quinta-feira, 3 de outubro de 2013

NÃO DEU NEM PRA ASSUSTAR. LÍDER LIQUIDA LUSA EM 30 MINUTOS

    Vinicius Araújo e o pai Hélio na porta do Mineirão - foto de Gilmar Laigner (DA Press-EM)

O garoto Vinicius Araújo, uma das boas revelações do Cruzeiro, tinha motivação extra pro jogo contra a Portuguesa: seu pai Hélio e o irmão Gustavo se deslocaram de João Monlevade, onde vive a família Araújo,e  estavam no Mineirão.
O jovem artilheiro de 20 anos começou no banco de reservas e entrou no lugar de William aos 17m do segundo tempo.
Com certeza, cinco minutos antes tivera uma ponta de decepção, bem como seus parentes nas cadeiras: Marcelo Oliveira trocara Borges por Dagoberto.
Caso tenha havido, realmente, esta pequena decepção imaginada por mim, na certa houve imensa decepção por parte da torcida; ela queria ver mais de Borges.
O veterano matador esteve impossível nos 30 minutos que o Cruzeiro usou pra liquidar a Portuguesa por 4 a 0, no primeiro tempo.
Borges fez de tudo em campo.Chutou bola na trave, marcou dois gols, deu assistência pra um deles e até carrinhos na cobertura de Egídio, pela lateral esquerda.

                           Borges o melhor em campo. Foto de Rodrigo Clemente - DA Press e EM

INTUIÇÃO FALHA

Dei nota zero pra minha intuição e vou ficar de olho nela. Tudo porque me levou a crer numa tremenda dificuldade dos azuis diante da encrenqueira Lusa do Canindé.
Que nada, os rapazes de Pacote começaram  a partida marcando a saída de bola da Portuguesa que se desesperou e errou várias vezes. E o Cruzeiro tirou proveito disso.
Aos 6m, na pressão, Borges tomou a bola e mandou um petardo de fora da área. Bola na trave e no rebote, Everton Ribeiro fez 1 a 0.
Aos 15m, foi Ricardo Goulart quem chutou de fora da área. Bola na trave e Borges entrou livre pra marcar 2 a 0.
Aos 20m, mais bola na trave da Lusa: escanteio cobrado e na sobra Borges acerta o poste.
A defesa da Portuguesa estava nocauteada em pé, mas o ataque não. Tanto que Souza acertou, também, o travessão de Fábio e a bola ainda quicou em cima da linha.
E aos 24m, o artilheiro da Lusa, Gilberto, driblou vários cruzeirenses na velocidade e diante de Fábio chutou pra fora.

LIQUIDAR LOGO

Marcelo Oliveira gritava pro time manter a pressão. aos 29m, a Portuguesa saiu mal outra vez. Tomou Lucas Silva, passou a Everton Ribeiro, chegou a Borges na ponta direita.
A assistência do centroavante foi perfeita pra William, no meio, fazer 3 a 0. Viram aí que Borges não foi mais aquele poste fixo no meio dos zagueiros. Se mexeu bastante.
Aos 31m, fechou-se a tampa do caixão: confusão na área da Lusa. Chutou Goulart, na zaga; sobra de Everton Ribeiro, na zaga. Rebote de Borges, nas redes. Cruzeiro, 4 a 0.

RELAXAMENTO GERAL

No segundo tempo, apesar dos pedidos de "mais um" dos 50 mil torcedores, o Cruzeiro relaxou. Administrou a vantagem com inteligência.
Marcelo entendeu o relaxamento dos atletas. O jogo já estava definido e domingo tem o Náutico lá no Recife.
E preciso medir o pó e a água pra se fazer um café cheiroso e gostoso.
Bem que o técnico colocou sangue novo pra descansar os veteranos corredores: Dagoberto no lugar de Borges, - o melhor em campo -, Vinicius no de William e Lucca no de Everton Ribeiro.

 0NZE PONTOS MANTIDOS

O Grêmio derrotou o Atlético Paranaense por 1 a 0 e manteve-se na vice liderança. O Botafogo empatou com o Fluminense em 1 a 1 e continua no G-4, assim como o Furacão. Está assim o G-4, pra sua lembrança: Cruzeiro, 56; Grêmio, 45; Botafogo, 43 e Atlético Furacão, 43 pontos ganhos.

APOIO DA FAMÍLIA

família percorreu 120 quilômetros pra acompanhar o filho famoso. Hélio Araújo,43, o pai, é mecânico  se disse surpreso com o sucesso tão rápido do filho:
"Eu sempre soube do potencial dele, mas não esperava que desse tudo certo tão rapidamente. No meio do futebol, tudo é muito difícil"
"Vinicius teve oportunidade no time certo, na hora certa, e está sabendo aproveitar da melhor forma possível".
Gustavo, o irmão de 16 anos, tenta seguir a trilha de Vinicius e joga num time de João Monlevade. Se não der certo, tentará engenharia ou administração.
"Vinicius é uma inspiração para mim, claro que eu queria ser jogador igual a ele, mas a gente sabe que é uma carreira difícil". (Superesportes)

GOVERNADOR OU SENADOR?


Alexandre Kalil (foto) assinou a ficha de filiação ao PSB e agora ficará na expectativa do que diz a sua consciência e as dos cartolas do partido. Será candidato a quê?
Considerado trunfo alto pelo presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos, do Pernambuco, Kalil chegou a ser falado até como candidato ao governo de Minas.
Porém, estava vaga já tem olho gordo nela: o prefeito Lacerda de Beagá. Ele tem feito aquele joguinho do "quero, não quero, vou ver".
Além do mais, Dr. Lacerda é candidato chuchu: "anódino, insípido, inodoro".
Se ficar por aí, Kalil entra, desde que aceite concorrer contra alguém apoiado por Anast-azia ou Aécio Never. Então, a expectativa geral é que concorra a Senador.
Já tenho duas opções: Kalil, candidato a Senador pelas Geraes, e Eduardo Campos, candidato à Presidência.
O pessoal da legenda pressiona Alexandre Kalil pra que ele seja candidato ao governo de Minas.
No entanto, o presidente do PSB local, Julio Delgado, informou que Kalil não tem a menor intenção de disputar o Palácio da Liberdade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.