domingo, 29 de setembro de 2013

FUTEBOL MINEIRO SOBRA NO BRASILEIRO: GALO JÁ É QUINTO E CRUZEIRO PÕE 11 PONTOS DE FRENTE DO VICE.

Vou guardar minha boca pra comer minha farinha. Não é que o Galo disparou e chegou ao quinto lugar, com 35 pontos, seis atrás do Atlético Furacão e 18 do arquirrival Cruzeiro, líder disparado da competição.
Os que estavam na boca de um tropeço do Cruzeiro em Nova Hamburgo, quebraram a cara.
Quem perdeu foram os coveiros: o Botafogo, no Maracanã, perdeu por 1 a 0 da Ponte Preta; o Atlético Furacão levou de 5 a 3 do Vitória, em Curitiba, apesar da reação que teve: saiu de 3 a 0, chegou a 3 a 3. Olha o Ney Franco aí, caratinguenses!
O técnico Cuca, que não perdeu o otimismo, continua afirmando que pretende disputar o título do Brasileiro deste ano e não se assusta com a diferença do rival.
A experiência de perder Ronaldinho Gaúcho,  seu principal jogador pra todo campeonato, não abalou a equipe contra o Santos, no Horto.
E o Galo, ainda, levou 1 a 0, gol de Cicinho, mas virou já no primeiro tempo. Na etapa final, Alecsandro marcou o placar final de 3 a 1.

LÍDER DISPARA

O Cruzeiro fez a parte dele em Novo Hamburgo diante do Internacional, quinto colocado e de olho no G-4. Venceu com autoridade por 2 a 1, sem fazer um grande jogo. Foi frio, implacável e não se entregou à pressão dos colorados.
Quando fez 1 a 0, aos 4m com Nilton, de cabeça, o Cruzeiro descuidou-se e pensou que seria fácil demais. Então, o Inter empatou um minuto depois com Otávio.
Os azuis, então, usaram sua experiência pra não levar outros gols. O Colorado saiu pra cima.
Egídio era uma avenida pela lado esquerdo e Dedé que começou bem, ganhando todas por cima, no chão falhou três vezes seguidas.
Não era apenas ele, nem só Egídio. Outros dorminhocos em campo: Dagoberto, William e Borges. O objetivo foi alcançado: o placar resistiu até o final do primeiro tempo.
Com certeza, Marcelo Pacote Oliveira pagou total. Tirou Egídio e colocou Maike, indo Ceará pra lateral esquerda. Deu certo.
Dedé, também, voltou à realidade e passou a jogar com seriedade e segurança.

GOL DA VITÓRIA

Aos 8m, num contra-ataque sensacional, rápido, o Cruzeiro selou a partida. A bola saiu de Maike, na defesa, passou por Everton Ribeiro e chegou a Dagoberto.
O passe pra William saiu na conta; o atacante dominou a bola, olhou onde estava o goleiro e botou bem no cantinho. Golaço: Cruzeiro 2 a 1. 5º gol dele na disputa.
Depois, Pacote tratou de mexer mais pra poupar alguns jogadores importantes. Botou o menino Alisson no lugar de Dagoberto com ordem de segurar mais a bola.
Por fim, aos 40m, fez entrar Tinga (arre!) no lugar de Everton Ribeiro. Sabia que o jogo já estava ganho e o Inter batido.

CAIU NO HORTO...

O Atlético voltou a confirmar o axioma criado pela torcida de que se o adversário caiu no Horto, tá morto. O Santos só foi adversários nos primeiros minutos.
Depois de levar o gol santista, aos 13m, marcado por Cicinho, em impedimento, o Atlético tomou conta do jogo.
Alguns analistas dizem que foi o melhor primeiro tempo do Galo no Brasileiro. Vendo o vídeo tape, também achei.
O Santos nem gozou o seu gol: aos 15m, Luan escorou uma bela jogada de Fernandinho e empatou em 1 a 1. Aos 36m, num golaço, Marcos Rocha marcou 2 a 1.
No segundo tempo, bem no finalzinho, Alecsandro fechou o placar em 3 a 1 e o Galo chega perto do G-4.
Não é seu objetivo, porque já tem vaga na Libertadores ano que vem, como último campeão.

EMOÇÃO PURA EM CURITIBA

Se Cruzeiro e Atlético não tiveram que fazer força pra vencer seus jogos, a partida entre Atlético Furacão e Vitória, treinado por Ney Franco, caratinguense de Vargem Alegre foi de matar cardíaco.
O Vitória abriu 3 a 0 e complicava a vida do Furacão, último do G-4, com 41 pontos e que  precisava vencer pra não descolar de Grêmio e Botafogo, com 42.
A reação do Furacão no segundo tempo foi fantástica. Chegou a 3 a 3. Porém tomou dois contra-ataques e o jogo acabou em 5 a 3. O Vitória é o sexto com 34 pontos.
O Grêmio manteve a vice-liderança, com 42 pontos, ao derrotar o São Paulo por 1 a 0, gol de Vargas. Mas o SP foi roubado. Teve pênalti de Kleber que o árbitro não deu.
Kleber estava na barreira e no chute de Reynaldo levantou o braço direito de propósito e cortou a bola.Os são-paulinos reclamaram muito.

GRANDE SURPRESA

A Portuguesa que na rodada anterior venceu o Internacional (1 a 0), em Novo Hamburgo, provocou outra surpresa ao golear o Corinthians por 4 a 0, em Campo Grande no Mato Grosso.
Três gols foram de Gilberto, menino revelado pelo Internacional, passou pelo futebol pernambucano e agora está na Lusa.
O Flamengo, também, pegou uma vaca atolada e goleou o Criciúma, atolado na Z-4, no Maracanã, por 4 a 1. Em Salvador, jogo monótono entre Bahia e Vasco empatado em 0 a 0.
No sábado, o Náutico derrotou o Coritiba por 2 a 0 e o Fluminense, também, em franca ascensão derrotou o Goiás, no Serra Dourada, por 2 a 1.
Finalmente, o jogo que a torcida do Cruzeiro, também, comemorou bastante na noite de sábado. A Ponte Preta aprontou contra o Botafogo, no Maracanã, e venceu por 1 a 0.


CUIDADO PACOTE: Na próxima quarta-feira, no Mineirão, o Cruzeiro enfrenta a Portuguesa, a sensação deste returno. Tem sempre uma sensação, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.