sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

CRUZEIRO PRESTIGIA O PRESENTE E RENEGA O FUTURO: V.ARAÚJO NEGOCIADO COM VALÊNCIA DA ESPANHA

A diretoria do Cruzeiro, por intermédio de alguém, informou que não recebeu nenhuma proposta; Vinícius Araújo e seu empresário fecham a boca, mas o jornal espanhol, La Marca, dá o negócio como concretizado.
Até fornece detalhes: o jovem craque celeste terá 50% dos seus direitos cedidos ao Valência da Espanha por 3,5 milhões de euros, cerca de R$ 11,5 milhões. Quanto cairá no cofre do Cruzeiro?
Porcaria de negócio! Pouco dinheiro. Qualquer cabeça de bagre é vendido por mais que isso. Que se perderá na viagem até o Barro Preto, comido pelas metades por empresários e parceiros, além de corretores.
Como sempre faz quando comete as tradicionais besteiras, Alexandre Matos desligou o telefone e sumiu. A Assessoria de Imprensa do clube, que nunca sabe de nada, afirmou que buscará conhecer a procedência ou não da publicação. É só entrar no site, como a crônica esportiva fez.
Vinicius Araújo, 21 anos, irá substituir Postiga, negociado com a Lazio da Itália.E o martelo teria que ser batido ontem, dia de encerramento da janela de contratações na Europa.
Segundo o jornal espanhol, o técnico Juan Antonio Pizzi agora já tem o atacante que buscava. Só Pacote ignorava as qualidades dos meninos.(Superesportes)


MÁ VONTADE COM BASE

Ano passado eu denunciei o tempo todo no Brasileiro que aquela chamada atenção especial de Marcelo Pacote Oliveira com a base era pura fantasia. Haja vista a luta que foi pra botar Lucas Silva como titular; o desinteresse dele em prestigiar Maike, Vinicius Araújo Wallace e Elber.
Maike entrou no lugar de Ceará, lesionado, fez uma série de ótimas partidas e tão logo o titular pôde jogar, Pacote voltou com o menino pra reserva e só o lançou nas frias. Wallace foi preterido até por Paulão. Céus!
Lembram-se que Souza veio pra ser titular e só perdeu a posição pra Lucas Silva em razão da pressão?
Vinicius Araújo jogou uma série pequena de partidas na vaga de Borges machucado. Que nem como na situação de Maike, tão logo o titular voltou, Vinicius foi pro banco e não jogou mais.
Ficou umas 15 partidas no banco, ou fora, enquanto Júlio Baptista ia pro jogo, no lugar de Borges. Pacote cometia a besteira de adiantar Ricardo Goulart e cortava a velocidade da equipe. 
Ainda assim, Vinicius Araújo marcou nove gols no Brasileiro e esteve perto dos medalhões que jogaram quase todas.
Melhor ainda: não perdeu a sua vaga na Seleção sub-20. Na última, pro amistoso contra o México, na Vila Belmiro fez até o gol no empate em 1 a 1.
Pelo que vejo, o futuro do Cruzeiro será usado agora no presente pra negócio. Com certeza, ainda meninos, serão negociados Wallace, Maikon, Elber, Alisson, Eurico e Alex que subiram agora.
Existe algum esquema que enfia jogador de meia idade no clube, onde mamam encostado, tal como Tinga, Souza e este volante de 26 anos que veio do Boa, e assume o contrato de venda da meninada.
Alguns cruzeirenses não me perdoam pelas críticas e até cometem a heresia de afirmar que "se vender toda base e ganhar títulos com os coroas que chegam, tá danado de bom". Com certeza!
Mas um dia a fonte seca, e jovens como Ronaldo Fenômeno, Ramirez, Joãozinho, Batata, Eduardo, Dirceu Lopes, Gomes, não terão chance de ganhar títulos pelo clube que os projeta, antes de serem vendidos. A ganância atual é demais!!

EM POÇOS DE CALDAS

Pacote manteve o time que estreou no Mineiro com a vitória por 1 a 0 sobre a URT no coletivo de quinta-feira e pretende repeti-lo nesta noite de sábado, em Poços de Caldas, contra a Caldense, às sete e meia.
Fábio, Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva e Souza; Everton Ribeiro, Goulart e Dagoberto; Borges. Essa será a equipe que jogará contra a Caldense.

Neste coletivo que citei acima,  o time reserva teve Rafael, Mayke (Alex), Leo, Wallace e Luan; Rodrigo Souza e Henrique (Eurico); Marlone (Elber), Júlio Baptista e Willian (Alisson); Marcelo Moreno (Vinicius Araújo).
Venceram o treino por 1 a 0, gol do capitão da seleção sub-20, Wallace. Vejam que até nos treinos Elber, Alisson, Eurico e Vinicius Araújo estão na reserva. Haja paciência!

VERDADE APARECE

Sabem por que Ronaldinho Gaúcho não jogou na primeira partida do Mineiro, empate em 0 a 0 com o Minas Boca, na Arena do Jacaré? Porque não havia, ainda, assinado seu novo contrato.
Renovou, conforme anunciou Alexandre Kalil, porém só assinou nesta última sexta-feira à tarde. Segundo seu empresário e irmão Assis, faltavam alguns detalhes, resolvidos numa rápida reunião.
Aí volta a história da suspensão. Sem condições regulares na primeira partida, RG-10 não cumpriu a tal suspensão da Fifa. Vai cumpri-la no jogo contra o Nacional, neste domingo, no Horto.
Aí volto a me enrolar de novo: existia ou não uma cláusula da Fifa sobre a questão de expulsão na última rodada no regulamento da Copa do Mundo de Clubes, disputada em Marrocos?

ESTREIA NO CLÁSSICO

O lateral direito Artur, apresentado pelo América, nesta sexta-feira, tem 29 anos e é a nova aposta do clube. Chegou cheio de elogios por parte do técnico Elias e do gerente Flávio Lopes.
Disseram que Artur é um jogador muito conhecido e que todos conhecem. E que, também, vários outros clubes estavam atrás dele. "Por sorte", creio, o Coelho chegou primeiro. Vamos ver!
O jogador passou bem pelos exames médicos e informou à Comissão Técnica que até poderia jogar em Tombos, contra a Tombense, neste domingo.
Paulo Silas prefere guardá-lo para o clássico contra o Cruzeiro, dia 9.

BRUNO EM MOC

O presidente do Montes Claros Futebol Clube, Vile Mocellin, forte empresário no Norte de Minas, sujeito batuta e apaixonado com futebol,confirmou - segundo conta o repórter Luiz Ribeiro do Estado de Minas - o seu interesse em contratar o goleiro Bruno Fernandes, ex-Atlético, Corinthians e Flamengo.
Bruno, como é do conhecimento geral está condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte da ex-amante Eliza Samudio. Os advogados do atleta entraram com pedido, em 23 de janeiro, pra que ele seja transferido da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, prum presídio em Montes Claros.
A decisão sobre a transferência de Bruno para o Norte de Minas será avaliada pelo juiz da Vara de Execuções Criminais de Montes Claros, Francisco Lacerda de Figueiredo, Sobre o caso, o magistrado alegou que somente poderá se manifestar quando receber os autos que estão com o Ministério Público.
Com capacidade para 592 vagas, o presídio de Montes Claros vive a situação que apavora os governos: tem superlotação, com 977 detentos.

ESPEREM AÍ!

E os familiares da Eliza Samúdio, assassinada por Bruno e sua gang, como ficarão nessa história? De repente, nós de fora do processo, não sabemos de nada. Eliza foi a condenada. Como seu corpo sumiu, escondido pelos malfeitores, os familiares dela pagarão a pena de 22 anos.

Este país é bom demais. Os caras matam uma moça jovem, destroem seu corpo, de modo que ninguém consegue achá-lo e não ficam nem uns 8 anos na cadeia!E plantam na imprensa que Eliza Samúdio foi vista, bonita e faceira, na Espanha ou Marrocos, sei lá!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

FISCO QUER PEGAR NEYMAR - PAI E FILHO

Neymar pai tirou uma de bravo na coletiva em São Paulo pra explicar a tal confusão na transação de Neymar Júnior pro Barcelona. Explicou sem convencer o recebimento de 40 milhões de euros e terminou dizendo que "não tem medo do Fisco".
Se fosse ele, eu morreria de medo. Na Europa, dar cano no fisco representa chave da porta de cadeia. De uma coisa é certa: dos 40 milhões que embolsou em nome do filho, Neymar, pai, terá de devolver 27% ao Fisco. Agrade-lhe ou não.
Depois terá de conversar com o pessoal do Brasil, que não é tão bravo com gente famosa e craque da Seleção Brasileira.
O pai disse que agiu de forma honesta durante a negociação. Neymar da Silva Santos confirmou, em entrevista à ESPN Brasil, que recebeu 40 milhões de euros como uma "indenização" - ou garantia da transação que levou o seu filho pro  Camp Nou em 2013.
Também explicou que o Barça pagou 10 milhões de euros de adiantamento pelo acordo que previa a devolução de 40 milhões de euros ao time espanhol caso o jogador optasse por assinar contrato com outro clube.(sic).
Não entendi nada; pagou 10 pra devolver 40 se não houvesse acerto entre os clubes mais tarde. Isso no momento é coisa dos homens.

EXPLICAÇÕES

Deixemos Neymar pai  explicar:
"O Barcelona pagou 40 milhões de indenização e mais 17 milhões pelos direitos do jogador e o pagamento de 40 milhões de euros, contrapartida acordada pra Neymar fechar com o clube, o que de fato aconteceu".
O novo presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, admitiu que a transação total pra contratar o craque brasileiro custou 86,2 milhões de euros aos cofres do clube. Segundo o dirigente, o Barça não mentiu quando anunciou que o jogador foi contratado por 57,1 milhões de euros.
Ele explicou que o restante do valor é referente a luvas, parcerias sociais entre o clube e a Fundação Neymar e ações de marketing.
Pelo que entendi, não houve nada de errado, e o ex-presidente Rossel renunciou à toa, que a Justiça espanhola, o fisco de lá e o daqui, estão apenas caçando chifre na cabeça de cavalo.  Céus!

COLCHA DE RETALHOS

Os grandes negócios no futebol são como colcha de retalho. Dos direitos econômicos do atleta tira-se um pedaço pro agente, outro pro procurador, mais outro pra empresário. Um pedaço pro atravessador que irá molhar as mãos dos cartolas nada sérios envolvidos.
Por exemplo: no caso de Neymar, o Barcelona pagou ao seu agente André Cury. Não se sabe quanto. Caberia a ele convencer o procurador e empresário do jogador, Wagner Ribeiro, que queria levá-lo pro Real Madrid.
Com certeza, este recebeu, também, uma antecipação, como foi o caso do Neymar, pai, pra mudar de ideia e aceitar o Barça.
Aí Neymar pai destacou: "Pagaram o André para isso, esquecendo-se que o representante de Neymar é o Neymar,pai. Eu não faria nada que meu filho não quisesse.

AMOR PELO SANTOS

Desde os 13 anos Neymar Jr falava:
"Não quero, não quero (sair do Santos)". 
-"Em 2011, todos os clubes queriam pagar a multa. Ninguém quis, nem nós nem o Santos. Eles (diretores do Santos) só recuaram de 2015 pra 2014, deixaram eu trabalhar com os clubes. O Neymar faturava mais de R$ 3 milhões por mês, mas ganhava R$ 150 mil na carteira. Quando você fala do Neymar atleta é uma coisa, mas o acordo de imagem é outra. Minha empresa ganhava R$ 3 milhões, não o Santos".

FUTURO DO JOIA

"Quero dar paz para o Neymar jogar a Copa do Mundo este ano, livre de especulações. Estamos esclarecendo toda a situação do contrato por causa disso", disse Neymar pai.

COPA BRASIL FEMININA

Meu ex-colega de Alvorada-FM, Lucas Figueiredo, hoje emprestando sua capacidade e competência como chefe de comunicação da Prefeitura de Ribeirão das Neves me manda uma ordem.
O time da cidade de futebol feminino, criado ano passado, com apoio da Prefeita Daniela Correa disputará pela primeira vez a Copa do Brasil Feminina.
Depois de conquistar o Campeonato Mineiro no fim do ano passado, o Neves Futebol Clube chega forte para a disputa da Copa do Brasil.
A estreia será nesta sexta-feira, 30, na Arena do Jacaré, às 8 e meia, contra o Capital FC de Brasília.
Caso esteja interessado em ver as meninas de perto, o ingresso custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). São vendidos antecipadamente na sede da Liga Desportiva da cidade (Rua Mário Alexandrino da Rocha, 10, São Januário - Ribeirão das Neves). Também haverá venda no estádio na hora da partida.
Ao todo, 32 equipes dos estados brasileiros e do Distrito Federal estão na disputa. Assim como no futebol masculino, a equipe campeã garante vaga na Libertadores da América.

TUDO PODE ACONTECER NO BRASILEIRÃO

Após a Folha de SP denunciar tentativa da CBF de pagar por acordo com a Lusa, e, da denúncia do advogado que defendeu o pivô da crise, Heverton,  no STJD, de que cartolas da Portuguesa pediram-lhe pra assumir a culpa da escalação irregular do atleta, tudo mais pode acontecer nesse imbróglio entre Fluminense, Lusa, Flamengo, CBD que empaca a organização do Brasileiro-2014.
0 Ministério Público de São Paulo quer ouvir o advogado  Osvaldo Sestário, que representou a Portuguesa no dia do julgamento. Na época ele teria informado que Héverton não poderia atuar na última rodada do Brasileiro, por ter sido suspenso no STJD.
Feita a besteira Sestário informou que ouviu do próprio presidente da Lusa da época, Manuel da Lupa e do diretor do Departamento Jurídico, Valdir Rocha, que assumisse a culpa, sob pena de cortá-lo da sua relação de amigos.

CBF PERDIDA NO BOLO

A CBF não sabe dizer o número exato de pedidos de liminares,alguns concedidos outros cassados, pela manutenção da Portuguesa na Série B. Diante da confusão generalizada e da necessidade de se começar o Brasileirão em fevereiro, surgiu outra novidade.
Esta vem da própria CBF: o diretor Jurídico da entidade, Carlos Aidar - ex-presidente do São Paulo - jogou a toalha e não acredita numa solução rápida além de um acordo que leve a competição pra 24 times, o que passaria por cima do Estatuto do Torcedor.
A lei do futebol preconiza que mudança na fórmula de disputa pode ser aplicada no ano subsequente às alterações.  
Ou seja, a alteração do número de times e da fórmula de disputa só poderia ser usada em 2015.
 Porém, como neste País, as leis existem pra ser burladas, adivinhe o que vai acontecer?

GALO PÁRA NO BOCA NA ARENA DO JACARÉ

Se o empate (0 a 0) foi feio pro Atlético e bonito pro Minas Boca, a qualidade da partida de estreia de ambos no Mineiro, foi razoável, por causa das alternativas.
Os goleiros foram os melhores em campo. Victor, inclusive, acabou escolhido pela equipe da Rádio Itatiaia o maior destaque em campo. Cristiano, do Boca, foi votado também.
O Galo mandou na posse de bola, contudo, teve os riscos dos contra-ataques do time de João Carlos, que produziu a primeira emoção, com uma bola na trave de Victor.
Tardeli, Guilherme e Jô usaram e abusaram do direito de perder gols. Ou chutavam pra fora ou faziam o cartaz do goleiro Cristiano.
No segundo tempo, Paulo Autuori tentou corrigir o erro de escalar Michel pela lateral esquerda e colocou Dátolo. Adiantou pouco.
Melhorou qualquer coisa ao trocar Guilherme pelo menino Marion. Este mostrou que vai longe se não mudar o pique.
Aos 22m, o lance mais bonito do jogo: Tardeli driblou meio time e acertou uma bomba na trave do Boca. Aos 38m, Victor salvou aquele que seria provavelmente o gol da vitória dos locais, com uma defesa milagrosa.

A pequena torcida que compareceu à Arena do Jacaré gritou: "São Victor".

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

MINAS BOCA E ATLÉTICO, ESTREIAS PRA SE CURTIR NA ARENA DO JACARÉ


Não é por falta de motivação que deixarei de ir à Arena do Jacaré nesta quarta-feira pra acompanhar as estreias do Minas Boca, comandado pelo técnico João Carlos – na última coluna o chamei de João Paulo, outra vítima da minha caduquice – e o Atlético, pela primeira vez comandado pelo treinador Paulo Autuori.  
Não vou porque estou fora das minhas melhores condições físicas.
Além das muitas atrações da bela Sete Lagoas, o jogo em si reserva ao torcedor várias atrações. No Minas Boca, que vem da Série B, e disputa o Mineiro pela primeira vez, suas atrações são o zagueiro Micão e o goleador Fábio Júnior, 37 anos, ambos ex-americanos.
Há uma promessa de Autuori a ser conferida nesta partida. Sem Ronaldinho Gaúcho, fora do confronto em virtude de uma discutível suspensão, o Galo de Autuori 4-3-2-1 uma formação que Cuca, também, aplicava e que o novo técnico pretende manter, por enquanto.
Na teoria dos nomes, como este time seria montado?
Os quatro zagueiros – Marcos Rocha, Réver, Léo Silva e Michel – dois apoiadores e um marcador – Pierre e Josué; e Guilherme; dois homens de ligação – Tardelli e Fernandinho; e um atleta enfiado, homem de referência na área, o artilheiro Jô.
Mas isso é conversa pra vaca falar no ouvido do boi, nos seus momentos íntimos.

ESQUEMA CUCA

Na realidade, caso use realmente o esquema de Cuca, Paulo Autuori, terá de exigir a marcação a partir da defesa adversária, com dois homens – Jô e Fernandinho. Quatro buscam a retomada ou a sequência de contra-ataque no meio – campo: Marcos Rocha, Josué, Tardelli e Guilherme, se o jogo sai pela direita.
Ou então quando está pela esquerda Michel, Pierre, Tardelli e Guilherme. Pierre cobre a saída de Marcos Rocha, pela direita, e Josué fica no espaço de Michel na esquerda.
Pelos próprios problemas de adaptação de Michel, que é destro, o Atlético deverá sair mais pela direita em cima de Marcos Rocha. Do outro lado, só quando Tardelli disparar livre nos contra-ataques.
Esta xaropada tática toda que descrevi acima é pra imitar o comentarista da ESPN que gosta de introduzir tais números e deslocamentos sobre uma tabuleta imitando o gramado e fala como se a coisa fosse acontecer exatamente como informa.
Na hora do vamos ver, os atletas improvisam nos dribles, nos deslocamentos, como são os casos de Guilherme e Tardelli.
Qualquer esquema funciona se o time vencer até por 1 a 0, gol de pênalti, mesmo que o adversário tenha, também, pênalti a seu favor e Victor defenda com os pés, repetindo sua memorável defesa na Libertadores.

DÁTOLO SURPRESA

Apesar de todo estudo promovido a bem do leitor que deseja ir ao estádio com o time decorado e o esquema do treinador na cabeça, na verdade algo me diz aqui dentro que Autuori irá usar Dátolo, em vez de Michel. São características diferentes: o primeiro é canhoto, apóia bem por ser armador, tem sangue nos olhos pra combater. Michel é destro e teria mil dificuldades contra uma defesa bem fechada.

MINAS SACODE SL

O Minas Esporte Clube teve uma ascensão rápida no futebol mineiro. Disputou a Segunda Divisão – na prática a terceira divisão – e ganhou o título. Subiu ao Módulo II, que dá acesso à Divisão de Elite – e ficou com a segunda vaga, como vice-campeão.
O empresário Geraldo Magela era o dono do time. Então fez uma negociação com o jornalista Edson Paredão, dono do jornal Boca do Povo, que pagou R$ 1 mi pelo time.
Mudou o nome para Minas Boca, por razões óbvias, e, também, para homenagear o Boca Juniors, da Argentina. Tanto que seu uniforme de jogo copia bem o estilo do famoso time de Buenos Aires.
Paredão é um dinâmico homem de negócios e desenvolve vários projetos na área de comunicação e agora, também, na área esportiva.
Eu acredito bastante no sucesso dessa nova empreitada do meu amigo Paredão.

CRUZEIRO MOSTRA A FORÇA

Marcelo Pacote Oliveira usou a equipe reserva – no meu tempo de craque em Caratinga, era chamada de equipe aspirante – num jogo-treino nesta terça-feira na Toca da Raposa II contra o ASA – Atlético Sportv Aviação, de Angola.
O time africano exigiu bastante dos titulares no coletivo de sexta-feira e perdeu por apenas 1 a 0. Não foi diferente contra os meninos, que tiveram os reforços de Henrique, Júlio Baptista, Léo e William. O coletivo terminou em 2 a 1, gols de Henrique e Elber; Alex, do próprio Cruzeiro, fez o gol do ASA cobrando pênalti.
Pra matar a curiosidade dos leitores sempre atento às novidades do Cruzeiro o time que começou o jogo-treino teve Rafael, Mayke, Léo, Wallace e Luan; Henrique, Rodrigo Souza, Marlone, Júlio Baptista e William; Vinicius Araújo.
Vinicius Araújo, Alisson e Wallace estavam na Seleção Sub-20 e participaram do amistoso o México, na Vila Belmiro. Empatou em 1 a l. Vinicius marcou o gol da seleção, cobrando pênalti.

MARLONE O DESTAQUE

O destaque do jogo-treino, no entanto, ficou com Marlone, cada dia chamando mais a atenção da torcida pro seu futebol.
O placar de 2 a 1 foi feito no primeiro tempo. No segundo, Marcelo Pacote tirou Wallace e colocou Alex na zaga. Rodrigo Souza entrou na vaga de Henrique; Eurico no de Júlio Baptista; Elber no de Marlone que voltou depois na vaga de William. O centro avante foi Marcelo Moreno e saiu Vinicius Carvalho.
Jogo-treino pra se cobrar ingresso. E mandar o dinheiro arrecadado, que seria em bom número, lá pra casa dos Idosos da Rua Abre Campo, no Santo Antônio.



segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

HISTORIA MAL CONTADA ESTA DA SUSPENSÃO DE RG-10

Meu amigo e companheiro de tantas jornadas, Afonso Alberto Teixeira dos Santos, sempre atento às coisas do Atlético me mandou este puxão de orelha merecido:
"Meu amigo Flavio, vc também entrou nessa de que o R 10 está suspenso? Acredita não Seu Flavio. Ele foi expulso em uma competição lá na África, no Marrocos, competição da FIFA, nada tem com o nosso campeonato Mineiro. Quantas vezes vc ouviu e viu jogador ser expulso no Brasileiro e jogar a seguinte na Libertadores e vice versa?"
"Já imaginou o Messi expulso no último jogo do Campeonato Espanhol em seguida vem para o Brasil jogar a Copado Mundo, ai ele vai cumprir a automática na primeira partida da Seleção Argentina. É brincadeira. Acredita não seu Flavio. Essa turma de hoje, aceita tudo. Um abraço de seu eterno amigo, aluno e admirador".
Trincheira: Você tá coberto de razão, Fon Fon. Esta história de RG-10 não jogar contra o Minas Boca, na Arena do Jacaré, quarta-feira, tá mal contada.
Quando li a informação imaginei que o RG-10 fora expulso num jogo da última rodada do Mineiro. Fiz esforço de memória e como ela anda pra lá de curta, não consegui achar nada. Lá no Jogada de Classe da TV Horizonte o problema foi levantado.
Salvo erro de memória, o Marcondes Barbosa, que participava como convidado, informou que no estatuto da Fifa referente à Copa do Mundo  de Clubes consta que o jogador expulso na rodada final estaria automaticamente suspenso na competição seguinte, fosse estadual, nacional, ou continental. Como a Fifa pode tudo, aceitei.
Sua mensagem veio na medida porque eu pretendia mesmo abordar esse assunto com a informação oficiosa do Marcondes. Talvez por isso a diretoria do Atlético tenha resolvido poupar, também, RG-10, além dos problemas físicos que, segundo soube, ele se queixa. De qualquer forma, é importante que você esteja atento.
E que me ajude a tocar esta Trincheira dentro da medida que sempre postou a nossa vida profissional voltada exclusivamente pro futebol. Abraços na turma e nos meninos que têm batido uma bola dos conformes.

RECADOS DA TROPA DE CHOQUE

Meu primo Iraq Rodrigues, Lagoa Santa, mandou email: " Estou ao seu inteiro dispor para compor a chapa para a FMF, sem sobrenome comprometedor..."   
Trincheira: Que pena seu sobrenome não é "Anselmo". Faria mais raiva na turma da oposição.
Gegê Angelino, o Rei do Santo Antônio, que provocou o assunto ao pedir meu apoio à sua chapa, me escreveu: "Tem meu apoio, mas vc não me colocou na chapa quente. Aí não dá..."
Trincheira: Mensagem cheia de contradição. Vai me apoiar, ou não? Seu lugar na chapa tá reservado: diretor de obras e fiscalização dos estádios. Chique, não?
Meu ex-lateral esquerdo na defesa do América de Caratinga, Fausto Quintela, hoje radicado em BH, cumprimenta minha atitude: "Parabéns FLAVIO ANSELMO, acho que você merece e tem o meu apoio, porque você já esteve lá e conhece o sistema, além dos bons nomes em sua chapa            ".
Trincheira: Você se lembra como eu dividia na canela e batia da medalhinha pracima, né Faustão? Continuo o mesmo nas letras e nos microfones que hoje me restam.
Essa história vai longe, podem crer os outros candidatos. Pelo menos em São Paulo já chegou. Markin Mattos, meu conterrâneo, ex-colega de Tiro de Guerra e de outras farras em Caratinga, me faz a seguinte sugestão, aprovada desde já: Flavio, para sua chapa não se esqueça do Paceli como representante em Brasília e eu humildemente colaboro em S. P. Combinado? Rsrsrs 
Trincheira: Claro Markin, os dois nomes estão na relação, da maneira sugerida. Mas pelo amor de Deus, nada da torcer pelo Santos contra os times mineiros. Certo?
Finalmente, o amigo José Antônio, BH, sabedor das minhas voltas contra o diabetes envia  receita natural: "Corte as pontas e os fundos de 2 quiabos, coloque em um copo com água e deixe dormir. No dia seguinte, retire os quiabos e tome a água. O diabetes vai sumir e suas injeções, nunca mais...
 Testado em seres humanos, os resultados foram,  milagrosos! Uma voluntária disse que a glicemia baixou de 300 (!) para 150. Outro, que caiu de 195 para 94 - e ainda disse que a água de quiabo "fez o papel da insulina, e muito bem feito!".
Trincheira: Passo à frente a mensagem e quem quiser testar que o faça. Eu faço qualquer coisa pra ficar livre dos remédios que tomo diariamente pra baixar a glicose, e deixar de enfrentar as duas agulhadas diárias de insulina. E claro, as outras tantas agulhadas no dedo pra vigiar a danada.
SERÁ VERDADE ESTA PRAGA DO GALO?

O repórter Thiago de Castro, do Superesportes, fez um estudo interessante sobre as estréias de técnicos no Atlético em torneios. Desde 2007. Por que 2007? Nem imagino, mas como se trata de material pra ser estudado pelos interessados, vou comentá-lo e peço licença ao jovem e excelente jornalista pra reproduzi-lo aqui nesta desabusada Trincheira.
A propósito, Paulo Autuori estreia no Atlético nesta quarta-feira, será na Arena do Jacaré, contra um adversário que estreia, também, na divisão principal do futebol mineiro.
Todos imaginamos que será uma partida tranqüila, face os problemas que, ainda, atormentam o time do presidente Edson Paredão e do técnico João Paulo. O Minas Boca poderá contar com tal praga que preocupa os torcedores nas estréias dos treinadores? Sei lá.
"Nas últimas oito estreias de técnicos no Atlético, houve apenas uma vitória. Celso Roth venceu o Vitória por 3 a 0, em casa, pela Copa do Brasil. Apesar do resultado, a equipe alvinegra acabou eliminada da competição na disputa de pênaltis.
Estreias, em jogos oficiais, recentes de treinadores do Atlético:
Escalação: Edson, Cláudio, Marcos, Leandro Almeida e Thiago Feltri; Xaves, Bilu, Marcinho (Lima) e Danilinho; Paulo Henrique (Vanderlei) e Éder Luis (Lúcio).
Escalação: Juninho (Edson), Cláudio (Renan), Marcos, Leandro Almeida e Agustín Viana; Rafael Miranda, Márcio Araújo, Gérson (Marques) e Danilinho; Éder Luis e Marinho.


Escalação: Juninho, Marcos (Marques), Leandro Almeida e Vinícius; Coelho, Márcio Araújo (Rafael Miranda), Renan, Almir (Yuri) e Calisto; Petkovic e Eduardo. 
Escalação: Juninho, Sheslon, Vinícius (Welton Felipe), Leandro Almeira e César Prates; Serginho, Elton (Petkovic), Márcio Araújo e Renan Oliveira; Marques (Pedro Paulo) e Castillo.
Escalação: Juninho, Marcos (Tchô), Leandro Almeida e Welton Felipe; Carlos Alberto, Rafael Miranda (Márcio Araújo), Renan, Júnior (Lopes) e Thiago Feltri; Éder Luís e Diego Tardelli.
Escalação: Juninho, Marcos Rocha (Élder Granja), Welton Felipe, Leandro Almeida e Thiago Feltri; Rafael Miranda (Alessandro), Renan, Márcio Araújo e Fabiano (Tchô); Éder Luís e Diego Tardelli.
Escalação: Aranha, Coelho, Werley, Jairo Campos e Leandro Silva (Júnior); Jonílson, Corrêa, Ricardinho e Evandro (Fabiano); Muriqui (Marques) e Diego Tardelli.
Escalação: Renan Ribeiro, Rafael Cruz (Diego Macedo), Werley, Réver e Leandro Silva; Zé Luís, Serginho, Ricardinho (Eron) e Daniel Carvalho; Obina e Diego Tardelli (Neto Berola).
Escalação: Giovanni, Patric (Wesley), Leonardo Silva, Réver e Guilherme Santos (Mancini); Richarlyson, Serginho, Toró e Caio; André e Magno Alves (Neto Berola).

Emerson Leão (2007) – Paraná 1 x 3 Atlético (Brasileirão)
Geninho (2008) – Democrata-SL 1 x 0 Atlético (Campeonato Mineiro)
Alexandre Gallo (2008) – Atlético-PR 1 x 1 Atlético (Brasileirão)
Marcelo Oliveira (2008) – Atlético 2 x 2 Internacional (Brasileirão)
Emerson Leão (2009) – Atlético 2 x 4 Cruzeiro (Torneio de Verão)
Celso Roth (2009) – Atlético 3 x 0 Vitória (Copa do Brasil)
Luxemburgo (2010) – América 1 x 1 Atlético (Campeonato Mineiro)
Dorival Júnior (2010) – Atlético 1 x 2 Grêmio (Brasileirão)
Cuca (2011) – Atlético 1 x 2 Botafogo (Copa Sul-Americana)