terça-feira, 6 de agosto de 2013

DUELO IMPERDÍVEL DE CRAQUES: RG-10 E SEEDORF NO HORTO














O holandês Clemence Seedorf disputa com o craque Alex, do Coritiba, ex-Cruzeiro, o posto de melhor jogador do Brasileirão até o momento. Atravessa fantástica fase de assistências e gols no melhor estilo de matador. e é o responsável direto pela campanha do Botafogo, líder da competição com 23 pontos ganhos.
Ronaldinho Gaúcho, campeão da Copa Libertadores da América, considerado o melhor jogador da competição, líder inconteste da recuperação técnica do Atlético e responsável direto - junto com Victor, claro - pela conquista do inédito título, ainda não jogou no Brasileiro, depois das comemorações. Os maldosos dizem que o craque tá de ressaca até hoje.
Só uma coisa não diferencia Ronaldinho Gaúcho e Seedorf:  são dois geniais jogadores, reconhecidos no mundo todo pela qualidade do futebol que praticam apesar de veteranos e de terem passado da casa dos 30 anos. O duelo desta quarta-feira à noite, no Horto, deixa morto, na realidade, torcedores da ambos os times. Mortos de expectativa.

GALO COMPLETO

Tirante Bernard, que nem é mais jogador do Atlético e viajou com a família pra conhecer o seu novo time na Ucrânia, o Galo de Cuca com certeza vai mais forte do que aquele arremedo de equipe goleada pelo Flamengo, em Brasília. As voltas de Jô e RG-10 são consideradas.
Discute-se apenas qual será a condição física de Ronaldinho após tanta festança.  O time está na zona de rebaixamento, com apenas 10 pontos ganhos em 10 jogos.
Pra não se falar que o time está todo completo, falta, ainda, Leandro Donizete cuja ausência é bem sentida no meio-campo ao lado de Pierre.
Existe a desculpa, ainda aceita, do foco na Libertadores, a conquista, as comemorações, porém essa coisa não pode ser infinita, até porque o Galo precisa retomar o caminho das vitórias, se reforçar e preparar pras disputas que tem pela frente: Copa Brasil, Brasileiro e Mundial Inter Clubes em Marrocos.

COM GRANA NO BOLSO

Pensar que o Botafogo mostra toda essa vontade de vencer e jogar mesmo com salários atrasados é incomum, por exemplo, pro líder Seedorf. Milionário, com andança por alguns dos principais clubes da Europa, o craque holandês talvez sinta menos o problema salarial e consiga com seu carisma motivar os demais. Impressiona sua liderança.
No entanto, com a retomada da liderança diante do Vasco, a diretoria do Botafogo arrumou verba pra alguns pagamentos como um mês atrasado e direitos de imagem. Anunciou que agora falta apenas outro mês pra tudo ficar em dia. As metas do Fogão, segundo Seedorf é ganhar a Copa do Brasil e o Brasileiro.

CRUZEIRO NO SUL

Pra tomar como base a vitória do Corinthians domingo diante do Criciúma, domingo passado, por 2 a 0, o Cruzeiro terá de jogar nesta quarta, em estádio Heriberto Hulse como o Corinthians. Com a simplicidade do esquema tático de Tite e a disposição de vencedor da equipe.
O time de Marcelo Pacote Oliveira conseguiu apenas uma vitória fora de casa, aquela diante do São Paulo. Por questão de coerência, espera-se que Marcelo repita a escalação da vitória (1 a 0) sobre o Coritiba, no Mineirão.

CRICIUMA DESFALCADO

O Criciúma tem três desfalques: os volantes Amaral e Elton e o atacante Wellington Paulista não poderão ser relacionados pelo técnico Vadão. o problema maior, no entanto, está na camisa nove, por causa da contusão de Marcel, vetado, e da impossibilidade de Wellington Paulista ser escalado, a não ser que o Criciúma pague pesada multa, visto que os direitos do jogador pertence ao Cruzeiro.
A solução encontrada por Vadão será escalar Cassiano, ex-Inter, como centroavante, ele que é segundo atacante.  Na questão de meio-campo, muita gente acha que Vadão está mesmo é escondendo o jogo e que entrará com os titulares ou pelo menos Elton.

CUTUCARAM O CARATINGUENSE

      O caratinguense Ney Franco é onça braba de Vargem Alegre (foto de AP PHOTO -Juan Madromata)

E com vara curta. Eu já escrevi aqui nessa tira virtual e de papel que não se cutuca o caratinguense Ney Franco. Nem com vara longa, quanto mais com vara curta. Aliás, dependendo da distância fica até mais bonito o tombo do cutucador.
Abri , como faço diariamente, o site Superesportes, primeiro atrás das informações locais, e encontro a matéria sobre a entrevista que Ney Franco concedeu a O Globo.
Li superficialmente, e decidi reproduzi-la, com o  meu aval de amigo, conterrâneo e admirador. Rogério Ceni meteu-se com Ney porque pensou ver nele um trampolim pra saltar mais alto do pedestal fajuto onde o colocam os coleguinhas bairristas da Pauliceia Desvairada. Cutucou-se o caratinguense

Ney Franco, agora tomem a resposta:

"Demitido do São Paulo no último dia 5 de julho, o treinador Ney Franco ouviu diversas contestações sobre seu trabalho, principalmente do capitão da equipe tricolor, Rogério Ceni, e se manteve quieto durante um mês. Entretanto, em entrevista para o jornal O Globo, o técnico revelou bastidores do clube paulista e mostrou insatisfação com a conduta do camisa 1.

Em 2013, não tive nele
o capitão que precisava. Havia a preocupação de quebrar marcas individuais. Até em contratação: Se chega um nome que é do interesse dele, ele fica na dele; se não é, reclama nos corredores. E isso chega aos contratados, como Ganso, Lúcio. E eu, como técnico, ficava no meio disso”, explicou.

FRITARAM GANSO

Principal reforço do São Paulo no segundo semestre do último ano, o meio-campista Paulo Henrique Ganso foi contratado por R$ 24 milhões depois de diversas conversas com a diretoria do Santos.
No entanto, o camisa 8 não conseguiu corresponder às expectativas tricolores e habitualmente ocupa o banco de reservas. Desde setembro, o jogador disputou 38 partidas, sendo 28 como titular, e marcou dois gols.
“Ganso chegou em um ambiente, percebeu claramente as coisas. Chegou ao ouvido dele. Havia uma fritura por trás e pode atrapalhar. Nos corredores, era o que se escutava, que quando Ganso jogava o time tinha um jogador a menos”, completou o treinador.
Ney Franco chegou ao São Paulo em julho do último e conduziu o clube tricolor rumo ao título da Copa Sul-americana, que garantiu vaga na Libertadores desta temporada. O treinador comandou o time em 79 partidas e conquistou 59% de aproveitamento, com 41 vitórias, 16 empates e 22 derrotas.
Nesta temporada, ficou marcado pelo mau desempenho na principal competição continental, onde teve grande dificuldade para se classificar para as oitavas de final.

QUALQUER TREINADOR

Segundo Ney Franco “ele (Rogério) direcionou
de uma forma que, se o São Paulo não der certo na temporada, eu sou culpado. Se der certo, é porque chegou outro treinador e consertou”
“E alguns jogadores que estão no clube me ligaram, dizendo que não concordam com a forma como as coisas aconteceram, como estou sendo tratado".

"Mas têm medo da forma como Rogério lida. Nem tudo foi minha culpa. Há uma oposição declarada, uma pressão no clube minando o trabalho. Não era o Ney Franco, era qualquer um que estivesse ali”, encerrou o treinador Ney Franco..

2 comentários:

  1. Flávio, É Clarence Seedorf, e não Clemence! :D

    ResponderExcluir
  2. Olá, Flavio!
    Priorizar a marcação é bem mais fácil e seguro, pois estará precavendo de sofrer derrotas vexatórias como foram essas últimas. Cuca, arroz com feijão! Boca de bode! Fechadinho... Isso não é vergonha, é necessidade de momento. www.euvistoacamisadogalo.com.br

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.