sexta-feira, 30 de agosto de 2013

NESTE FIM DE SEMANA VEREMOS AS SEQUELAS DA ELIMINAÇÃO NA COPA DO BRASIL

O Atlético estará neste sábado, a partir das seis e meia da noite, num dos canais do Sportv, enfrentando o Goiás, no Serra Dourado. Vejam só os caminhos do futebol. O Galo chega de crista baixa, por causa da eliminação na Copa do Brasil, por um adversário que jamais venceu nessa competição. Mas de passado recente alto pela conquista da Libertadores da América, constantemente lembrado, a cada cinco minutos, como se fosse um comercial/testemunhal ao vivo, pelo narrador Rogério Correa, nas transmissões globais.
O Goiás, cujo maior ídolo no momento é o gordo Walter, despachado do Cruzeiro por seus excessos culinários, vai pro campo de moral elevado. Atravessa excelente fase, dentro de suas limitações técnicas, e classificou-se às quartas de final da Copa do Brasil eliminando o campeão brasileiro. Numa escala crescente, seus torcedores afirmam que depois do campeão brasileiro o próximo a cair no Serra Dourada será o campeão da América.
Vale a pena sempre lembrar que o treinador do Goiás, há bastante tempo, é o jovem  Enderson Moreira que fez excelente trabalho na base do Cruzeiro e foi dispensado após ser campeão brasileiro sub-20. Além disso, vários jogadores de lá atuaram em Minas: os goleiros Harley e Edson passaram pelo Cruzeiro e Atlético; porém o titular atual é Renan que tomou a posição de Harley, após este dominar a posição por mais de 10 anos. Nas laterais estão o brucutu Vitor, ex-Cruzeiro, e Eron, ex-Galo.  O volante Dudu Cearense é outro que esteve na Cidade do Galo.No ataque, outros três alvinegros: Yuri, Renan Oliveira e Caio, além de Ramon, ex-Coelho. Sem falar claro no comilão Walter, atual ídolo do time.(foto promoção)

CRUZEIRO NO DOMINGO

Invicto no Mineirão há muito tempo, o Cruzeiro sofreu talvez o maior baque entre os mineiros que dançaram na Copa do Brasil. Venceu o primeiro jogo em casa, podia ter goleado, desperdiçou vários gols e Dedé entregou um gol pro adversário no final. Justo o gol que fez a diferença no Maracanã. O Cruzeiro marcou 2 a 1 aqui e levou pequena vantagem pro Rio, mas que não soube aproveitar. Enfrenta o Vasco da Gama, classificado, como o Goiás, que será seu adversário nas quartas de final da Copa do Brasil, após eliminar o Nacional de Manaus em duas partidas duras, inclusive de se ver: 2 a 0 lá e 2 a 1 no Rio. 
A capacidade de Marcelo Pacote Oliveira em comandar o time reforçado do Cruzeiro já é colocado em dúvida. A torcida não aceita a forma pusilânime como o time atuou no Rio. A maior bobagem foi o presidente Gilvan do Pinho Tavares justificar como falta de experiência do ataque, com Borges, Everton Ribeiro, e Ricardo Goulart. O que aconteceu, de fato, é que o Cruzeiro levou apenas os corpos dos atletas pro Maracanã: o espírito, o brio, a vontade de vencer, a coragem, ficaram em BH.
Neste domingo, o time celeste defende a liderança do Campeonato Brasileiro a última competição que resta a Marcelo (foto abaixo) pra carimbar sua contratação. Perdeu as outras duas: Mineiro e Copa do Brasil. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.