados. A importância não foi revelada, porque o clube de Roberto Dinamite tem receio da Receita Federal bloquear, também, tais valores que seriam usados no pagamento de salários atrasados. Como se fosse possível esconder isso do Leão.

LUTO NO ATLETICO

O Atlético está de luto pela morte de Júlio o Mais Amigo, uma das figuras mais humanas e simples que conheci no futebol. Tive boa convivência com ele na minha época de rádio Capital por sua amizade e ligação com Gil Costa, outro que, também, subiu fora de hora. Júlio bancou a Charanga do Galo, uma verdadeira orquestra sinfônica, atração à parte nos jogos do time no Mineirão. Grande Perda.

TALVEZ EM OUTUBRO

As pessoas que me enviam emails, mensagens no Facebook e por telefone atrás das livrarias que vendem meu novo livro "A Casa da Memória Uterina" tenham um pouco mais de paciência. Conforme já informei estou em tabulações com a Livraria Leitura pra uma espetacular noite de lançamento e autógrafos no Pátio Savassi. Tá certo que será lá, apenas estamos em discussão da melhor data. Vocês serão informados pela redes sociais.
O local é o mais privilegiado possível. Já estive lá antes autografando meu livro "Muitas Histórias Pra Contar", de edição esgotada. Nosso encontro será regado a vinhos da melhor supimpitude e com tira-gosto a caráter, claro, bom queijo. Coisa chique. Como apenas a Leitura é capaz de oferecer.
 Além de "A Casa..."colocarei à disposição outros livros meus: Profetas do Acontecido, Marias Chuteiras, Tarzan Vive no Quintal do Vizinho e Caraúna. A preços especiais,.




CRUZEIRO PODE CHEGAR A MARCA DOS 100 GOLS NA TEMPORADA CONTRA O FLAMENGO

   Borges, artilheiro do Cruzeiro, até agora  na temporada  com 12 gols                                  

Graças ao levantamento feito pelos repórteres Gilmar Laignier e Gustavo Andrade, do Superesportes, mestres na difícil arte de pesquisar números, a Trincheira pode, de novo, fugir qualquer coisa de sua linha opinativa pra entra na informativa.
Peço licença aos meninos do EM e reproduzo aqui neste cantinho os impressionantes números conseguidos pelo Cruzeiro de Marcelo Pacote Oliveira na temporada de 2013.
Até o momento, informam-nos os diligentes repórteres, os azuis já marcaram 98 vezes em 40 jogos, uma média de 2,45 por partida.
Caso mantenham tal voracidade, chegarão aos 100 gols já no confronto da Copa do Brasil, jogo de volta, contra o Flamengo, nesta quarta-feira, no Maracanã do Rio de Janeiro.
Céus, é gol pra encardir!

APENAS OITO MESES

"O curioso - escrevem os rapazes do Superesportes - é que, em apenas oito meses, o Cruzeiro já marcou cinco gols a mais do que toda temporada de 2012. No ano passado, foram 93 tentos anotados, em 58 partidas disputadas, com 1,6 por jogo. A média atual é idêntica à da temporada 2003, quando o clube conquistou a Tríplice Coroa"
"Ao fim daquele ano, o Cruzeiro havia marcado 179 gols em 73 jogos, exatamente 2,45 por partida.Desde então, o clube celeste jamais teve média tão boa como a de 2013. Em 2004, foram 137 gols em 76 jogos. Em 2005, foram 141 em 72 duelos. Em 2006, 93 tentos em 62 partidas. Em 2007, 115 em 61 jogos. Em 2008, 122 em 68 confrontos".
O site do EM revela, ainda, que em "em 2009, o clube balançou as redes adversárias 141 vezes, em 72 partidas. Em 2010, foram 119 gols em 69 jogos. Em 2011, foram 118 gols em 62 embates, enquanto no ano passado foram 93 em 58".

MAIORES GOLEADAS


Outra revelação da pesquisa
de Gilmar Laignier e Gustavo Andrade é que "dos 40 jogos disputados na temporada, 14 deles foram vencidos por goleada. E em apenas quatro o clube celeste não conseguiu marcar gols: contra o Guarani, em Nova Serrana, pela segunda rodada do Mineiro, quando a partida terminou em 0 a 0, na derrota por 3 a 0 na final do Estadual contra o Atlético, no revés por 1 a 0 para o Fluminense pelo Brasileirão, e no empate por 0 a 0 contra o Santos".

MÉDIAS POR ANO

Acompanhem agora outro quadro interessante no levantamento do Superesportes: o das médias de gols de 2003 até agora.

2003 – 179 gols, média de 2,45
2004 – 137 gols, média de 1,8
2005 – 141 gols, média de 1,96
2006 – 93 gols, média de 1,5
2007 – 115 gols, média de 1,88
2008 – 122 gols, média de 1,79
2009 – 141 gols, média de 1,96
2010 – 119 gols, média de 1,72
2011 – 118 gols, média de 1,9
2012 – 93 gols, média de 1,6
2013 – 98 gols até 26 de agosto, média de 2,45

PRINCIPAIS GOLEADORES

Artilheiros de 2013 são os seguintes, pra quem gosta de acompanhar a vida de cada atleta nos mínimos detalhes: 

Borges – 12
Dagoberto – 11
Everton Ribeiro – 10
Ricardo Goulart – 9
Vinicius Araújo e Diego Souza – 8
Luan – 6
Nilton e Bruno Rodrigo – 5
Leo – 4
Dedé, Anselmo Ramon e Elber – 3
Lucca, Paulão e Egídio – 2
Martinuccio, Mayke, Willian, Tinga e Marcos Rocha (contra) – 1


domingo, 25 de agosto de 2013

BOTAFOGO PERDE EM CURITIBA E CRUZEIRO É LÍDER ISOLADO

Enquanto o Botafogo perdia a invencibilidade de oito jogos , em Curitiba, seu vencedor, o Atlético Paranaense,  chegava a nove jogos invictos - seis vitórias e três empates - e selava sua brilhante campanha nessa fase do Brasileiro entrando no G-4, em quarto lugar. com 27 pontos.
Melhor ainda, pro torcedor celeste: o Furacão colocou 2 a 0 no Fogão, gols de Everton, e entregou a liderança do Brasileiro ao Cruzeiro, com 31 pontos.
O Botafogo manteve-se no segundo lugar , com 29 pontos. O Grêmio está em terceiro, com 28 pontos e o Atlético Paranaense chegou a 27.


LUSA ASSUSTOU, MAS GALO VENCEU E FICOU MAIS LONGE DO DESCENSO

                Dátolo, o herói da vitória sobre a Lusa (Foto João Miranda -Esp.EM/DA Press)

A vitória foi de virada e com um golzinho simples de Dátolo marcado quase no fim da artida, porque a Portuguesa não teve nenhum grande trabalho pra neutralizar as investidas do remendado time do Atlético. E mesmo assim quando Cuca tirou um coelho da cartola e botou o time pra frente sob ameaça de levar fatal contra-ataque, mas acreditando que poderia marcar o gol salvador nos minutos finais.
Aconteceu exatamente o que Cuca esperava ao tirar Rosinei e colocar Dátono, que entrou muito bem; trocar Josué, único volante, por Michel, passando Marcos Rocha pro meio e botando dois centroavantes em campo, com Alecsandro no lugar de Junior César. A pressão a partir daí foi toda alvinegra e o gol saiu aos 43m, com Dátolo.

TIME DESENCONTRADO

Que foi um jogo fraco tecnicamente, ninguém tem dúvida. Que de novo o Galo teve superar -se pra conseguir a vitória, dramática, também não há dúvida.
Sem Victor, Pierre, Ronaldinho Gaúcho e Donizete, Cuca teve que inventar uma equipe pra não fazer feio no Horto. Usou Josué, Rosinei, Guilherme e Tardelli no meio-campo, Luan e Jô na frente. Teoricamente não devia ter problema, por causa da  fragilidade da Lusa.
Porém, a equipe errou muito e se complicou toda. Tanto que a Portuguesa abriu a contagem, com Bruno Henrique, aos 36m do primeiro tempo. E isso depois de perder várias oportunidades, exigindo bastante de Geovani.
Na fase final, de orelhas devidamente puxadas, o Galo pressionou e Tardelli empatou logo aos 9m, ao desviar chute de Luan. Atrás da vitória, Cuca mexeu em várias posições e alterou todo esquema tático.Aos 43m, portanto, Dátolo fez 2 a 1, placar da vitória. Uffaa!

COPA DO BRASIL

No meio desta semana, o Atlético tem aquele difícil compromisso da Copa do Brasil, partida de volta contra o Botafogo, no Independência. O Galo precisa vencer por 2 a 0 ou 3 a 1 pra avançar na competição. Pelo Brasileiro, o time de Cuca enfrenta o Goiás, no Serra Dourada.
São duas partidas complicadas! O Atlético parece que tá conformado com o Brasileiro e pretende apenas evitar o descenso. Mas precisa jogar mais do que tem feito.
Na Copa do Brasil a situação tem clima mágico por causa das viradas na Libertadores diante do Newell´s Old Boys e o Olímpia na fase final da Libertadores.
Ninguém se esquece do "Eu acredito" e promete ir ao Horto, quem sabe, pra reviver os momentos inesquecíveis da conquista continental.
É bom lembrar, entretanto, que o Botafogo é melhor que os argentinos e paraguaios.

ADEUS CAMPEÕES

De Sordi (Foto de arquivo do São Paulo)
                                         Gilmar - Foto Ag.Estadão
De Sordi, 82 anos, titular em quase todos os jogos da Copa do Mundo na Suécia, em 1958, porque Vicente Feola, técnico nacional, era, também, do São Paulo, time do lateral.
Djalma Santos, lateral da Portuguesa de Desportos, jogou apenas a decisão, por interferência dos pitaqueiros Didi e Newton Santos, que já havia colocado Garrincha e Vavá no time.
De novo, Feola atendeu suas duas feras e Djalma Santos jogou. Marcou Skoglund, da Suécia, a grande sensação da Copa pela Suécia, até então. E o colocou no bolso. Foi escolhido o melhor lateral direito da competição e de Sordi sumiu depois disso..
A morte de de Sordi aconteceu neste sábado no Paraná. 
E no domingo foi embora o maior goleiro que a Seleção Brasileira teve: Gilmar dos Santos Neves, 83 anos, Jogou em 58,na Suécia; em 62, no Chile e em 66, em Londres. Portanto, bicampeão.
Tenho conhecimento de várias páginas históricas de Gilmar, que tive oportunidade de entrevistar pela primeira vez por ocasião da decisão Cruzeiro x Santos, da Copa do Brasil de 66.
Na goleada por 6 a 2 no Mineirão era ele o goleiro santista e ficou agarrado na trave direita, após chute de Dirceu Lopes que entrou no ângulo. Outra página inesquecível aconteceu em 1956. O Brasil excursionava pela Europa e jogou em Wembley contra a Inglaterra.
Tomamos um passeio: 4 a 2 pra eles e Gilmar dos Santos Neves ainda pegou duas penalidades máximas cobradas pelo famoso Stanley Mathews, ponta direita, e o maior jogador do mundo na época. Pelo menos, pensava que era...

CUCA ESCONDE ESCALAÇÃO E SÓ DIZ SE TARDELLI JOGA ANTES DA PARTIDA

                            Guilherme está nos planos de Cuca pra enfrentar a Lusa hoje no Horto-
                            (Foto de Rodrigo Clemente - DA Press/EM)

O técnico Cuca não tinha dessas besteiras de esconder a escalação do time até minutos antes do jogo, ou pelo dentro do limite estabelecido pela Rede Globo. Há tempos anunciava o time que o Atlético usaria, em qualquer problema, ia pro jogo e ganhava. 
Agora tomou gosto pela coisa e passou a esconder a escalação até contra a Portuguesa, adversário de hoje no Horto.
Adianta alguma coisa? Tenho lá minhas dúvidas. Qual a necessidade de anunciar a escalação antes? Pra mim nenhuma, mas pro torcedor ligado tem diferença sim. A escalação anunciada pode até animar ao indeciso de ir ao estádio.


    Tardelli será dúvida até a hora do jogo contra a Lusa. Por que?

Por exemplo: o caso de Tardelli. Por que não informar logo se ele joga ou não?
Não serão mais algumas horas que darão condição de jogo ao craque. Se ele não treinou durante a semana, porque, ainda, sente a lesão na coxa; se tá fora de forma e corre risco de sentir o problema de novo e parar meses, o melhor é deixá-lo de fora.
Aí só falta definir quem jogará no lugar dele. Guilherme, ou Dátolo?
Existem outros problemas: Ronaldinho Gaúcho e Fernandinho, também, não jogam, suspensos.
Que daneira! Victor, expulso, é outro que fica de fora. Este não tem problema: no gol vai Geovani. Penso que Guilherme e Dátolo, de qualquer forma, terão que ser escalados. 
Não creio que Cuca arrisque Tardelli no meio.
Então, o Galo seria de Geovani, Marcos Rocha, Réver, Léo Silva e Junior César; Pierre Josué, Guilherme e Dátolo - se Tardelli for vetado - e na frente Luan e Jô.

GUILHERME NA DELE

Guilherme já anunciou que não topa brigar pela vaga de Bernard no time. Prefere ficar na dele. A briga por lá tem que ficar entre Fernandinho, Luan e Dátolo. Guilherme disse que não se sente em condições de fazer a função de Bernard.
-"Quase me mataram ano passado quando tentei ajudar. Tenho até condições, mas não tanto quanto esses jogadores do qual falei no trabalho de recomposição. Para um outro jogo vá lá, mas pra toda temporada, Deus me livre!" - afirmou Guilherme.

CAI OUTRO TÉCNICO


A diretoria da Ponte Preta não queria, porém Paulo César Carpegianni manteve-se firme na decisão de deixar o comando da Macaca e anunciou isso na coletiva após a derrota pro Cruzeiro. Vários nomes estão em estudos, entre eles o de Ney Franco.

sábado, 24 de agosto de 2013

CRUZEIRO BOTA PRESSÃO NO BOTAFOGO; VENCE PONTE E É LIDER DE NOVO

Dedé defendeu e fez até gol. O melhor em campo em Campinas - (foto de Marcos Bezerra/Futura Press-Estadão

Sem ser brilhante, mas mantendo o adversário dominado o tempo todo, o Cruzeiro venceu a Ponte Preta como líder. Seus dois laterais titulares não jogaram - Egídio ficou no banco, entrou Everton, e Maike, lesionado, nem viajou - e isso diminuiu a força ofensiva da equipe pelas lados do gramado.
O estilo fechado do jogo favoreceu a defesa celeste, que não enfrentava o ataque goleador da competição mas anarquizou a da Macaca vencida pela qualidade individual dos atacantes do Cruzeiro.
O gol de Dedé, escorando um escanteio cobrado por William, abriu a contagem e recuperou o equilíbrio emocional do zagueirão. Mais tranquilo, menos atabalhoado, sem perder a humildade do chutão pro alto, Dedé foi o melhor em campo. Ganhou todas pelo alto e nas bolas rasteiras.
Foi seguido de perto por Bruno Rodrigo, Nilton, Goulart, e de novo, Everton Ribeiro. O goleiro Fábio trabalhou muito pouco.

SEM INSPIRAÇÃO

Os 20m iniciais foram ruins. O Cruzeiro sem inspiração, dominava o jogo, mas não assustava o goleiro Roberto. Souza muito mal no meio, levou amarelo e errou passes seguidos.  O jogo acabou muito embolado, sem jogadas pelas pontas, com os laterais celestes preocupados com a marcação.
Ceará e Everton estão fora de forma, pelo tempo que ficaram parados.  Egídio e Maike fizeram muita falta.
Aos 42m, Souza que, certamente, não voltaria pro segundo tempo, teve caspa e foi substituído por Lucas Silva. A segunda bola passou a ser do Cruzeiro e tirou o entusiasmo da Ponte Preta, naquele instante equilibrando as ações na base da raça.

BORGES PERDE E FAZ

Foi até interessante no segundo tempo: Borges perdeu  gols incríveis aos 10m, aos 19m, e 26m, este na cara do goleiro Roberto, dominou a bola e chutou por cima. Não passou nem um minuto e Borges se redimiu.
Recebeu de pivô um passe de Everton Ribeiro, girou sobre o beque César e mandou a bomba pra cima de Roberto, sem defesa. Placar final, Cruzeiro 2 a 0.
Antes desse  lance é preciso que se diga o seguinte:  o lateral Everton se lesionou e entrou Egídio. O jogo abriu de novo.  Aos 29m, Pacote entrou com Henrique no lugar de Ricardo Goulart após quase um ano sem jogar. 
Com a vitória, o Cruzeiro botou pressão pra cima do Botafogo que joga em Curitiba, contra o Atlético Paranaense e precisa vencer pra voltar à liderança.

COELHO EMPATA




De novo as falhas voltaram a acontecer na defesa do América e não conseguiu vencer o ameaçado Atlético-GO no Serra Dourado pela 17ª
  rodada da Série B. O gol americano foi marcado por Nikão, enquanto Jorginho fez pros locais.
Com o resultado, o Coelho foi pra 27 pontos, mas perdeu a oportunidade de se aproximar do G-4, caindo da quinta para a sétima  posição. O Atlético-GO , por sua vez, tá na incômoda 16ª colocação, com apenas 17 pontos. Na próxima rodada, terça-feira, à noite, o América pega o Joinville,  no Horto.




BOA NUMA BOA

O Boa Esporte marcou aos 2´ do primeiro tempo, com Fernando Karanga e fechou-se na defesa pra segurar o resultado sobre o líder Palmeiras. Apesar do primeiro tropeço depois de 12 partidas, o time treinado por Gilson Kleina se mantém na primeira colocação da competição, ainda com 40 pontos. A equipe mineira, por sua vez, pula para 29 pontos, assume o quinto lugar e encosta na faixa de acesso à elite.



VAMOS COM CALMA COM O ANDOR: O SANTO É DE CARNE E TEM REAÇÕES HUMANA


 Bruno Rodrigues e Dedé uma zaga de respeito. Bruno confia bastante em Dedé (Foto Daniel Castallano - VIPCOMM)

Não falei que compraria qualquer briga de intolerância e críticas injustas contra o zagueiro Dedé. Pois é, comprei, realmente, ainda mais depois de ler as mensagens no Twitter , Facebook, ou email hostilizando o atleta que merece nenhuma das ofensas. Criticar é uma coisa; ofender outra, perfeitamente  contestável.
A falha de todo compartimento defensivo no gol do Flamengo recaiu sobre Dedé. Talvez tenha sido o personagem principal do incidente. Contudo, não li qualquer elogio à sua participação em lances importantes no qual evitou gols rubro-negros. 
O elenco e o treinador Marcelo Pacote saíram em defesa de Dedé. Ele próprio, com grande humildade, deu a cara na televisão pra explicar o lance e assumir a culpa.
Bruno Rodrigo, seu companheiro de zaga, que chegou sob certa desconfiança de todos e se firmou como respeitado zagueiro titular e preferido da torcida, resaltou seu apoio a Dedé e afirmou numa entrevista ao site Superesportes.
Disse: "Dedé tem feito partidas convincentes e apontou o lance do gol flamenguista como uma infelicidade. Na minha opinião, ele vem fazendo bons  jogos. Teve uma infelicidade no último jogo, mas ele vem contribuindo muito. Contra o Criciúma fez ótima partida, contra o Flamengo,também, mas infelizmente saiu um gol dele. Tenho certeza de que todo elenco confia totalmente nele”.

JOGO EM CAMPINAS

Desde a chegada à
Toca da Raposa, em abril, Dedé se firmou na defesa celeste ao lado de Bruno Rodrigo. A zaga do Cruzeiro é a terceira menos vazada do Campeonato Brasileiro, com 14 gols sofridos, em 15 partidas. Só perde para Santos (12) e Corinthians (6).
Segundo Bruno Rodrigo, na entrevista ao Superesportes, os dois estão em perfeita sintonia  "fruto de muitas conversas e da interação com os demais setores do time". falou.
Neste sábado o Cruzeiro joga pelo Brasileiro, em Campinas, às seis e meia, contra o enjoado time da Ponte Preta. É de se esperar, que fora de casa, Dedé volte a atuar como seus velhos tempos de Vasco da Gama e que o consagraram como um dos melhores zagueiros do País.

COELHO NO BRASIL CENTRAL





                       Comelli orientado seus rapazes - Foto Alexandre Guzanshe- DA Press/ EM

Tenho plena convicção de que o América trará três pontos hoje de Goiânia. Enfrenta  o Atlético Goianiense, uma decepção na Série B. Nem torcida pra assustar os americanos haverá no Serra Dourada, por causa do tamanho do estádio e da falta de público.
Paulo Comeli levou um elenco cheio de alternativas. Inclusive Alessandro e Werverton, recuperados de lesões. Principalmente o goleador é um reforço considerável.
A escalação do Coelho tem chance de ser alterada. Tudo dependerá da forma na qual o Atlético-GO entrará em campo, pois Comelli costuma analisar vídeos de jogos dos adversários pra assim definir sua equipe. Na zaga, Vitor Hugo, que falhou nos dois gols do revés ante a Chapecoense na última terça, pode dar lugar a Jaílton.
O América é o quinto colocado da Série B, com 26 pontos. Para voltar ao G-4, o time precisa derrotar o Atlético-GO e torcer por empate ou revés do Paraná, que joga contra o terceiro colocado Sport, em Curitiba, também neste sábado, às 16h20. O líder do campeonato é o Palmeiras, com 40 pontos, seguido pela Chapecoense, que tem 36.

BOA X PALMEIRAS EM VARGINHA

Com boa campanha na Série B, desde quando por lá aportou o treinador preferido da turma do Boa Esporte, Nedo Xavier, o time tem conseguido vitórias importantes. Seu mais difícil compromisso será sempre jogar contra o Palmeiras, líder da competição, e um dos mais cotados ao retorno à Série A. O Melão será pequeno pra imensa torcida palmeirense do sul de Minas. 

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

"EU ACREDITO" TERÁ DE VOLTAR AO HORTO NA COPA DO BRASIL



 
RG-10 festeja Guilherme: ambos deixaram o Galo vivo na Copa do Brasil e o grito de "Eu acredito" voltará ao Horto no jogo de volta contra o Fogão. (Foto Roberto Filho-Foto Arena/Estadão)


O craque holandês Clarence Seedorf  correu da raia no confronto com Ronaldinho Gaúcho, como aconteceu outro dia no Horto, pelo Brasileirão. O Botafogo sentiu a ausência de seu craque apenas no primeiro tempo, quando RG-10 deitou e rolou.
Com 10m, o Galo já podia ter um placar alto a seu favor, em lances de Fernandinho, jogada individual, e Luan, na cara de Jefferson e a bola desviou no zagueiro a corner.
O Galo massacrava e o Fogão não passava do meio-campo.
Então veio o contra-ataque que começou com Victor socando a bola, numa cobrança de escanteio. Luan a pegou na entrada da área - a tal segunda bola - e se despachou. RG-10 saiu do impedimento e se mexeu pra direita. Recebeu e cruzou rasteiro, na medida, pra Marcos Rocha fazer 1 a 0.
Belo trama: uma aula completa de contra-ataque em alta velocidade.  Aos 21m.

COMEÇAM AS TRAPALHADAS

Era pro Galo colocar mais os cariocas nas rédeas. Que nada!
Aos 30m, numa sucessão de trapalhadas de marcação do meio-campo, a bola resvalou em Josué e sobrou livre pra Lodero num toque magistral encobrir Victor e fazer 1 a 1. Placar injusto do primeiro tempo, mas foi a dose de entusiasmo que os botafoguenses. precisavam pra fase final.
O início do segundo tempo foi carioca.
Com 5m, Léo Silva cometeu a segunda trapalhada da defesa atleticana, a centésima na carreira dele no clube.
Vitinho, 19 anos - o melhor da partida, fez a torcida esquecer Seedorf - lançou Lodero na esquerda - outra fera - e ele chutou cruzado. No meio do caminho, o trapalhão Léo Silva, com suas pernas compridas, desviou pras redes de Victor: 2 a 1 Fogão.

CALDO ENTORNA

Aí o caldo entornou: aos 12m, tabela de Vitinho, Alex e Rafael Marques e o chute deste desviou nas costas de Junio César, matou Victor. Botafogo, 3 a 1.
Cuca esperto, trocou Josué por Guilherme aos 17m e saiu atrás de gols. Quase levou o quarto, salvo por Victor, numa cobrança ensaiada de falta e que mereceu a dura do goleiro em toda defesa.
Cuca continuou mexendo bem: Fernandinho morreu. Entrou Neto Berola. descansado e aceso. .Depois saiu outro pregado, Jô, e entrou Alecsandro. Galo partiu pro tudo ou nada.
Mas acabou por tomar o quarto gol. Besteira de Pierre. Quis driblar Henrique e Vitinho na entrada da área. Tomaram a bola dele e Vitinho soltou o petardo, sem chance pra Victor- Botafogo: 4  a 1.

REPETECO DA LIBERTADORES

O placar de 4 a 1 praticamente estabelecia o fim do Galo na Copa do Brasil. Mas, Guilherme salvador estava em campo. Como aconteceu no jogo contra o Newell´s no torneio continental, após receber belo passe de RG-10, meio sumido no segundo tempo, Guilherme encobriu Jefferson e marcou o segundo gol atleticano.
Final do excelente jogo: Botafogo 4 a 2.
Este gol de Guilherme reacendeu as esperanças. Como nos jogos contra o Newll´s e o Olímpia, o Atlético precisa fazer 2 a 0 no Horto, sem levar gols.
O grito Eu Acredito com certeza estará de volta, como de volta, também, estará Diego Tardelli, ausência bem sentida no Maracanã.

MELHORES DO JOGÃO

Os destaques do Atlético, pelo primeiro tempo que fizeram, e na média mantida durante do jogo, foram Marcos Rocha, Ronaldinho Gaúcho e Luan. No Botafogo, brilharam Vitinho, desequilibrou no segundo tempo, Loredo e Dória.

EXEMPLO PRO PACOTE

 Vitinho infernizou o Galo no segundo tempo e fez a torcida se esquecer de Seedorf .(Foto Luciano Belfort - Ag. Estadão)


Marcelo Pacote Oliveira que morre de medo de botar menino da base no time principal, "por falta de experiência", ao contrário da fama que tinha antes, pode-se mirar no exemplo de Osvaldo de Oliveira, do Botafogo. Ratificou Vitinho e Dória, ambos com 19 anos, como titulares e a vida do alvinegro carioca até melhorou.