segunda-feira, 25 de novembro de 2013

DEDÉ DIZ QUE APENAS ACEITOU O CONVITE DO PRÓPRIO CRUZEIRO PRA NÃO ENFRENTAR O VASCO


Dedé de mau humor dá explicações sobre seu amor pelo Vasco - foto de Rodrigo Clemente/DA Press

Vou tentar entender.  O Dedé desvestido até de sua inicial presença na Toca, com perfil de pessoa cordata, até meio tímida, divulgou nota oficial explicando o inexplicável: porque não enfrentou  seu ex-clube, Vasco da Gama, no sábado.
Ao mesmo tempo em que voltou a manifestar na intenção de não entrar em campo, "por razões sentimentais" naquele dia, Dedé informou que foi o Cruzeiro  que convidou a não jogar no Maracanã.
- Eu não disse, em nenhum momento, que não queria jogar. Seria mais fácil eu simular uma dor qualquer. Não entendi em que parte deixei de ser profissional.
Nego-me a pensar que Dedé seria capaz de fazer isso. Simular contusão pra não jogar.
Muito bom! Se ele que ganha mensalmente uma fortuna pra defender o Cruzeiro, pede pra não jogar contra seu ex-clube, porque " ter ligações afetivas com ele desde menino" não precisa procurar muito pra entender onde deixou de ser profissional.
Disse mais em sua nota oficial: "Parece até que não conquistamos o campeonato". E com grandes méritos, sem dúvida.
Porém, isso não credencia Dedé ou outro qualquer a chutar a cara do Cruzeiro, pra não dizer outra parte, em nome desta conquista.
Que eu me lembre, Piazza, Raul, Dirceu Lopes, Joãozinho e Nelinho ganharam mais títulos que Dedé sem perder a noção de respeito e profissionalismo pelo clube.
Ninguém culpou Dedé pela falha incrível cometida no lance do gol do Flamengo, no Mineirão, e que selou a sorte do time azul na Copa do Brasil.
Agiu-se profissionalmente porque aquela pixotada faz parte da vida de atleta de futebol.  
O mais estranho em toda nota - contumaz arrogância dos falsos deuses de barro e mitos fabricados no futebol de hoje - é Dedé afirmar que recebeu duas propostas pra deixar a Toca da Raposa, mas preferiu não dar seguimento às negociações.
 Independentemente do que aconteça, pretendo cumprir meu contrato. Nas últimas semanas, recebi duas propostas do futebol internacional, que poderiam ser irrecusáveis, mas fiz questão de sequer ouvi-las. Isso mostra que estou muito feliz vestindo a camisa do Cruzeiro”.
Permita-me, então meu Bom, como simples mortal, advogado e jornalista aposentado, que vende o almoço pra pagar a janta, afirmar que não acredito numa só palavra - com o que, certamente, você pouco se importa.
Tenho que dizer isso: em apenas uma proposta do exterior você já teria arrumado sua mala, passado no Vasco, prometendo voltar quando encher as "burras" de euros e se mandado da Toca da Raposa.
Na nota de Dedé consta, também o seguinte"...um exemplo é a polêmica que estão fazendo por nada sobre a discussão entre o Cris e o Júlio Baptista. Isso é normal. Os jogadores estão rindo dessa situação..."
Estão rindo dessa situação porque. na maioria, são uns alienados e não levam nada a sério. Os torcedores, pelo contrário, não riram nada.
É só acompanhar algumas declarações que decidir publicar na Trincheira de hoje.

O QUE DISSERAM...

Vanderlei Lima, o Pantera - BH - Flávio, você falou tudo. A liberação do Dedé por sentimentalismo é tão idiota quanto liberar o Marcelo num jogo contra o Galo. Faltou sim profissionalismo em todos para permitir tamanho descalabro.
Agora o Bahia vai pagar o pato. Se fosse o contrário gostaria de saber o que eles fariam. Fatos como este complicam a grande conquista e envergonham aqueles que gostam de futebol. Liberar jogadores...
Eles têm contrato para cumprir e devem ser profissionais. O Cruzeiro precisa cuidar dele e deixar que os outros se danem. Ou então ajudem a todo mundo.

Aloísio Grossi - BH - Flávio, você disse tudo e mais alguma coisa, sobre a atitude do time. Me sinto completamente envergonhado. Havia planejado ir ao Mineirão no jogo da entrega das faixas, mas, não irei mais.
Já pensou se o time, a comissão técnica e a própria diretoria, aprontam mais um vexame!!!!... Não merecem o meu respeito. Mete o pau nessa turma de anti-profissionais é isso que eles merecem.

João Batista escreveu no Facebook:  Flávio, acho que o Cruzeiro formou um time e foi campeão brasileiro, mas está fazendo meladas no final... é preciso cuidado e os experientes da direção e dentro de campo tem que se precaver pois a imprensa inimiga está de olho e podem melar um título com imagens grotescas como esta que o Sr. Julio Baptista cometeu... dápra explicar, mas que ficou feio, ah amigo, ficou..."
Trincheira: Por esta pequena amostra Dedé e Júlio Baptista podem ver que a situação deles - me desculpem o trocadilho - tá mais suja que poleiro de galo.

DEU NO SUPERESPORTE: Mestre em Direito Desportivo da Espanha garante Fernandinho no Mundial.
Gustavo Lopes Pires de Souza, da Universidade de Lérida - Espanha - disse que a contratação de Fernandinho respeitou as regras de inscrição de jogadores para o Mundial.
E o mestre estudou bem o regulamento do Mundial de Clube e deu sua opinião em artigo publicado na revista da Universidade. Em sua douta linguagem disse:
“... o Clube Atlético Mineiro cumpriu o item 1, da cláusula 23 do regulamento do Mundial ao firmar com o atleta contrato de trabalho dentro do período de transferências internacionais. Assim, por mais que a publicação do BID tenha sido posterior à “janela”, o atleta já estava devidamente vinculado ao Clube em data anterior a 19 de julho de 2013.”

   Foto de BrunoCantini

MADRASTA MANDA

A madrasta do futebol internacional manda e desmanda. Ela determina que somente jogadores contratados antes do fim do período de transferências internacionais podem ser inscritos no Mundial de Clubes, marcado pra dezembro.
No caso do Brasil, a “janela” fechou dia 19 de julho de 2013. O nome de Fernandinho foi publicado no BID (Boletim Informativo Diário-Eletrônico da CBF) em 14 de agosto. Porém, o Atlético alega ter um contrato de trabalho com Fernandinho assinado antes do encerramento do período de transferências internacionais.

LISTA DO CUCA

A lista definitiva de 23 nomes tem de ser enviada à Fifa até a próxima sexta-feira. O Como todos sabem, o Galo estreia no torneio dia 18.
Na lista de Cuca, Fernandinho tá dentro. Emerson e Dátolo, proibidos pela Fifa, estão fora.
Os prováveis inscritos são:
Goleiros: Victor, Giovanni e Lee; Laterais: Marcos Rocha, Michel (ou Carlos César), Lucas Cândido e Junior César;Zagueiros: Réver, Leonardo Silva, Gilberto Silva e Jemerson;Volantes: Pierre, Josué, Leandro Donizete e Rosinei;Meias: Ronaldinho Gaúcho, Luan e Guilherme;Atacantes: Jô, Diego Tardelli, Fernandinho, Alecsandro e Neto Berola;Outras possibilidades: Leleu, Emerson e Dátolo
AVISO FINAL

Que Ponte Preta e Portuguesa abram suas próprias trincheiras, preparem suas armas porque poderão enfrentar difíceis batalhas jurídicas, caso Vasco, Fluminense e Coritiba despenquem pra Segundona.

Advogados dos três clubes fazem reuniões constantes em busca de saídas legais no regulamento da CBF que permitam remédios contra seus males atuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.