domingo, 3 de novembro de 2013

CRUZEIRO JOGA COMO TRICAMPEÃO NA VILA FAMOSA

   Foto do gol de Everton Ribeiro - Reginaldo Castro- Agência Estadão

A vitória do Cruzeiro por 1 a 0 - outro golaço de Everton Ribeiro - sobre o Santos, na Vila Belmiro, apesar do placar aparentemente apertado, foi uma das mais fáceis na luta pelo tricampeonato brasileiro.
A moçada de Marcelo Pacote Oliveira mandou na partida do princípio ao fim.
Pra se ter uma ideia melhor, basta dizer que o excelente goleiro Fábio,um dos melhores jogadores da competição, só teve que trabalhar duas vezes.
Na primeira, Ceará cabeceou errado uma bola cruzada na área e obrigou Fábio a desviar pra escanteio, limpando a barra do veterano lateral.
Na segunda, na única vez em que Nilton descuidou-se da marcação sobre Cícero, o meia santista soltou petardo de fora da área e Fábio, com estilo, desviou, também, a corner.
No mais, só deu Cruzeiro.
Everton Ribeiro teve chance aos 18m do primeiro tempo, após tabela com Dagoberto; bomba de perna esquerda que o zagueiro Gustavo desviou no meio do caminho a escanteio.
Na cobrança, Nilton pegou a sobra na pequena área e chutou pra fora. Aos 29',  tabela Borges e Ricardo Goulart e RG na cara da meta chuta pra fora. 

GOL DA VITÓRIA

No segundo tempo, os azuis continuaram vivos no jogo.
Aos 9m, a marcação especial santista descuidou-se de Everton Ribeiro. Ele entrou driblando pelo lado direito: um, dois e três, passou pra perna esquerda e soltou a bomba.
Outro golaço do meia cruzeirense, o sétimo ele: Cruzeiro 1 a 0.
E querem dar o título de melhor jogador do campeonato ao Walter, do Goiás. Everton só ficou de fora de um jogo do Cruzeiro em todo campeonato.
Após o gol, pra evitar qualquer reação santista, Marcelo Pacote fez as substituições necessárias a partir dos 22m.
Tirou Borges e botou Júlio Baptista que no primeiro lance foi ao fundo e rolou pra Everton Ribeiro na marca do pênalti. O craque celeste novo petardo, mas pra fora. Gol perdido.
Aos 35m, Elber entrou no lugar de Dagoberto. Pouco depois, Ceará alertava a Pacote que o meio-campo  deixava Cícero livre e o técnico colocou Tinga no lugar de Everton Ribeiro.
O Cruzeiro, ainda, perdeu outro gol feito, aos 47m, numa jogada de Ricardo Goulart pela direita, cruzamento na medida pra Elber que fechava no meio.
O garoto chutou pra fora, acossado pelo goleiro e por um zagueiro.

ADVERSÁRIOS AJUDAM

Os adversários que perseguiam o Cruzeiro "mais de perto" deram aquela mãozinha de novo: o Botafogo foi derrotado em Goiânia, pelo Goiás, por 1 a 0, enquanto o Grêmio empatava em casa com o Bahia em 0 a 0.  O Fogão ficou a 14 pontos do Cruzeiro, e o Grêmio, a 15 pontos.
Melhor pro Atlético Furacão que tornou-se vice-líder, com 55 pontos, a 13 pontos dos azuis,  e é o único time que pode evitar que o Cruzeiro seja campeão antecipado na próxima rodada.
O Furacão derrotou o Inter por l a 0, em Curitiba.
Outro que se deu bem na rodada foi o Goiás que chegou ao quinto lugar com 52 pontos e agora luta por uma vaga no G-4, que pode virar G-3 caso um time brasileiro seja campeão da Copa Sul Americana.

PUXÃO DE ORELHAS

Pra não passar em branco, já que não quis falar de Egídio e Ceará, vou puxar as orelhas de Dedé. Em determinado momento, em que ele deu um chutão pra frente,

Nilton até o repreendeu fazendo aquele gesto de pedido da bola. Num lance seguinte, Dedé repetiu o chutão. Será que ele pretende ser o lançador de bolas no Cruzeiro? 

4 comentários:

  1. Respostas
    1. É Dirceu, mas antes de falar qualquer coisa do Montillo é preciso elogiar a atuação perfeita de Nilton na sua armação e de Lucas Silva solto e no rebote. Ambos nota 10

      Excluir
  2. Flávio,
    bom dia!
    Como e muito mais experiente do que eu, como pode o Cruzeiro, ser Tri-Campeão Brasileiro, se não foi BI-campeão. Ou você acredita também que "Taça Brasil 1966" homologada por cartolas de clubes e CBF do extirpe de Zezé Perrela (senador que votou contra a CPI dessa entidade neste ano), Ricardo Teixeira (foragido da Justiça), Mustafá Contusi (ex-presidente Palmeiras) é campeonato Brasileiro. Então explica pra mim o Palmeiras é BI campeão Brasileiro no mesmo ano. Pois conquistou o Robertão e a taça Brasil de 1967. Se assim for, já está passando da hora de "homologar" o TRI da América do Galo. Somos 02 vezes campeões da Sulamericana e libertadores 2013. Concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fui eu quem homologou. Mas concordo, pq era o único torneio nacional na época. Quanto ao Tri do Atlético, não vamos inventar. Foi campeão em duas categorias diferentes e simuntâneas.

      Excluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.