quinta-feira, 14 de novembro de 2013

BEAGÁ PAROU NA RECEPÇÃO AOS TRICAMPEÕES

 Foi legal  passar a madrugada de quinta pra sexta-feira sem dormir, por causa do foguetório e do buzinaço da China Azul após a confirmação do tricampeonato em Salvador.
A vitória por 3 a 1 sobre o vitória merecia, realmente, aquela festança toda madrugada a dentro, mesmo custando a tranquilidade de quem não tem nada com isso.
Só não havia motivo para os vândalos, baderneiros, bandidos, trajando o manto azul promoverem quebradeira geral na já suja e quebrada Capital dos mineiros.
Lojas do centro foram depredadas, saqueadas e até incendiadas.
Que ódio animal levou a horda de bandidos a atacar, por exemplo, a Loja do Galo na Savassi, atirando bombas no seu recinto e quebrando muita coisa?

BANDIDOS À SOLTA

Enquanto nossos pseudo legisladores manterem as polícias manietadas com leis superadas;
Enquanto nossa Justiça ignorar os pedidos da sociedade acuada por segurança total.
Enquanto nossos governantes se esconderem atrás da pusilanimidade, receosos de meia-dúzia de falsos defensores de direitos humanos.
Os bandidos de ocasião ficarão à solta e quebrando tudo, matando muito e roubando mais.

SEM REFRESCO

O técnico Marcelo Pacote Oliveira antes de liberar os rapazes, após o city tour pela Capital, no carro do Corpo de Bombeiros, que a festança acaba neste sábado.
Domingo tem jogo no Parque do Sabiá contra a Ponte Preta e o tricampeão tem de cumprir suas responsabilidades com os outros times que lutam por vagas importantes e contra o rebaixamento. É o caso da Ponte.

DE OLHO EM UBERLÂNDIA

O Bahia que entrou no Z-4 é mais um que tá de olho no jogo entre Cruzeiro x Ponte Preta, no Triângulo. O Fluminense é outro. Venceu o Náutico no Maracanã (2 a 0) mas continua por volta do buraco negro. Também tem o Vasco da Gama e o Criciúma. Por isso, Pacote quer seriedade nos quatro jogos restantes.

GALO TEM MAIS LESIONADOS

O pessoal do Departamento Médico do Atlético trabalhou muito no jogo contra o Internacional, no Horto. Nem parecia que era jogo sem grandes responsabilidades.
O pau comeu solto sob a arbitragem de Marcelo Lima Henrique. Cuca teve que trocar Luan, que já havia entrado no lugar de Guilherme, lesionado, e Marcos Rocha.
Diego Tardelli foi outro que deu vários sustos no técnico.
No jogo, Fernandinho fez 1 a 0, num lance de muita persistência. Recebeu de Luan, o zagueiro Jackson falhou, Fernandinho pegou a bola e mandou o petardo: 1 a 0, aos 36m.
No segundo tempo, Marcos Rocha fez pênalti em Oscar e D'Alessandro empatou. Um minuto depois, Alecsandro recebeu de Luan e da entrada da área marcou a vitória por 2 a 1.
A torcida atleticana teve mais sustos com as contusões, do que vibrou com a vitória.
Dr. Rodrigo Lasmar avisou que todos estarão prontos até o Mundial. Ainda bem! Porém tem problemas pro jogo domingo em São Paulo contra a Lusa.

CHEIO DE COVEIROS

Roberto Dinamite, presidente do Vasco, tem cuspido marimbondos diante da declaração do diretor de marketing da Nissan, Murilo Moreno, empresa patrocinadora do time profissional.
Segundo o falastrão, diante do alto risco de rebaixamento do Vasco - 71% - seria até vantajoso pra marca se o clube descesse pra Segunda Divisão.
Com parceiros deste tipo, o Vasco não precisa mais nem de inimigos como Eurico Miranda. Cruzes!

NOTA DA MONTADORA

Ao tomar conhecimento da declaração de seu diretor de Marketing, a Nissan que assinou contrato de R$ 28 milhões por quatro anos com o Vasco, emitiu nota oficial:
 “A Nissan decidiu apoiar o Vasco da Gama porque o Futebol é uma paixão nacional e a Nissan é uma empresa comprometida com o Brasil e com sua cultura. Esta não é uma ação oportunista ou de curto prazo. Em nenhum momento a Nissan, ou qualquer de seus funcionários, disse esperar ou torcer para que o clube seja rebaixado.
Além disso, o patrocínio, que tem a duração de 4 anos, é estendido a outras modalidades do Vasco como o Remo, Futebol Feminino e o Futsal – modalidades esportivas que, em sua maioria, serão base dos Jogos Rio 2016™, também patrocinados pela Nissan”.
Trincheira: uai, o cara falou, ou não falou?

PROCON NA GÁVEA

Os fiscais do Procon carioca foram à Gávea atrás de documentos financeiros e acabaram encontrando mais coisas podres na sede do clube.
Em nota oficial, o Procon rotulou de Operação Urubu a batida na Gávea atrás de documentos que justificassem aumentos de ingressos nos jogos do Mengão.
De quebra encontraram no Restaurante O Mais Querido do Brasil além de 800g de frango desfiado, 360g de mostarda e dois sanduíches além do prazo de validade.
E mais: três litros de chope vencidos.

FÁCIL DEMAIS

Com adversários deste quilate, uruguaios e mexicanos poderiam mesmo, antes de entrar na repescagem dos nossos continentes pra enfrentar Jordânia e Nova Zelândia, carimbarem os passaportes dos seus craques. O Uruguai enfiou 5 a 0 na Jordânia, como visitante e o México, no Estádio Azteca, também goleou a Nova Zelândia por 5 a 1.  Fácil demais!

SHEIK CONTRABANDISTA

O Ministério Público Federal quer a condenação do atacante do Corinthians, Emerson Sheik, por contrabando, pela importação ilícita de um carro BMW X6, em 2010.
O processo corre no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). Sheik botou as barbas de molho, outra vez, após ser absolvido em agosto.
O parecer da Procuradoria Regional da República da 2ª Região (PRR2),  é favorável ao recurso do MPF/RJ contra a absolvição do réu pela 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

DÁ ATÉ PENA

Me digam aqui: vocês não têm pena do que fizeram - ou fazem - ou que José Carlos Brunoro diretor executivo do Palmeiras fez com o técnico Gilson Kleina.
Mesmo sem dispensar Kleyna, Brunoro fez contato com o argentino Marcelo Bielsa que pediu o novo estádio do Palmeiras, mais três carros e um milhão de reais por mês. Sem chance.
O pessoal da diretoria não quis falar com Kleyna após a derrota em Belém e deixou pra acertar a renovação, diante do não de Bielsa, em São Paulo, neste sábado, depois do jogo contra o Boa Esporte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.