segunda-feira, 11 de novembro de 2013

FALTOU PERSONAGEM NA FESTA DO CRUZEIRO: O MASSAGISTA TITA. AONDE ESTÁ?

No meio daquela comemoração toda, da bagunça organizada no gramado e pelas ruas da capital, nenhum torcedor teve tempo de lembrar-se da figurinha carimbada, toda vestida de azul, com a bolsa de remédios na mão, disparando pela beira do gramado em direção do atleta caído no gramado.
Ou que nas comemorações de gols do Cruzeiro, ele aparecia nas fotos e nas cenas jogando água nas cabeças dos atletas.
Com certeza, esta figura só foi valorizada Felipão o chamou pra Seleção.
Na época várias fotos suas apareceram nos jornais; sua história de vida dura, sofrida, foi mostrada na tevê e nos jornais.
Até se revelou o nome verdadeiro desta personagem conhecida como Tita. Grande figura.
Tenho minhas fontes, fui alertado pelo repórter Wilson José, e saí atrás da informação.
Como na Toca, vários cartolas incompetentes preferem ver o diabo do que este filho do Sodico, exceto Valdir Barbosa e Marcone Barbosa, recorri ao Serginho, da nossa bancada no Jogada de Classe..
Serginho não demorou nem cinco minutos pra retornar-me a informação pedida: "Tita sumiu do Cruzeiro desde o dia 20 do mês passado. Sua carta de demissão já está assinada e pronta. Caso não apareça o processo será de abandono de emprego".

DO LADO MAIS FRACO

Opa! Advogado aposentado, de atuação marcante na área trabalhista, sempre ao lado do empregado, passei a matutar:  tem peixe podre nessa história.
Como pode Tita trabalhar na Seleção e na volta sumir do Cruzeiro. Com certeza, tem trama de capatazes metidos à besta, atrás de tudo.
Sumiu, talvez, por levar uma rasteira de alguém a fim de colocar um apaniguado no cargo. Não seria a primeira vez na Toca da Raposa.
Tita sumiu porque sofreu terrível golpe da desatenção e desconsideração dos dirigentes, pouco antes de conquistar o título junto com a rapaziada.
Logo ele, que veio o Campeonato todo molhando a cabeça dos goleadores e dos companheiros na comemoração dos gols.
Logo ele, cruzeirense e moço simples, que graças ao Cruzeiro de antes, dos tempos dos  Perrela, pode dar grande avanço na vida.
E sair da favela aonde morava com ajuda de Felipão e dos jogadores do Cruzeiro. Que injustiça fizeram com Tita?

É BOM LEMBRAR DOS HUMILDES

O momento é de alegria, a torcida vibra com o tricampeonato que os adversários contestam; a turma da dor de cotovelo afirma que o Cruzeiro ganhou o título de presente da CBF, como ganhou o de 66, apesar desta diferença quilométrica de pontos.
Porém,  nesse momento de grandeza do Cruzeiro não deve esquecer-se que nem só os gols de Ricardo Goulart, Borges, ou as jogadas geniais de Everton Ribeiro, ou as defesas de Fábio, deram-lhe a trilha do título.
Não foi só da competência tática de Marcelo Pacote Oliveira e de seus companheiros de comissão técnica que o título veio. Mas, também, do trabalho dos humildes, dos esquecidos.
O clube não pode descer ao nível das maldades internas, dos temperamentos viciados e arrogantes.
De expedientes estranhos dispensam auxiliares como o "pequeno" Tita embora, sem qualquer publicidade dos motivos,  nas vésperas da grande conquista.
E esta turma do absurdo pretende fazer com que o episódio caia no esquecimento, porque tem alguns setores da imprensa esportiva mineira.
Setores comprometidos com a censura interna que escolhe as informações a serem publicadas e divulgadas nas edições noturnas e no dia seguinte.
Por que o Cruzeiro escondeu essa informação sobre o Tita: pela pequinês de seu cargo, ou com receio de alguém ser pego no contrapé?

BONS MOMENTOS

Sei que o leitor cruzeirense dirá a velha frase: "este velho cronista ranzinza só faz falar mal do Cruzeiro!" Não é bem assim.
Os elogios pelo título aos cartolas - presidente, diretor de futebol, assessor de imprensa - de atuação diária cabem à grande mídia. Eu fico com os amigos Valdir e Marcone e com a raia miúda.
Cabem, também, milhões de elogios da Trincheira àqueles craques - Fábio, Everton, Ricardo, Lucas, Maike, William, Borges, Nilton - que deram suor e lágrimas neste títulos.
Mas não pisem nos humildes que respeito e admiro.

CUMPLICIDADE

Site publicou foto do diretor celeste, Alexandre Matos, na véspera do jogo decisivo contra o Grêmio, segundo o veículo de comunicação, em comemoração antecipada ao título de tricampeão.
Tipo de cumplicidade a ser evitada. Cheira busca de apoio pra futuros problemas!

NOVO ESQUEMA

Espero ver o Cruzeiro de roupagem nova em seu esquema tático nesta quarta-feira em Salvador, contra o Vitória de Ney Franco, no jogo que poderá carimbar de vez a faixa de campeão brasileiro-2013.
Direis: o que pretende você dizer com essa história de roupagem nova? Sem Ceará e Everton Ribeiro suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Marcelo Pacote deverá reorganizar a equipe.
Com Júlio Baptista, no lugar de Everton Ribeiro - creio mais em William nesta jogada - o time perde a velocidade de contra-ataque que ER imprime.
Em compensação terá tal velocidade pelo lado direito com a presença de Maike no lugar de Ceará. Caso não opte por Baptista e sim por William, tudo continuará como antes.
Caso resolva usar mesmo o veterano jogador, com certeza, vai adiantá-lo e trazer Ricardo Goulart pro meio. RG funciona melhor assim, vindo de trás.

JÁ QUE DESVENDAMOS UM...

Por que então não desvendar outro, também? O torcedor atleticano tem vivido momentos de enormes expectativas quanto ao aproveitamento de Ronaldinho Gaúcho no Mundial Inter Clubes.
O problema, segundo o excelente repórter Paulo Azevedo, dessa nova geração de craques do microfone, o diabo não é tão feio quanto foi pintado.
O que aconteceu foi inteligente estratégia do departamento médico e de fisiologia do Atlético na recuperação do atleta. Teve uma contusão forte, mas longe de ser aquela decantada no mundo todo.
Me parece que até RG-10 caiu no conto, porque mergulhou de cabeça no tratamento e treinou bastante a ponto de estar fininho. Paulinho soube disso de uma fonte própria e capacitada.
O plano era criar um bichão-papão que assustasse todo mundo e deixasse o próprio RG-10 antenado pra não ficar fora do Mundial e cumprir as metas. Foram cumpridas.
Em breve, Cuca terá RG-10 pronto pra testá-lo nos dois jogos restantes do Brasileiro e aprontá-lo para os duelos de Marrocos.

LUXA MILIONÁRIO

Não bastassem os altos salários que exige ao ser procurado por algum clube grande, Vanderlei Luxemburgo, dispensado pelo Fluminense, tem ganho prêmios extras que nem na Mega Sena.
Nos últimos anos, não fez outra coisa a não ser receber multas contratuais nas dispensas dos clubes.
Sempre bate naquela tecla: "não sou homem de fugir do barco. Vou até o fim". Só que não revela que não pula fora por causa da multa alta. Acaba dispensado e enchendo o bolso.
Calcula-se que nas últimas dispensas Vanderlei ganhou cerca de R$14 milhões. É ou não é um belo prêmio da Mega Sena, mesmo sem jogar nela?
Dizem que no caso do Flu, não houve rescisão. Houve o quê, então?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.