sábado, 24 de agosto de 2013

CRUZEIRO BOTA PRESSÃO NO BOTAFOGO; VENCE PONTE E É LIDER DE NOVO

Dedé defendeu e fez até gol. O melhor em campo em Campinas - (foto de Marcos Bezerra/Futura Press-Estadão

Sem ser brilhante, mas mantendo o adversário dominado o tempo todo, o Cruzeiro venceu a Ponte Preta como líder. Seus dois laterais titulares não jogaram - Egídio ficou no banco, entrou Everton, e Maike, lesionado, nem viajou - e isso diminuiu a força ofensiva da equipe pelas lados do gramado.
O estilo fechado do jogo favoreceu a defesa celeste, que não enfrentava o ataque goleador da competição mas anarquizou a da Macaca vencida pela qualidade individual dos atacantes do Cruzeiro.
O gol de Dedé, escorando um escanteio cobrado por William, abriu a contagem e recuperou o equilíbrio emocional do zagueirão. Mais tranquilo, menos atabalhoado, sem perder a humildade do chutão pro alto, Dedé foi o melhor em campo. Ganhou todas pelo alto e nas bolas rasteiras.
Foi seguido de perto por Bruno Rodrigo, Nilton, Goulart, e de novo, Everton Ribeiro. O goleiro Fábio trabalhou muito pouco.

SEM INSPIRAÇÃO

Os 20m iniciais foram ruins. O Cruzeiro sem inspiração, dominava o jogo, mas não assustava o goleiro Roberto. Souza muito mal no meio, levou amarelo e errou passes seguidos.  O jogo acabou muito embolado, sem jogadas pelas pontas, com os laterais celestes preocupados com a marcação.
Ceará e Everton estão fora de forma, pelo tempo que ficaram parados.  Egídio e Maike fizeram muita falta.
Aos 42m, Souza que, certamente, não voltaria pro segundo tempo, teve caspa e foi substituído por Lucas Silva. A segunda bola passou a ser do Cruzeiro e tirou o entusiasmo da Ponte Preta, naquele instante equilibrando as ações na base da raça.

BORGES PERDE E FAZ

Foi até interessante no segundo tempo: Borges perdeu  gols incríveis aos 10m, aos 19m, e 26m, este na cara do goleiro Roberto, dominou a bola e chutou por cima. Não passou nem um minuto e Borges se redimiu.
Recebeu de pivô um passe de Everton Ribeiro, girou sobre o beque César e mandou a bomba pra cima de Roberto, sem defesa. Placar final, Cruzeiro 2 a 0.
Antes desse  lance é preciso que se diga o seguinte:  o lateral Everton se lesionou e entrou Egídio. O jogo abriu de novo.  Aos 29m, Pacote entrou com Henrique no lugar de Ricardo Goulart após quase um ano sem jogar. 
Com a vitória, o Cruzeiro botou pressão pra cima do Botafogo que joga em Curitiba, contra o Atlético Paranaense e precisa vencer pra voltar à liderança.

COELHO EMPATA




De novo as falhas voltaram a acontecer na defesa do América e não conseguiu vencer o ameaçado Atlético-GO no Serra Dourado pela 17ª
  rodada da Série B. O gol americano foi marcado por Nikão, enquanto Jorginho fez pros locais.
Com o resultado, o Coelho foi pra 27 pontos, mas perdeu a oportunidade de se aproximar do G-4, caindo da quinta para a sétima  posição. O Atlético-GO , por sua vez, tá na incômoda 16ª colocação, com apenas 17 pontos. Na próxima rodada, terça-feira, à noite, o América pega o Joinville,  no Horto.




BOA NUMA BOA

O Boa Esporte marcou aos 2´ do primeiro tempo, com Fernando Karanga e fechou-se na defesa pra segurar o resultado sobre o líder Palmeiras. Apesar do primeiro tropeço depois de 12 partidas, o time treinado por Gilson Kleina se mantém na primeira colocação da competição, ainda com 40 pontos. A equipe mineira, por sua vez, pula para 29 pontos, assume o quinto lugar e encosta na faixa de acesso à elite.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.