segunda-feira, 14 de outubro de 2013

TAMBÉM COM RAÇA SE FAZ UM TIME VENCEDOR

Marcos Rocha passou por lesão na panturrilha durante a semana do clássico. Fez tratamento intensivo e, sem estar livre das dores, resolveu jogar contra o Cruzeiro.
Foi um dos destaques da partida.
Também recordista de desarmes -8 no total - incluindo o lance que resultou no gol do Fernandinho, aos 41m do segundo tempo.
Tomou a bola de Alisson - os cruzeirenses reclamam de falta dele, que não existiu - e fez o passe pra Fernandinho.
Este driblou Bruno Rodrigo e marcou o golaço da vitória atleticana.
Segundo Marcos Rocha, ele sentiu a dor na panturrilha ainda no jogo contra o Grêmio, debaixo de muita chuva. Decidiu jogar pois sabia da importância de vencer o clássico.
Marcos Rocha completou 126 jogos com a camisa do Galo.

DESABAFO CEDO

O leitor cruzeirense, Ronaldo Abretz, de BH diz num email: https://bay174.mail.live.com/mail/clear.gif"Marcelo Oliveira é fraco e com certeza vai entregar o título nessa reta final. Jogar todo recuado contra o time misto do Atlético foi a gota d'água, não pode permanecer pra 2014".
Trincheira: cedo demais pra tal afirmação. O time manteve 10 pontos na frente do segundo colocado e tá muito perto do título deste ano.
FOGUETE DOS DIABOS

O torcedor, ou torcedores?, do Cruzeiro responsável pelo foguete jogado na social da torcida do Atlético merece cadeia, sem dúvida. Não vai levar, no entanto, ainda que identificado.
O pior é que a sua identificação, e consequente  processo criminal, não livrará o Cruzeiro de terrível punição: ter de jogar longe de Belo Horizonte.
Bela contribuição dessas chamadas torcidas organizadas, que brigam entre si, como aconteceu no Horto, e ajudam a punir o time na reta final da briga pelo título.

REINCIDÊNCIA NO STJD

A torcida do Cruzeiro - e por via de consequência o clube - deixou de ser primária no STJD quando um imbecil desses, vestidos com a camisa do time, usou um sinalizador no jogo contra o Goiás, no Serra Dourada. O Cruzeiro foi multado.
Nesse caso do foguete no Horto, calcula-se perda de três mandos de campo. Vejam aí na tabela quantos jogos restam ao Cruzeiro em casa e saibam o tamanho do risco.

TIRO CERTO

Que tiro na mosca deu a diretoria do Atlético ao trazer Fernandinho pra vaga de Bernard.
No Jogada de Classe uma telespectadora mandou email pra saber minha opinião sobre os dois.
Bernard é página virada, não compensa mais fazer qualquer comparação com Fernandinho. Este sim, tá que mata a pau e virou novo ídolo da torcida.
Ainda mais depois daquele gol sensacional no clássico. É histórico: fez sucesso no clássico vira ídolo da Massa.

PRECISO SABER

A minha maior curiosidade no momento é saber o seguinte já que nem a teoria, nem a prática, me explicam: por que Marcelo Pacote Oliveira não usa Vinicius Araújo?
O menino já provou que sabe fazer gols. Já mostrou rapidez e talento pra jogar nesse ataque cruzeirense.
Borges fez boa partida, nem me lembro contra quem, e parou: não marca, não joga e não favorece o esquema que, por isso mesmo o castiga com  isolamento total na frente.
Contra o SP e o Galo a tal artilharia azul não funcionou e Vinicius Araújo curtiu o banco.
Pacote passou a apelar pra Dagoberto que entrar mais desinteressado em trabalhar que os moradores de rua da Praça Marília de Dirceu.
Outra coisa: Maike foi punido por ter jogado mais que Ceará, inclusive fazendo gols?

CAMINHO DAS PEDRAS

O cruzeirense Flávio Carvalho, preocupado com as duas derrotas seguidas do seu time, me perguntou no intervalo do Jogada de Classe: "Será que Murici e Cuca ensinaram pros outros treinadores o caminho das pedras pra parar o ataque do Cruzeiro?"

MESSIAS DA ARAÚJO

Já outro cruzeirense, o prestativo Messias, responsável pelo estacionamento da Drogaria Araújo, na Prudente de Morais, deu-me boa dica: "No Atlético, Tardelli, Marcos Rocha e Fernandinho jogaram pra serem convocados por Felipão. A turma do Cruzeiro jogou atrás de contrato no futebol da China".

CHII, AZUIS PEGAM O CARRASCO!

O Cruzeiro tenta se reabilitar nesta quarta-feira, às sete e meia da noite, no Mineirão, contra o seu grande carrasco dos últimos tempos: o técnico Vanderlei Luxemburgo.
Depois de ajudar o clube na conquista da Tríplice Coroa, Luxemburgo foi adversário do Cruzeiro por 20 vezes. Venceu 12 dos confrontos.
Nos últimos cinco jogos, o treinador só venceu. O mais triunfo foi na estreia de Luxemburgo no Flu.
Com gol de Fred, o tricolor carioca venceu por 1 a 0, no Maracanã, e deixou, naquela ocasião, a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.
Antes dessas cinco derrotas, O Cruzeiro venceu Luxemburgo numa série de quatro jogos seguidos. Sob o comando de Adílson Batista, os azuis venceram o Santos de Luxemburgo por 2 a 1, na Vila Belmiro.

GALO PERDE MAIS DOIS

Já bem desfalcado, pelo menos de 12 jogadores entre reservas e pré-reservas, o Atlético perdeu mais dois importantes titulares pra partida contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira, na bela Curitiba, nesta quarta-feira.
Leonardo Silva e Pierre receberam o terceiro cartão amarelo e estão fora.
Cuca já quebrou a cabeça o suficiente pra escalar uma equipe no clássico e agora tá formando outra. Jemerson deve jogar na vaga de Léo e Donizete Amorim no de Pierre.
Sem Michel, também no departamento médico, se Cuca decidir poupar Marcos Rocha terá de escalar Carlos César no seu lugar; é o único reserva que resta.

FERRADA ANTES

Rapazes, eu tinha me esquecido que o Cruzeiro terá encontro com o STJD antes que o órgão julguem os acontecimentos do clássico.
Nesta quarta-feira, o Tribunal Especial do STJD analisa a presença do tal sinalizador no jogo contra o Botafogo, no Mineirão.
O soprador de apito da época é o mesmo do clássico, Luiz Fábio de Oliveira. Ele foi apagado rapidamente, mas isso pouco importa.
Nada exime o desavergonhado torcedor da culpa. Sabia que fazia bobagem e que prejudicaria seu time.
Não há vontade política no STJD em eximir de culpa o Cruzeiro por causa de sua liderança avançada. Pelo contrário, quase certa a punição de perda de mandos de campo. Periga depois, nova punição no caso das bombas no clássico.

Cruzeirenses, acendam velas a São Judas Tadeu, pois o dia dele é 28 próximo. É bom que o time comece a vencer logo agora contra o Fluminense, ou...

2 comentários:

  1. SR FLAVIO ANSELMO, TEM UMA PULGA ATRAS DA MINHA ORELHA DESDE AQUELA PARTIDA CONTRA O SÃO PAULO, AQUELE GOL PERDIDO CARA A CARA DO BIGODE ESTA ME CHEIRANDO A FALCRATUA PARA BENEFICIAR O SÃO PAULO. SO QUE O MEDROSO DO MARCELO FOI CASTIGADO NO CLASSICO. NO TIME DO CRUZEIRO DE 2003 NÃO TINHA PERDÃO ERA BOLA PRA REDE ATE DE BICO.A PULGA CONTINUA ATRAS DA ORELHA. (ANTONIO LUIS DO BAIRRO SERRA )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tira a pulga detrás da orelha. Apesar do medo de Marcelo Pacote, o Cruzeiro ganhará o tricampeonato este ano.




      Excluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.