terça-feira, 17 de setembro de 2013

PROGRAMA BOM, CARNE MACIA E PAPO COM PACOTE: TUDO DE MELHOR QUALIDADE

Participar do programa do Kleyton Borges, na Líder FM de Itaúna, foi pra lá de gostoso. Tudo dentro dos conformes; guaraná zero gelado, carne macia, música de alta qualidade com o eterno Márcio Greick.
Uma roda de cronistas esportivos de peso; sem trocadilho, Bodinho Borges no comando, mais o xará Carvalho, Orlando Augusto, Léo Siqueira e este filho de dona Geralda.
Depois chegou o pitaqueiro bom de serviço, dono dos finais de tarde no rádio da capital, Laudívio Carvalho.
No meio da roda, o treinador líder do Brasileiro, o gente boa Marcelo Pacote Oliveira . De guarda-costas levou o filho Rafael.

EDUCAÇÃO EM PESSOA

Depois do sucesso em Curitiba; do fracasso no Vasco da Gama e da recuperação total no Cruzeiro, líder do Brasileiro, Marcelo Oliveira não mudou nada.
Nem aumentou as  já avançadas entradas na testa.
Dá prazer conversar com Pacote, com Ney Franco, Cuca e Tite, por exemplo. Respondem qualquer pergunta e não apelam jamais.
Poderiam ministrar cursos de civilidade pra Renato Gaúcho, Felipão, Dunga. Leão, Luxemburgo e outros ocupantes desajeitados das prateleiras de cima.
Pena que o programa não passou na capital. Então, o afoito torcedor cruzeirense que brigou comigo por causa das críticas ao Marcelo e até por chamá-lo de Pacote caíram do cavalo.
Marcelo riu ao saber que não gostaram do apelido Pacote, até que eu expliquei a origem do apelido. Seu pai era Pacote e ele Pacotinho.

MENINOS DA BASE

O técnico do Cruzeiro nem crispou as rugas da testas pra falar de Vinicius Araújo, Lucas Silva, Elber, Maike, Álisson e Wallace, alguns que tirou da base e outros que manteve no profissional.
Pra cada cobrança minha, tinha uma resposta correta, que aceitei pela argumentação segura. Por exemplo, Vinícius andava fora de suas escalas porque servia a Seleção sub-20.
Que antes voltara com Borges pro lugar dele porque o próprio Borges, então titular, pediu pra ficar apenas treinando a fim de recuperar a forma física.
Pediu a desconvocação de Álisson por falta de substituto no mesmo estilo de Everton Ribeiro.
No caso de Lucas Silva, quando assumiu a posição, ganhou seu espaço na briga com Souza.  
Perguntei sobre a fase de Egídio, informou que é uma preocupação geral no clube. Não existe outro pra posição e ele não quer improvisar.
Porém, tem conversado muito com Egídio pedindo-lhe pra simplificar o jogo.
"É que ele é muito técnico e gosta de sair jogando em vez de dar chutão; mas depende da ocasião pra sair driblando, sem perder a bola e tomar contra-ataque", destacou Marcelo.

QUEIMANDO DINHEIRO

Não é culpa do Departamento de Marketing que o Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro, não tenha camisas oficiais pra vender.
A procura é intensa e o clube queima dinheiro nessa situação.
Tal  ridícula situação é enfrentada pela torcida celeste desde o início de 2013.
A Olympikus, fornecedora de material esportivo, não consegue abastecer o mercado.
Então que desocupe a moita. Dê o lugar pra outra empresa mais competente.
Com a liderança assumida este mês a situação se agravou: a demanda assusta a diretoria. A camisa do Cruzeiro não é encontrada nem nas lojas oficiais do clube.
Tá com tanta grana assim no cofre, presidente Gilvan?

 AMÉRICA APRESENTA MAGRÃO

Gostei de ver. A diretoria do América agiu rápido pra atender o pedido do técnico Paulo Silas e contratar  outro volante pros lugares de Doriva e China, em recuperação de cirurgias. O América buscou o experiente Magrão, ex-Palmeiras e que estava no futebol pernambucano.
Já fez exames médicos, foi apresentado, treinou e está pronto pra jogar.

GOSTAR DO TIME IMPOSSÍVEL

Só não dá pra gostar do time do América. Sua inconstância não é normal. O time mostrou boa recuperação com Silas, mas continua a mesma coisa em casa. Perdeu de virada, por 2 a 1, do cearense Icasa, no Horto.
A impressão inicial é que venceria pela terceira vez sob o comando de Silas. Leandro Ferreira fez 1 a 0 no primeiro tempo, mas na fase final tomou a virada. O resultado deixa o América na oitava posição com 34 pontos e foi ultrapassado pelo próprio Icasa, que subiu ao sexto com 35. Na próxima sexta-feira, o América jogará contra o Oeste no interior paulista.

NÃO DUVIDEM

Se o presidente Alexandre Kalil decidiu que o caminho certo pro Atlético é construir sua própria arena, como Grêmio, Atlético Paranaense, Coritiba, Internacional, Vasco da Gama, São Paulo, Palmeiras, e outros times importantes do futebol nacional, não tenho dúvida que esta arena virá.
Não foi assim com o centro de treinamento Cidade do Galo, hoje um dos melhores do País, e que estava entregue às moscas quando Kalil assumiu?

VENTILADOR NA FAROFA

Não é que o recurso da Procuradoria do STJD esteja do lado do massagista da Aparecidense, ou do clube de Goiás. Está a favor de lei.
Cumpre seu papel como zelador da aplicação das normas legais. Quem nem um promotor público.
Nessa segunda-feira o clube goiano foi excluído da Série D do Brasileiro por causa daquela conhecida lambança que o seu massagista fez em Juiz de Fora.
Pra chegar à decisão por 3 votos a 1,o Tribunal de Primeira Instância mudou o artigo inicialmente previsto na denúncia, o de número 243-A.

ANULAÇÃO DE PARTIDA

A pedido do advogado do Tupi, a Aparecidense foi inclusa no artigo 205, cuja pena é eliminação. O que acontece, por enquanto.
No art. anterior, a partida seria anulada. O procurador Paulo Schmitt diz que a decisão da turma constitui ilegalidade. Por isso recorreu e haverá novo julgamento segunda-feira.
Ou seja, a festa de classificação às quartas de final do Tupi vira nova ansiedade, pois terá que disputar, caso o recurso seja aceito, nova partida contra a Aparecidense, que lhe deu maior trabalho no complicado jogo ora em discussão judicial.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.