segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

SEMANA COMEÇA AGITADA NO FUTEBOL BRASILEIRO

Gente, o futebol brasileiro não começou de pé direito esta semana, até pela primeira ada visita de Jerôme Valcke , secretário geral da Fifa, ao Brasil, em 2014.
Ele se mostrou preocupado com o atraso no Itaquerão, estádio escolhido pra abertura da Copa do Mundo.
-O plano inicial era de que este estádio estivesse pronto agora, mas infelizmente houve o acidente. Muita coisa ainda precisa ser feita nesse estádio que é muito importante pra nós e pra copa do Mundo- falou Valcke.

AMEAÇAS A GILVAN

Depois sigo na busca de boas notícias pelos sites diversos.
Logo vem outra informação chata: "Gilvan diz que recebeu ameaças de morte de integrantes de torcidas organizadas".
Atenção presidente, essa gente não presta.
São bandidos acostumados a matar em duelos contra facções contrárias, sem punição. Mantenha firme na sua posição e peça proteção policial.

BASTIDORES PODRES

Aí caio no tema que balançou o dia todo: "a CBF propõe ajuda financeira à Lusa se ela aceitar a Série B".
A denúncia com documentos é da ESPN Brasil, de jornalismo sério.
Na proposta de seis cláusulas apresentada pela CBF ao presidente da Lusa, o clube desistiria de qualquer ação na Justiça Desportiva e, também, na Comum.
Em troca a Lusa receberia pagamento de R$ 4 milhões à vista, em forma de adiantamento. No entanto, a quantia seria devolvida em 2015 em 10 parcelas.
Este "por baixo dos panos" entraria no caixa da Lusa como cotas de transmissão de tevê na série B. A Portuguesa já adiantou que não topa a chantagem e vai entregar o documento ao Ministério Público que abriu inquérito pra apurar a vergonha.

VERDADE DA ESPN

A ESPN Brasil apresentou o documento, enviado em 13 de janeiro para a Lusa, segundo o qual a CBF propõe o acordo pro clube paulista acatar a decisão do STJD.
Decisão que a puniu com a perda de quatro pontos pela escalação irregular do meia Héverton na rodada final do ultimo Brasileirão.
A televisão informou que a terceira cláusula dele diz:
"Da antecipação de cota por participação em campeonato. A CBF antecipa à Portuguesa a quantia de R$ 4.000.000,00 (R$ 4 milhões) em moeda corrente nacional, por conta de sua participação na Série B de 2014, cujo recebimento é, neste ato, por ela confirmado, tendo em vista depósito na conta corrente de titularidade da Portuguesa".
Em outra cláusula o documento fala em confidencialidade sobre o acordo e termina com os espaços para as assinatura de José Maria Marin, presidente da CBF, e de Ilídio Lico, presidente da Portuguesa.
Este submundo do futebol tá vergonhoso. Espero que a Justiça aja a tempo de não prejudicar o Brasileiro, de evitar virada de mesa, e de punir os culpados.

LÁ COMO CÁ

É verdade que existem vários companheiros na Imprensa que adoram chutar o Brasil. Aquele sintoma de cachorro vira-lata que foi revelado por Nelson Rodrigues.
As coisas aqui ocorrem fortes pelos bastidores e subterrâneos, mas lá fora, nos grandes clubes europeus, não estão fora do contexto.
Quantas vezes soubemos das punições aplicadas pela Justiça italiana em clubes importantes, por causa de manobras extracampo. A própria Juventus, tantas vezes campeã, e o Milan já foram parar na Segunda Divisão por causa disso.

DENÚNCIA CONTRA NEYMAR

Vejam essa denúncia com a qual me esbarro aqui pelos sites: "O jornal espanhol El Mundo disse ter acesso a detalhes do contrato da venda de Neymar ao Barcelona, feita no meio do ano passado, que mostram um desvio de 38 milhões de euros - mais de R$ 120 milhões, alguns deles distribuídos para a família do atleta.
O valor oficial anunciado da transferência foi de R$ 180 milhões. No entanto, o presidente do clube catalão, Sandro Rosell, juntamente com dirigentes do Santos e representantes de Neymar, teriam dividido mais de R$ 120 milhões não declarados.

PAI ENDINHEIRADO

O jornal El Mundo diz, também que "só o pai do Neymar teria recebido R$ 35 milhões e que o Juizado de Instrução número cinco da Audiência Nacional espanhola já teria posse dos documentos que comprovam a fraude".
O presidente do Santos, Odílio Rodrigues, revelou que o clube pode reivindicar parte dos € 38 milhões (R$ 120 milhões) supostamente omitidos pelo Barcelona.
- Se o Barcelona pagou mais para alguém e este pagamento envolver o valor da transferência, o Santos tem direito a 55% desta quantia – resumiu o presidente santista.
Odílio disse que o Santos já recebeu sua parte na negociação – ou seja, 55% dos € 17,1 milhões (R$ 54 milhões, na cotação atual) combinados com o Barcelona.
Isso significa que o Peixe ficou com € 9,4 milhões (R$ 29,7 milhões). O restante do montante foi dividido entre o Grupo DIS (que detinha 40% dos direitos do astro) e a Teisa (5%).
É muita mentira e conversa fiada. A coisa hoje em dia, virou uma colcha de retalhos, cheia de percentuais. Cada qual mama um pouco, só que a turma do Neymar, merecidamente ou não, mamou bem forte.

SANTOS CONTENTE

O Presidente santista disse, ainda, que seu clube recebeu o que tinha pra receber.
"Foi publicado, está no Conselho (Deliberativo e Fiscal), na auditoria. O Santos notificou o Barcelona quando surgiu este assunto (€ 57 milhões).
Eles responderam que o Santos foi pago pelo que foi combinado e que o restante era para outros protagonistas, que o clube não identificou. Foi a resposta ao Santos e à Fifa".
E completou:
- Pelo que eu sei, a oposição do Sandro Rossell (presidente do Barça) entrou na Justiça e fez uma denúncia. A Justiça acolheu e, pelo que estou acompanhando, o Rossell disse que repassou os € 40 milhões para o pai do Neymar. É até ai que sei da história. Não temos nada a esconder. Se existe algum problema quem tem que explicar é o Barcelona ".

NO PASSADO


Alguém ainda se lembra do bolo igual a este que existiu na venda de Geovani do Cruzeiro pro mesmo Barcelona. O negócio anunciado em 18 milhões de dólares teria saído por bem menos. A Justiça catalã entrou na questão e pelo que me lembro, nada aconteceu. Aqui e lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.