quinta-feira, 5 de setembro de 2013

APENAS SIMBÓLICO, E DAÍ? CRUZEIRO, CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO


     Everton Ribeiro, sobrou em Salvador e, ainda, fez outro belo gol - Alexandre Guzanshe DA Press-EM

O título simbólico do primeiro turno não vale troféu, nem é reconhecido pela CBF, apenas pela alegria vontade popular. Todavia, os números das estatísticas apontam pra algo favorável: na época dos pontos corridos, em 10 competições o "campeão" do primeiro turno também ganhou o título final.
Então, os céticos de plantão, que no início nem imaginavam a possibilidade sequer de o Cruzeiro disputar o título - entre eles, me incluo -  revejam seus conceitos enquanto há tempo.
A vitória por 3 a 1, na Fonte Nova, sobre o Bahia, saiu graças ao talento individual de jogadores cruzeirenses como William, Everton Ribeiro e Lucas Silva, além do faro de gol de Borges.
Aquela velha discussão entre a Trincheira e Marcelo Pacote Oliveira pode até voltar à tona.
Ao meu ver, escalou errado de novo com a cisma de manter os pesadões Ceará e Júlio Baptista que freiam a velocidade de ataque dos jovens. A mesma coisa vale pra Borges.
O jogo se arrastava com o Bahia em crescimento quando Júlio Baptista escorou de cabeça, na trave, um centro de Egídio. Um minuto depois, William levantou da esquerda e Borges surgiu livre para fazer 1 a 0.

FALTA QUE FAZ

Everton Ribeiro, sem Ricardo Goulart, inexplicavelmente barrado por Júlio Baptista, agia sozinho, ou em dupla com William, que até mudou de lado e foi jogar pela direita.
Fácil de explicar: William na esquerda não tinha assistência, nem de Júlio, nem de Egídio bem preguiçoso na partida de Salvador. Ribeiro pela direita, também, ficava sozinho por causa da lentidão de Ceará. Então William passou a encostar nele, na direita.
Por isso, o segundo gol cruzeirense surgiu por lá. William jogou com Ceará; que cruzou pro incrível Everton Ribeiro. Rodeado de zagueiros, com um toque tirou dois e com drible de corpo afastou o outro. Acertou violento chute de perna direita, isso mesmo, perna direita, no ângulo de Marcelo Lomba. Outro golaço dele!

BAHIA CRESCE

Já no final do primeiro tempo, o Bahia dava mostra de que exigiria bastante do Cruzeiro na etapa final. Fábio teve que fazer duas defesas difíceis seguidas, a última num petardo de Marquinhos da entrada da área. No segundo tempo, aos 16m, Pacote tirou Borges e veio com Ricardo Goulart. Esse não devia nem estar no banco, mas naquele momento o ideal seria Vinicius Araújo.
O Bahia diminuiu com Fahel e apertou o cerco. Aí bate o desespero e Pacote comete erros. Tirou Egídio e colocou Maike, passando Ceará pro lado esquerdo. Alteração só justificável em caso de contusão.  Aos 37m, tirou o melhor do seu time, Everton Ribeiro, deixou Júlio Baptista e colocou Martinuccio.
Direis: então agiu certo, porque aos 45m Júlio Baptista, então de centroavante, pegou o rebote de uma confusão na área baiana e fechou a conta em 3 a 1. Foi ele, mas poderia ser qualquer outro. Até este filho do Sodico, visto estar a meta vazia.

LÍDER ISOLADO

Com 37 pontos, quatro a mais que o Atlético Paranaense, que tem 33, e na frente do Grêmio, 31 e do Botafogo, que tem um jogo a menos com 30 pontos, o Cruzeiro não poderá mais ser alcançado na virada de turno. Domingo tem Cruzeiro x Flamengo, no Mineirão.

TALENTO SALVA GALO

O talento de Ronaldinho Gaúcho salvou o Atlético de uma derrota diante do Fluminense, no Horto. Fez dois belos gols de falta, um em cada canto da meta de Cavalieri. O tricolor do Rio, sem Fred, lesionado, abriu a contagem com outro mineiro, Wagner, ex-Cruzeiro, numa falha de Luan, aos 12m.
No finalzinho do primeiro tempo, RG-10 cobrou a falta por cima da barreira, no ângulo direito do goleiro tricolor e empatou a partida.
Até quando vai durar a arte deste moço dos Pampas não se tem ideia, Espero que enquanto durar continue salvando o Galo.( Foto de Rodrigo Clemente - DA Press-EM)
Fiquei apenas na Globo assistindo ao jogo Cruzeiro x Bahia. Posso repetir como papagaio o que disseram alguns colegas lá do Horto. O time de Cuca voltou a jogar mal e não merecia outro resultado.
Estou, também, pouco me lixando por esses palpites, porque entendo que o Galo desistiu do Brasil, após eliminação na Copa do Brasil, e só focará o Mundial de Marrocos.
Tá certo, mas precisa arrumar o time pra chegar bem lá na África. Desarrumado e perdedor do jeito que anda, não terá astral bom pra disputa do seu título mais importante.

SÃO SSS DEMAIS , ROGER!

Há tempos que programo escrever na TRINCHEIRA que o Sportv tem equipe de narradores, comentaristas e repórteres da melhor qualidade. Desde os meus tempos.
Apesar do recheio complicado de ex-jogadores que machucam a gramática e não sabem nada de comunicação.
Em transmissão de rede nacional é duro tolerar o Roger Flores no seu carioquês exagerado, cheio de "ssss". Existe  discriminação lá dentro.
Na minha época, o diretor de estúdio enchia o saco no fone de ouvido do comentarista, com gozações que, na realidade, eram exigências.
Como bom mineiro de Caratinga, eu falava "agurinha mesmo" e os caras gozavam. Só que os paulistas vinham de "pôrrta", com os "eres" e o "e" em "ê".
Os cariocas, marrentos batiam no "ssss" ou no "Riu de Janeiro, na casa do meu tiu, faz muito friu". Isso acabou, por ordem global, mas o Sr. Flores mantém o "ssss". Chato.

TIME DA PESADA

Um time da pesada -Maradona, Romário, Careca, Chilavert e até o irmão de Hugo Chávez, ex-presidente da Venezuela - aceitou convite do ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez pra discutir no auditório do Parque São Jorge, uma pauta de interesse geral: a insatisfação com a Conmebol.
Tão logo chegou à reunião, Romário pediu que tudo fosse colocado às claras e que aqueles que devem  sejam obrigados a pagar. Ou seja, corrupto na cadeia. Só que corrupto existe de sobra, só não existe cadeia pra essa turma.

                                                Foto Reuters/Wesley Marcelino
Segundo Romário, ( foto) a sua participação tem mais porque como deputado federal  demonstrado quer que as  coisas aconteçam com honestidade no futebol.
Cerca de 20 representantes de clubes sul-americanos, entre eles Corinthians, Santos, Botafogo, Penãrol e LDU do Equador estiveram presentes à reunião. Não vi nas relações os nomes dos mineiros. O encontro, no entanto, foi fechado à Imprensa.

BRIGA BOA

Tenho a partir de agora convicção que o problema de alternativas de jogadas pelo lado direito da defesa da Seleção Brasileira, limitado apenas ao bom futebol de Dani Alves, oferecerá novas opções pra Luiz Felipe Scolari. Dani foi cortado, por lesão. O titular será Maicon, que todos reclamavam sua volta ao escrete.
O bicho é forte que nem touro. Estreou na Roma semana passada fazendo gol. Seu forte é a variação. Tanto marca, defende nas bolas baixas e pelo alto, quanto ataca e chuta pra gol. Maicon terá chance de segurar a convocação até o Mundial 2014.
Marcos Rocha, do Atlético, convocado pro lugar de Dani Alves apenas completa o grupo. Não creio nas suas chances de ficar até a Copa.

    Maicon: boa convocação de Felipão. Tem muito espírito de Seleção. (Nowa Press)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.