sexta-feira, 13 de setembro de 2013

FOI UMA NOITE DE JÔ, E, TAMBÉM, DE FERNANDINHO, RG-10 E OUTROS.


   Jô está inteirão e descansado pra pegar o Grêmio (Foto de Alexandre Guzansche/DA Press-EM)

Falei aqui outro dia que o Coritiba sem Alex Talento perde 50% de sua força. Fica bem comum.
Razão pela qual levou aquela atropelada do Galo no primeiro tempo, no Horto.
O Galo buscou naqueles minutos fluídos positivos do time da fase de grupo da Libertadores, com Bernard reencarnado em Fernandinho; Jô com a mesma inspiração de outrora e Ronaldinho Gaúcho de batuta nos pés, ditando ritmo e cátedra, pra abrir 3 a 0.
No segundo tempo, poupou-se nitidamente, dos esforços despendidos no primeiro tempo.
Não me venham falar de cansaço de Jô, que jogou pela Seleção Brasileira e até fez gol, ou de Marcos Rocha, que chegaram às seis e meia da noite de quarta e jogaram na quinta.

PARADA PRA RESPIRAR

Rocha, por exemplo, seria substituído; pediu a Cuca pra ficar até o fim. O artilheiro Jô fizera sua parte com os três gols do jogo no primeiro tempo saiu por precaução.
O bom-senso de qualquer um recomendava sua substituição. Domingo, o Atlético tem o Grêmio pela frente, em Porto Alegre.
Essa é uma parada pra lá de indigesta! Correr risco de perder Jô diante do Coxa, após tão efetiva participação de recomposição da equipe na fase inicial, seria burrice.  

SEM MENOSPREZO

Direis: você menosprezou a goleada atleticana por causa da ausência de Alex? Não. Apenas fiz a observação que se faz antes dos jogos do Atlético em que RG-10 fica de fora.
Me parece que ninguém desconhece a importância de Ronaldinho como peça do time, no aspecto coletivo e individual.
O mesmo acontece com o Coritiba com o talento Alex. Mais maduro, mais consciente, bota sua técnica em campo em favor do jogo coletivo do Coritiba.
Merece destaque, também, a atuação no conjunto e individualmente de Fernandinho, autor de duas assistências espetaculares pra Jô.
Mostrou o quanto pode ser importante, com seus dribles e velocidade no retorno do esquema tático que Cuca gosta de aplicar pelo lado esquerdo.

Fernandinho mostrou, também, que conhece os atalhos das jogadas pelos dois flancos. Precisa, no entanto, melhorar sua parte física. Pregou antes do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.